Edição do dia 21/01/2020

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Salve, salve a lembrança do herói de Santa Cruz do Sul: Arno Frantz
OPINIÃO
Inovação e transparência devem andar de mãos dadas
OPINIÃO
Benditas são as mentes criadoras que combinam sons e silêncio e os transformam em música
OPINIÃO
Dengue: Santa Cruz registra sete casos de suspeita
SAÚDE - Município está entre 99 do Estado com infestação do mosquito
Projeto sugere isenção de IPTU para estacionamentos
GERAL - Vereador também propôs um aplicativo para registro de gastos e receitas do município
Uma agroindústria que empodera
EMPRESARIAL - Programa Arise possibilitou a abertura de uma empresa no interior
Atleta santa-cruzense busca apoio para disputa de competição na França
ESPORTES
União Corinthians empossa departamento de Judô
ESPORTES
Lifasc: Definidos os confrontos da segunda fase
ESPORTES - Última rodada teve 41 gols em oito jogos disputados pelos aspirantes e titulares
Copinha: Gaúchos estão na semifinal
ESPORTES
Gauchão inicia com seis partidas
ESPORTES
Gauchão inicia com seis partidas
ESPORTES
Recopa Gaúcha: Pelotas conquista o bi nos pênaltis
ESPORTES
Toto retorna ao Avenida
ESPORTES - Volante de 33 anos chegou nesta segunda, 20, no Estádio dos Eucaliptos
Desfile de Carnaval pode ser retomado em 2020
GERAL - Reunião entre Prefeitura e Associação das Entidades Carnavalescas define detalhes sobre apoio para a realização do evento
Vazamentos de água são registrados em Santa Cruz
GERAL - Rompimentos de rede ocorreram na sexta, 17, em dois pontos do Centro
Trilegal: Santa Cruz tem quatro novos ganhadores
GERAL
PRE combate a embriaguez no trânsito
POLÍCIA

Canjica

Colher de Pau - Alayde Guimarães Motta - 17/06/2014

Alayde Guimarães Motta
[email protected]

As festas juninas são uma comemoração da igreja católica em homenagem a três santos: Santo Antônio, no dia 13; São João, no dia 24, e São Pedro, no dia 29. A comida típica das festas é quase toda à base de grãos e raízes que nossos índios cultivavam, como milho, amendoim, batata-doce e mandioca. A colonização portuguesa adicionou novos ingredientes e hoje o cardápio ideal tem milho verde, bolo de fubá, pé-de-moleque, quentão, pipoca e outras gostosuras.
Em festa junina que se preze, a canjica não pode faltar. Esse doce tipicamente brasileiro aparece em diferentes versões de norte a sul do País, variando a cor, o sabor e até o nome. A receita é da minha prima Maria Teresa Schaan Pessano, publicada no livro Cozinhando com Requinte (L&PM, 1983).

Canjica

INGREDIENTES
1 xícara de canjica
1 ½ xícara de açúcar
2 ovos
½ litro de leite
canela em pó

MODO DE PREPARO
Escolha e lave a canjica. Deixe de molho em 1 xícara de água fria, de véspera. No dia seguinte, ponha na panela de pressão com mais 2 xícaras de água fria. Feche a panela e leve ao fogo, quando começar a ferver e formar a pressão, baixe o fogo e deixe 40 minutos. Apague o fogo, tire a pressão debaixo da torneira e abra a panela. Junte o leite à canjica e leve ao fogo, deixando ferver sem tampa. Quando estiver secando, bata 2 ovos inteiros na batedeira com açúcar (como para gemada) e junte à canjica. Mexa com a colher de pau para cozinhar os ovos, mais ou menos 5 minutos. Retire do fogo, ponha numa tigela e polvilhe com canela em pó. Se a canjica não tiver ficado de molho de véspera, o tempo de cozimento é de uma hora mais ou menos, necessitando, para isso, mais água. Pode-se substituir o leite por leite de coco. Não é típico, mas fica muito gostoso.

Dica da semana

Usando a panela de pressão é possível economizar gás e preparar receitas em menos tempo. A tampa prende o vapor dentro da panela, o que provoca pressão e aumento da temperatura. Esse ambiente faz com que os alimentos sejam cozidos mais rapidamente. Numa panela convencional a temperatura de cozimento é de 100º C, já na pressão chega a 120º C. O cozimento na panela de pressão preserva cerca de 90% das vitaminas dos alimentos. O preparo a vapor salva cerca de 75% e fervê-los mantém entre 40% e 65%.