Edição do dia 14/06/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Com dois jogadores a menos, Avenida arranca empate em Caxias
ESPORTES - Periquito decidirá mata-mata dentro dos Eucaliptos
Santa Cruz empata e está fora da Segundona
ESPORTES - Galo ficou no 0 a 0 com o Guarany, em Bagé
Endurance Brasil: Xandy e Xandinho Negrão continuam líderes
ESPORTES - Pai e filho fecham a terceira etapa de Santa Cruz do Sul com pódio e mantêm a liderança na geral e na categoria GT3
Pinheiral leva o bicampeonato no Futebol Sete Master da Lifasc
ESPORTES - Equipe derrotou o Linha Santa Cruz na decisão, por 4x3 de virada, em partida eletrizante
De camisa branca, o Brasil vence na estreia
ESPORTES - Seleção fez 3 a 0 sobre a Bolívia pela Copa América
Brique da Praça completa 10 anos de atividades
GERAL
Luizinho Ruas ingressa com projeto que declara Coomcat de utilidade pública
GERAL
Copa Cidade Miller Supermercados tem dois jogos no domingo
ESPORTES - Partidas são válidas pela primeira fase do certame
Santa Cruz do Sul está em estado de alerta
SAÚDE - Com 62 notificações da doença, município realiza ações intensas de combate ao mosquito, mas, a colaboração da população é fundamental
Residencial Bem-Viver: um sonho para a terceira idade
GERAL - Para finalizar as obras do complexo a ajuda de parceiros é necessária
Qualidade e bom atendimento em novo endereço
GERAL
Inscrições para representantes encerram dia 19 de junho
GERAL
Unisc desenvolve atividades na escola José Mânica
GERAL
Florais Quânticos são o tema de curso neste final de semana
GERAL
Predilar: Há 32 anos tornando seu sonho realidade
GERAL
Sincotec-Varp realiza curso intensivo
GERAL
Atitude humana
EDITORIAL
Ter metas desafiadoras é um estímulo para potencializar a gestão do negócio
GERAL

Focando no Esporte com Júlio Mello

Júlio Mello trata de fusão entre a dupla Ave-Cruz, Avenida no Gauchão 2015 e Assaf na sua coluna de hoje

Focando no Esporte - Júlio Mello - 07/04/2015

Não concordo com fusão
Os mais incrédulos dizem que está tudo acabado e que teria que ter uma fusão de equipes em Santa Cruz. Uma ideia que só podia partir de quem não conhece a história e muito menos a real situação das equipes e daqueles que realmente fazem o esporte nesta terra. Não se pode fazer uma terra arrasada a cada desclassificação de uma equipe, isso faz parte do esporte. Se fosse assim, Inter e Grêmio deveriam se fundir a cada perda de campeonato. E outra, os mesmos que falam este tipo de coisa não contribuem com nada diretamente nos clubes da nossa cidade. Falo da Assaf, Avenida, Santa Cruz e Corinthians que estão penando para sobreviver e ainda bem que temos alguns gladiadores seguindo lutando contra os críticos e parte da imprensa de Santa Cruz, que se acha profissional demais e não consegue conviver com os altos e baixos dos nossos clubes. Aliás, na hora de pedir patrocínios são bons, afáveis, conciliadores, conselheiros e até mesmo amigos dos presidentes, e depois, é só pedra sobre pedra. Mas para tudo existe um limite. Avenida, Assaf, Corinthians e Galo devem continuar seguindo e trabalhando, mesmo que aconteça algum contratempo em seus caminhos. Fusão não é uma boa.

Avenida segue sua vida
O Avenida está de volta para a Divisão de Acesso e não existe nenhum pudor quando a isso. Até porque é apenas uma partida de futebol, ninguém morreu e ninguém vai morrer por isso. Derrotas, empates e vitória fazem parte do cotidiano esportivo. No ano que vem teremos o Periquito de novo atuando pelos campos do nosso estado e representando bem a nossa cidade, mesmo com os amargurados da vida dando pitaco errado e com alguns torcedores achando que os jogos devem ter ingressos a pão de ló. Ou seja, a troco de nada. Todo mundo se acha no direito de dar pitaco e até mesmo agredir os dirigentes de futebol pela internet, mas até hoje não vi, e dificilmente vou ver, um destes torcedores criados em apartamentos se dirigir ao clube e questionar a diretoria de quanto é gasto com folha de pagamento, deslocamentos, alimentação, hotel, empregados, arbitragens e compromissos com os fornecedores. Não só para saber o real gasto disso tudo, mas também para dizer que poderia contribuir com alguma coisa além de pagar o seu ingresso. Por outro lado, estes mesmos que criticam o sobe e desce do Avenida, deveriam se associar ao clube e parar com esta choradeira de valores de ingressos. Se amam tanto assim o Avenida, é só chegar na secretaria e se associar. Ajudaria muito mais assim do que ficar chiando pelas redes sociais. E outra, se são tão durões assim, porque não pedem uma reunião com a direção do clube para saber os custos e benefícios de jogar um campeonato Gaúcho. Cara a cara é a melhor coisa a se fazer.
 
Gostei e os jogadores também
Não gosto de defender com unhas e dentes alguns nomes para treinar o Avenida ou o Santa Cruz, mas de fato, acho que o Titi fez um bom trabalho nos dias em que eu convivi com ele. Quando falo em trabalho eu não analiso somente os jogos e sim o dia a dia. Coisa que poucos representantes da imprensa acompanham. Acho que o Titi tem tudo para continuar no Periquito ano que vem. Tem bom relacionamento com todos da diretoria e comissão técnica do clube. Sabe se portar como comandante de uma comissão técnica e gosta de trabalhar com todos que estiverem a sua disposição.
 
O que fazer?
A Assaf não vive bom momento neste início de temporada, bem diferente de outros anos, quando os jogadores largaram bem na Copa dos Vales e fizeram um início de Série Ouro brilhante. Os problemas só apareciam depois no meio do ano. Agora parece que tudo começou ao mesmo tempo. Problemas extra quadra e o time mau dentro dela. O que fazer? Esta é a pergunta que se faz neste momento? Mas para quem mesmo vamos perguntar?
 
Júlio Mello - julio@riovalejornal.com.br