Edição do dia 14/06/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Com dois jogadores a menos, Avenida arranca empate em Caxias
ESPORTES - Periquito decidirá mata-mata dentro dos Eucaliptos
Santa Cruz empata e está fora da Segundona
ESPORTES - Galo ficou no 0 a 0 com o Guarany, em Bagé
Endurance Brasil: Xandy e Xandinho Negrão continuam líderes
ESPORTES - Pai e filho fecham a terceira etapa de Santa Cruz do Sul com pódio e mantêm a liderança na geral e na categoria GT3
Pinheiral leva o bicampeonato no Futebol Sete Master da Lifasc
ESPORTES - Equipe derrotou o Linha Santa Cruz na decisão, por 4x3 de virada, em partida eletrizante
De camisa branca, o Brasil vence na estreia
ESPORTES - Seleção fez 3 a 0 sobre a Bolívia pela Copa América
Brique da Praça completa 10 anos de atividades
GERAL
Luizinho Ruas ingressa com projeto que declara Coomcat de utilidade pública
GERAL
Copa Cidade Miller Supermercados tem dois jogos no domingo
ESPORTES - Partidas são válidas pela primeira fase do certame
Santa Cruz do Sul está em estado de alerta
SAÚDE - Com 62 notificações da doença, município realiza ações intensas de combate ao mosquito, mas, a colaboração da população é fundamental
Residencial Bem-Viver: um sonho para a terceira idade
GERAL - Para finalizar as obras do complexo a ajuda de parceiros é necessária
Qualidade e bom atendimento em novo endereço
GERAL
Inscrições para representantes encerram dia 19 de junho
GERAL
Unisc desenvolve atividades na escola José Mânica
GERAL
Florais Quânticos são o tema de curso neste final de semana
GERAL
Predilar: Há 32 anos tornando seu sonho realidade
GERAL
Sincotec-Varp realiza curso intensivo
GERAL
Atitude humana
EDITORIAL
Ter metas desafiadoras é um estímulo para potencializar a gestão do negócio
GERAL

Triste notícia para o esporte

Focando no Esporte

Focando no Esporte - Júlio Mello - 15/07/2014

Divulgação/RJ

Júlio Mello | julio@riovalejornal.com.br
 
A morte do jogador Éder Machado pegou todos de surpresa. Ele faleceu na madrugada de ontem indo em direção para Vera Cruz. O El Loco como era conhecido, fez história no futebol gaúcho, sempre goleador por onde passou. Começou no Galo, foi para Portugal, voltou para o Brasil e vestiu a camisa do Avenida, Santo Ângelo, Galo e Brasil de Pelotas aqui no estado. No Periquito foi dele o gol mais bonito já feito no estádio dos Eucaliptos, Teve participação direta no acesso do clube. Os gols dele garantiram o único título de um time profissional de Santa Cruz em âmbito estadual. O acesso de 2011 nunca será esquecido pelo torcedor do Avenida. O Loco vai deixar saudades em muitas praças de esportes. Em Santa Cruz foi amado pelos dois clubes, já que começou e encerrou sua carreira no Santa Cruz, pois atuou este ano pela Divisão de Acesso. Éder Machado deixa a sua esposa Isabel e dois filhos. Particularmente eu tinha uma boa relação com o ele, mesmo trabalhando profissionalmente para clubes diferentes. Lamento muito a sua morte e que Deus o tenha. Vá com Deus meu amigo Éder Machado.
 
Novo presidente
 
Estive na noite de ontem no Estádio dos Eucaliptos para acompanhar o novo momento do Avenida. Foi aclamado o empresário Marlo Eisenhardt como no presidente do Clube. Jair Eich assume a função de vice-presidente de Futebol e Guilherme Eich continua como diretor de futebol. Carlos Brandt segue como vice-presidente. O técnico Tonho Gil deverá continuar como técnico para 2015.
 
Título para quem tem conjunto
 
O título de campeão do mundo ficou em boas mãos. A Alemanha demonstrou ao mundo que as individualidades até podem ganhar alguma coisa, mas o conjunto é primordial. Foram vários os nomes citados e marcados na Alemanha, mas acima de tudo o projeto, planejamento e execução bem feita foram os maiores destaques desta equipe que mostrou ao mundo muita humildade e abnegação ao trabalho. Agora também é importante dizer que aplicar 7x1 no Brasil só acontece de 100 em 100 anos no futebol. Jamais uma equipe vai fazer 100% de gols em todas as investidas no ataque, tanto que a Argentina provou isso, embora tenha um time inferior ao da Alemanha, jogou com respeito que o adversário merecia e se fechou, coisa que o Brasil não fez. Reconhecer que se é inferior ao adversário é um passo primordial para não levar goleada. Por tudo isso, o título ficou no lugar certo.
 
Onde ficaram os nossos astros?
 
Os astros individuais da Copa praticamente passaram vergonha. Muitos esperavam de Messi, o que ele ainda não fez por sua seleção. Mostrou mais uma vez que está longe de ser comparado ao nosso Rei Pelé. Na minha opinião o argentino não chega perto de Romário, Ronaldo e Ronaldinho Gaúcho, que já foram mais brilhantes que este projeto de astro. Se escondeu a Copa inteira e acabou sumindo de vez na final contra a Alemanha. Dar o título de melhor da Copa par Messi é debochar da inteligência do nosso torcedor. Campbel da Costa Rica, James da Colômbia e Robin jogaram mais que Messi.