Edição do dia 18/10/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Os últimos dias da 35ª Oktoberfest
VARIEDADES - Confira o que aconteceu nesta semana e o que vai movimentar o fechamento da festa
1ª Semana Lixo Zero: Tudo pronto na programação
GERAL - Objetivo é incluir o município na lista de cidades com o título Lixo Zero, concedida pelo ILZ
Menos barulho nas comemorações de fim de ano
GERAL - Assembleia Legislativa aprovou dois projetos referentes ao uso de fogos de artifício
Evento apresenta o que há de melhor em arquitetura
GERAL - Os ambientes foram decorados por profissionais renomados
Equipe do Colégio Mauá se destaca no Nacional
GERAL
Novo Cabrais: Novas soberanas serão conhecidas nesta sexta
VARIEDADES
Novo Cabrais: Uma história que se constrói a cada dia
GERAL - Município comemora 23 anos de emancipação político-administrativa com desenvolvimento e progresso
Novo Cabrais: Saúde realiza atividade de prevenção
SAÚDE
Novo Cabrais: Feira de Saúde terá palestras sobre depressão e suicídio
SAÚDE - Evento tratará tema que vem em crescente demanda no município e na região e também oferecerá serviços gratuitos
Empregar RS disponibilizará 50 vagas
GERAL
Marcel Knak é o novo coordenador
GERAL - Ele será responsável por atender 23 municípios da região
Fios de Esperança: um ato de amor
GERAL - Projeto voluntário promove a autoestima e melhora a qualidade de vida de pacientes com câncer
Dia do médico: Celebre o profissional que cuida da sua saúde
ESPECIAIS
Dia do pintor: Eles dão mais cor ao nosso mundo
ESPECIAIS
Farsul em Campo: Seminário teve um dia repleto de atividades
GERAL - Evento contou com a participação de aproximadamente 150 pessoas
Pompéia de cara nova
EMPRESARIAL - A loja ampliou o espaço e o mix de produtos
Influencers Live Show: Gravações iniciam na próxima semana
GERAL - O programa vai ao ar a partir do dia 2 de novembro
Entrega de recursos ocorre na próxima terça-feira
GERAL

O país continua melhor que antes

Um Passo a Mais - João Pedro Schmidt - 04/07/2015

O Brasil atravessa uma fase de retração econômica e uma severa crise política. O pessimismo contaminou parcela da população quanto ao quadro nacional dos dias atuais e às expectativas acerca do futuro próximo. 
Para os bem jovens é difícil saber o tamanho dos problemas atuais. Quem não viveu a dureza e as agruras sociais da ditadura e dos governos Sarney, Collor, Itamar Franco e Fernando Henrique Cardoso tende a pensar que o momento atual é dos piores que o país viveu nas últimas décadas. É um claro engano, induzido por má fé ou por desconhecimento. O país continua muito melhor para os brasileiros do que no início do século. 
Melhor ou pior é, em parte, uma questão de ótica pessoal. Mas, os indicadores de políticas públicas nos ajudam a avaliar as entre o período de Lula e Dilma e o período anterior, do governo FHC. Dados apresentados em matéria do Blog da Cidadania (29/06/2015) e de outras fontes oficiais permitem comparar aspectos de antes e de agora em termos de economia e do quadro social. Vejamos.
- Produto Interno Bruto:2002 – R$ 1,48 trilhões; 2014 – R$ 5,52 trilhões.
- PIB per capita:2002 – R$ 7,6 mil; 2014 – R$ 24,1 mil.
- Dívida líquida do setor público:2002 – 60% do PIB; 2013 – 36,7% do PIB.
- Lucro do BNDES:2002 – R$ 550 milhões; 2014 – R$ 8,5 bilhões.
- Lucro do Banco do Brasil:2002 – R$ 2 bilhões; 2013 – R$ 11,2 bilhões. 
- Lucro da Caixa Econômica Federal:2002 – R$ 1,1 bilhões; 2014 – R$ 7,1 bilhões.
- Produção de veículos:2002 – 1,8 milhões; 2014 – 3,1 milhões.
- Investimento estrangeiro direto:2002 – 16,6 bilhões de dólares; 
2014 – 42 bilhões de dólares.
- Reservas internacionais:2002 – 37 bilhões de dólares; 2014 – 363 bilhões de dólares.
- Índice Bovespa:2002 – 11.268 pontos; 2014 – 50.007 pontos.
- Empregos gerados:governo FHC – 627 mil/ano; governos Lula e Dilma – 1,79 milhões/ano. 
- Taxa de desemprego:2002 – 12,2%; 1º trimestre de 2015 – 7,9%.
- Valor de mercado da Petrobras:2002 – R$ 15,5 bilhões; maio 2015 – R$ 44,4 bilhões.
- Falências requeridas em média/ano:governo FHC – 25.587; governos Lula e Dilma – 5.795.
- Salário mínimo:2002 – R$ 200 (1,42 cestas básicas); 2014 – R$ 724 (2,24 cestas básicas).
- Posição entre as economias do mundo:2002 – 13ª; 2014 – 7ª posição.
- Passagens aéreas vendidas:2002 – 33 milhões; 2013 – 100 milhões.
- Exportações:2002 – 60,3 bilhões de dólares; 2014 – 225,1 bilhões de dólares.
- Desigualdade Social:Governo FHC – Queda de 2,2%; Governo PT – Queda de 11,4%.
- Taxa de pobreza:2002 – 34%; 2013 – 11,2%.
- Taxa de extrema pobreza:2003 – 15%; 2013 – 5,9%. 
- Taxa de mortalidade infantil:2002 – 25,3 em 1000 nascidos vivos; 2014 – 14,4 em 1000 nascidos vivos.
- Número de estudantes no ensino superior:2003 – 3,5 milhões; 2013 – 7,3 milhões. 
Esses dados não expressam toda a complexa realidade do país. São, todavia, suficientes para evidenciar o quanto avançamos na economia e no plano social. E servem de alerta: não podemos retroceder!