Edição do dia 18/10/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Os últimos dias da 35ª Oktoberfest
VARIEDADES - Confira o que aconteceu nesta semana e o que vai movimentar o fechamento da festa
1ª Semana Lixo Zero: Tudo pronto na programação
GERAL - Objetivo é incluir o município na lista de cidades com o título Lixo Zero, concedida pelo ILZ
Menos barulho nas comemorações de fim de ano
GERAL - Assembleia Legislativa aprovou dois projetos referentes ao uso de fogos de artifício
Evento apresenta o que há de melhor em arquitetura
GERAL - Os ambientes foram decorados por profissionais renomados
Equipe do Colégio Mauá se destaca no Nacional
GERAL
Novo Cabrais: Novas soberanas serão conhecidas nesta sexta
VARIEDADES
Novo Cabrais: Uma história que se constrói a cada dia
GERAL - Município comemora 23 anos de emancipação político-administrativa com desenvolvimento e progresso
Novo Cabrais: Saúde realiza atividade de prevenção
SAÚDE
Novo Cabrais: Feira de Saúde terá palestras sobre depressão e suicídio
SAÚDE - Evento tratará tema que vem em crescente demanda no município e na região e também oferecerá serviços gratuitos
Empregar RS disponibilizará 50 vagas
GERAL
Marcel Knak é o novo coordenador
GERAL - Ele será responsável por atender 23 municípios da região
Fios de Esperança: um ato de amor
GERAL - Projeto voluntário promove a autoestima e melhora a qualidade de vida de pacientes com câncer
Dia do médico: Celebre o profissional que cuida da sua saúde
ESPECIAIS
Dia do pintor: Eles dão mais cor ao nosso mundo
ESPECIAIS
Farsul em Campo: Seminário teve um dia repleto de atividades
GERAL - Evento contou com a participação de aproximadamente 150 pessoas
Pompéia de cara nova
EMPRESARIAL - A loja ampliou o espaço e o mix de produtos
Influencers Live Show: Gravações iniciam na próxima semana
GERAL - O programa vai ao ar a partir do dia 2 de novembro
Entrega de recursos ocorre na próxima terça-feira
GERAL

Cervejarias artesanais: diversidade e qualidade

Um Passo a Mais - João Pedro Schmidt - 20/06/2015

O mercado global da cerveja é concentrado em grandes grupos. Segundo o site Cervesia, 40 grandes grupos produzem mais de 90% da cerveja consumida no mundo. Os cinco maiores grupos internacionais - AB InBEV, SAB Miller, Heineken, Carlsberg e China Resource Brewery- amealham cerca de 50% do mercado mundial. A globalização levou a uma “consolidação do mercado cervejeiro”, um nome pomposo para o processo de concentração nesses grandes grupos, mediante fusões e aquisições.
No Brasil, o quadro é similar. Somos o terceiro maior mercado cervejeiro, com produção de 12 bilhões de litros/ano, atrás apenas da China e dos Estados Unidos. O consumo brasileiro é de 60 litros por pessoa/ano. Alguns poucos grupos são os donos do campinho: a AMBEV detém quase 70% do mercado, a Schincariol 13%, a Petrópolis 9% e a Femsa 7%.
Concentração significa homogeneização. As grandes empresas criam um padrão em termos de paladar, de modo que a variação entre as grandes marcas é muito pequena. Tirando os rótulos das garrafas, mesmo consumidores habituados têm dificuldade em distinguir qual é uma e qual é outra marca.
Mas, essa homogeneização desagrada grande parte das pessoas. Há uma expectativa de coisas novas, diferentes e melhores. A melhoria das condições econômicas nos últimos anos, mais pessoas viajando, mais contato com outras regiões e países levou à percepção de que cerveja é muito mais do o que vínhamos encontrando nas prateleiras até pouco tempo. Variedade e qualidade são expectativas crescentes. Esse é o terreno das cervejas artesanais, que remetem ao futuro, mas também lembram o passado. Fazer cerveja era uma habilidade conhecida outrora em muitas famílias de descendência alemã.
As cervejas artesanais são melhores e sua variedade é extraordinária. Quem foi ao 1º Festival da Cerveja Gaúcha no ano passado, no Parque da Oktoberfest, teve a oportunidade de conhecer um pouco do que já se faz no Rio Grande do Sul. É um segmento em franco crescimento, inclusive aqui em Santa Cruz, com destaque para as microcervejarias Heilige e a Hbier, que vem se fortalecendo dia a dia, e novas iniciativas estão em fase de maturação.
Santa Cruz tem tudo para se tornar uma forte referência em cervejas artesanais. A contribuição da nossaOktoberfesté fundamental para isso. Vale olhar a vizinhança. A Oktoberfest de Blumenau tem há anos um espaço próprio para as artesanais, o Parque Vila Germânica, e as artesanais já representam 50% do consumo total.Na última edição essas cervejarias ofereceram nada menos que 35 diferentes tipos de chope e cerveja.
Esse sucesso levou a um fato novo:a cerveja oficial da Oktoberfest de Blumenau de 2015 a 2022 é a Eisenbahn, produzida por umamicrocervejariacriada em 2002 e comprada há alguns anos pelogrupo japonêsKirin (que adquiriu a Schincariol). Colocar a Eisenbahn como cerveja oficial da festa é um lance de marketing, claro, mas fica muito bem para a festa e afirma ainda mais o segmento cervejeiro regional.
Os sinais do tempo estão todos aí. Saberemos aproveitar a maré favorável?