Edição do dia 18/02/2020

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

RGE na Praça estará em Santa Cruz nesta terça-feira
GERAL
Lixo eletrônico será recolhido nos bairros
GERAL
Avenida já projeta amistoso contra o Passo Fundo
ESPORTES - Treinador quer diminuir os erros visando a estreia em março
Terreiro realiza festa de Yemanjá
RELIGIÃO
Mantenedora do CVV em Santa Cruz necessita de doações
SAÚDE
Quantas famílias são beneficiadas com aluguel social?
GERAL
Projeto também chega ao CRAS Beatriz
GERAL
Inscrições abertas para a oficina de costura
GERAL
Campanha incentiva doação de órgãos
SAÚDE
HSC abre edital para 2ª chamada da residência médica
SAÚDE
Corte a gordura, não corte os músculos
OPINIÃO
O Imposto do pecado (parte 2)
OPINIÃO
A vida é irônica
EDITORIAL
Amigos do Cinema retorna nesta terça-feira
VARIEDADES
Bailinho da Borges reúne 12 mil foliões
GERAL - Realizado no último sábado, 15, grande público marcou presença com fantasias e adereços carnavalescos
Concurso da prefeitura movimenta Santa Cruz
GERAL - Certame gerou grande fluxo de pessoas e focos de congestionamentos na cidade
NPOR incorpora novos alunos
GERAL - Cerimônia foi realizada na manhã de ontem no Pátio Duque de Caxias
Sinprom projeta ano letivo da categoria
EDUCAÇÃO

Agenda positiva

Focando no Esporte - Júlio Mello - 24/06/2015

Olha, é incrível como algumas pessoas só acham o negativo das coisas da nossa terra. No meu entendimento, quem trabalha com o negativo deve estar sempre atrasado no seu dia a dia. Falo do esporte profissional que ainda existe em Santa Cruz. No ano passado, quando o Avenida subiu, todos enalteceram o trabalho feito. Neste ano, o Avenida caiu e todos caíram de pau em cima da direção. Ou seja, do céu ao inferno. O Santa Cruz caiu para Divisão de Acesso e todos acharam que tinha que fechar e que não tinha mais jeito. Agora estamos vivenciando os problemas da Assaf. Todos sabem da situação crítica que estão passando todos no clube. Contudo, ninguém fica para sempre na mesma situação, uma hora tudo passa.
Os problemas somente se resolvem com trabalho, pensamento positivo e disposição de todos em querer ajudar e não atrapalhar. O momento não requer paliativos ou mágicos de algodão, do tipo daqueles: “Eu sabia”, “eu tenho a solução” e por aí vai. Todavia, somente pela boca e nada de ação. Poucos apontam solução, apenas enfatizam o problema e os maldosos ainda aumentam o drama. Por isso, não é hora de usar a maldade ou o descontentamento com este ou aquele querido ou menos querido e sim de unir esforços em torno do esporte.
O basquete teve o seu auge e eu convivi da melhor maneira possível, vi os melhores craques atuando aqui na cidade e sempre trabalhei para que a chama se mantivesse viva, porém não foi possível. Temos o futebol do Avenida e o do Santa Cruz, que sobrevivem com seus aguerridos diretores e amantes do futebol. A Assaf está na Série Ouro da sua modalidade e basta apenas alguns empurrões para voltar ao trilho.
Eu tenho certeza que o bem sempre vence o mal no final das histórias e agora não será diferente. Está na hora das pessoas boas desta cidade se darem as mãos em nome do esporte de Santa Cruz do Sul e independente de cores partidárias. Os jogadores, comissão técnica e até mesmo os dirigentes clamam por um apoio efetivo de sua comunidade. Pois afinal, é por ela que é feito o futsal. A Assaf carrega o nome de Santa Cruz por todos os cantos deste estado e até mesmo no país, pois no ano passado foi campeã brasileira de futsal. O momento é de se abraçar, e eu usarei todas as minhas ferramentas possíveis para engrandecer e enaltecer todos aqueles que de uma forma ou outra contribuíram para levantar o nosso futsal, pois ele não é meu, não é somente da Assaf, mas acima de tudo é de Santa Cruz do Sul, esta terra tão amada, próspera e de um calor humano fenomenal.
Eu acredito e boto fé que é possível, por isso penso positivo e sigo trabalhando pelo povo.

Quinta-feira é dia de clássico

A Assaf enfrenta nesta quinta-feira, a forte Assoeva em Venâncio Aires, às 20h. Será um jogão de bola e o tricolor está com todos os jogadores à disposição do técnico Choco. Teves, ex-Assaf, vai enfrentar seus ex-companheiros pela primeira vez. Será bom para o torcedor que for ao Ginásio, que poderá acompanhar uma bela partida de futsal.