Edição do dia 20/08/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Lançamento da 32ª edição acontece hoje à noite
VARIEDADES - Com o tema Literatura em Rede, a Feira do Livro ocorre entre os dias 4 a 10 de setembro na Praça Getúlio Vargas
Aula inaugural marca início da primeira turma da Escola de Gestão
GERAL
Missão em Israel é tema de aula inaugural na Unisc
ECONOMIA
1º Seminário Desafios do Empreendedor ocorre em Santa Cruz do Sul
GERAL - O evento será realizado dia 29 de agosto, no Hotel Charrua
Santa Cruz receberá desafio de carros superesportivos
GERAL - Encontro ocorre no feriado, de 7 de setembro, no Aeroporto Luiz Beck da Silva, em Linha Santa Cruz. Provas reunião carros superesportivos de alto desempenho
Professor da Unisc lança documentário sobre cicloviagem na Carretera Austral
GERAL
Entenda a guerra contra o cigarro no Brasil
GERAL - Tentativas frustradas de favorecer o setor e impasses judiciais têm causado preocupação
Hidroginástica: Sesc oferece aulas em parceria com a Raia 7 Centro Aquático
GERAL
Copa HB20: Sena Jr. vence e Roncen chega em 7º
ESPORTES
MB Challenge: Correndo em casa, Fernando Jr. conquista pódio
ESPORTES
Lifasc: Semifinalistas definidos
ESPORTES
Assaf sofre derrota em Venâncio Aires
ESPORTES
Avenida chega na semana de estreia na Copinha
ESPORTES
Cras Integrar do Bairro Bom Jesus realizou formatura de inglês
EDUCAÇÃO
Abertas inscrições para Reunião sobre Plantas Bioativas
GERAL
Palavra puxa Palavra é tema de evento
GERAL
Mais de 900 mil reais serão investidos
GERAL - Valor será aplicado em livros e praça de brinquedos
Rodada aborda a Lei de Proteção de Dados
GERAL

Educação domiciliar não é direito

Um Passo a Mais - João Pedro Schmidt - 27/06/2015

A quantidade de interessados é pequena, coisa de menos de 1% de pais que têm dinheiro para isso, mas o tema merece reflexão. Seria a “educação domiciliar” um direito das famílias? Haveria amparo legal, ético e pedagógico para a reivindicação de educar os filhos em casa, longe da escola? O fato é que algumas famílias brasileiras estão reivindicando esse suposto direito. Existe até uma Associação Nacional de Educação Domiciliar –Aned. 
O tema foi objeto de uma dissertação de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Direito da Unisc. Passo a relatar as principais constatações e conclusões da aluna Aline Busch. 
As justificativas declaradas pelos defensores da educação domiciliar costumam ser o despreparo dos professores, a baixa qualidade da educação, a violência e os problemas das escolas. Explicitamente ou não, trata-se de uma tentativa dos familiares de afastar as crianças e adolescentes de conflitos, problemas e visões diferentes. 
A Constituição estabelece que a educação é dever da família, do Estado e da sociedade. Não é uma prioridade exclusiva do Estado, nem da família. Educação na perspectiva constitucional é bem mais ampla que estudar conteúdos em livros, online e outros meios, acompanhado pelos familiares. Educação não é só apreender conteúdos. É um processo que engloba o desenvolvimento pessoal e moral adquirido no convívio com pessoas diferentes e em diferentes situações.
Em que pesem os problemas de muitas escolas, o ambiente escolar apresenta variados aspectos que favorecem o desenvolvimento da personalidade, do senso ético e da intersubjetividade. A escola é um ambiente de socialização, de conflitos e de diálogo, aspectos fundamentais à formação para a cidadania, o trabalho, a vida nas complexas sociedades contemporâneas.
O direito constitucional à educação inclui necessariamente o direito da criança ter uma boa escola. Não se trata simplesmente do direito dos pais proporcionarem a educação que entenderem melhor para seus filhos. O Conselho Nacional de Educação, ao analisar o tema, decidiu contrariamente à causa da educação domiciliar. Considerou especialmente dois dispositivos legais da Lei de Diretrizes e Bases da Educação: a igualdade de todos no acesso à “educação plena”, a qual envolve a conjugação de esforços da família, Estado e sociedade; e o dever dos pais matricular as crianças no ensino fundamental.
Além disso, a escola está integrada a um amplo sistema de proteção à criança e adolescente, que inclui a família, Conselho Tutelar, Defensoria Pública, órgãos de segurança, Ministério Público e Poder Judiciário. Por vezes, a escola tem o importante papel de defender a criança da sua própria família, como nos casos de abuso infantil.
A conclusão apresentada na dissertação é meridiana: as razões alegadas pelos pais não embasam um direito à educação domiciliar. O direito de todos à educação incluia educação escolar. Assino integralmente essa conclusão. A solução frente aos problemas das escolas e lutar para melhorar as escolas, não afastar delas nossas crianças e jovens. É na escola que se forma o senso de pessoa e de comunidade, a noção de cidadania e se desenvolve a ética da intersubjetividade.