Edição do dia 14/06/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Com dois jogadores a menos, Avenida arranca empate em Caxias
ESPORTES - Periquito decidirá mata-mata dentro dos Eucaliptos
Santa Cruz empata e está fora da Segundona
ESPORTES - Galo ficou no 0 a 0 com o Guarany, em Bagé
Endurance Brasil: Xandy e Xandinho Negrão continuam líderes
ESPORTES - Pai e filho fecham a terceira etapa de Santa Cruz do Sul com pódio e mantêm a liderança na geral e na categoria GT3
Pinheiral leva o bicampeonato no Futebol Sete Master da Lifasc
ESPORTES - Equipe derrotou o Linha Santa Cruz na decisão, por 4x3 de virada, em partida eletrizante
De camisa branca, o Brasil vence na estreia
ESPORTES - Seleção fez 3 a 0 sobre a Bolívia pela Copa América
Brique da Praça completa 10 anos de atividades
GERAL
Luizinho Ruas ingressa com projeto que declara Coomcat de utilidade pública
GERAL
Copa Cidade Miller Supermercados tem dois jogos no domingo
ESPORTES - Partidas são válidas pela primeira fase do certame
Santa Cruz do Sul está em estado de alerta
SAÚDE - Com 62 notificações da doença, município realiza ações intensas de combate ao mosquito, mas, a colaboração da população é fundamental
Residencial Bem-Viver: um sonho para a terceira idade
GERAL - Para finalizar as obras do complexo a ajuda de parceiros é necessária
Qualidade e bom atendimento em novo endereço
GERAL
Inscrições para representantes encerram dia 19 de junho
GERAL
Unisc desenvolve atividades na escola José Mânica
GERAL
Florais Quânticos são o tema de curso neste final de semana
GERAL
Predilar: Há 32 anos tornando seu sonho realidade
GERAL
Sincotec-Varp realiza curso intensivo
GERAL
Atitude humana
EDITORIAL
Ter metas desafiadoras é um estímulo para potencializar a gestão do negócio
GERAL

Focando no Esporte

Focando no Esporte - Júlio Mello - 25/04/2017

Léo Porto é bom jogadorLéo Porto é bom jogador Crédito: Julio MelloParabéns, Beto Campos

É uma campanha irreparável a do Novo Hamburgo e não poderia ser parada numa semifinal. Sinceramente torci contra o Grêmio, pois queria ver o trabalho do trio BDR numa final. Os três, Beto Campos, Darley Costa e Rafael, caminham juntos já tem alguns anos e este é o ápice de seus trabalhos pelo estado afora. No ano passado, subiram o Caxias para a Série A e agora chegam à final da primeira divisão. Não é mera coincidência não. Todo este sucesso é fruto de um trabalho sério que eles fazem no dia a dia. Sem picuinhas, sem conversa fiada, sem trairagem e sim com muita seriedade. Realmente os caras merecem colher o que plantaram ao longo dos anos. Eu posso falar com toda a tranquilidade que estes senhores do futebol foram agraciados porque fizeram por merecer. Beto Campos é uma grande pessoa e certamente vai dar o que falar ainda no futebol brasileiro.

Acertou, mas...

Não se pode criticar o Renato Portaluppi por ter feito a estratégia de poupar jogadores na Libertadores e jogar com força máxima contra o Novo Hamburgo. Fez correto, só que o Novo Hamburgo não é qualquer time. Eles lideraram de ponta a ponta. De qualquer forma, o Grêmio valorizou ao máximo este campeonato. O que só reforça o bom trabalho feito em Novo Hamburgo.

O Inter chegou lá

Mesmo não jogando bem, o Inter conseguiu chegar à sua sétima final seguida. A equipe, mesmo tendo D’Alessandro, ficou abaixo do que jogou contra o Corinthians na semana anterior. Teve a saída do goleiro Marcelo Lomba por lesão, mas o resultado ruim durante o tempo normal não passou por ele. Muito pelo contrário, o goleiro Keiller foi primordial na decisão. Pegou um pênalti no segundo tempo e depois pegou outro na disputa de penalidades. Ou seja, brilhou a estrela do estreante. Keiller era o terceiro goleiro. Pois, Danilo Fernandes era o titular e Lomba o seu reserva imediato. Na verdade, o Internacional sempre teve bons goleiros em sua base. Vem aí mais.

Venceu quem jogou melhor o clássico

Não se pode omitir a verdade, e a verdade é clara. O Avenida tem o melhor time e melhor estrutura para subir de divisão. Contratou muito bem no início da temporada e contratou bem de novo na hora de reforçar para o restante do campeonato. Não posso fazer meias palavras neste momento. Tenho que deixar claro o que realmente é cristalino. O Avenida tem um trabalho forte de sua direção e principalmente em sua comissão técnica. Fabiano Daitx, Lincoln Bender e Cesar Raro labutam de forma integrada e cooperada. Sempre estão juntos no Estádio conversando, trocando ideias e estudando os adversários. No jogo de domingo, todas as ações do técnico Lúcio Collet foram estudadas. Inclusive, a escalação partiu das informações de como o Galo iria jogar. Portanto, nada acontece por acaso. O Avenida tomou as rédeas do jogo desde o primeiro instante e venceu porque foi mais competente.
 
Banho tático

O Fabiano Daitx, como já disse, é um homem que respira futebol. E quem está fora deve ter prestado atenção nas trocas que ele fez no domingo. Por exemplo, na saída do volante Toto e a entrada do atacante Felipe Tchelé. Na verdade, foi um contraveneno no técnico Lúcio, que colocou o Allan Cristian na ala-esquerda, para explorar aquele lado. Fabiano pensou em engessar o apoio ao ala e deu certo. Tchelé tem velocidade e quase saiu gol por aquele lado. Fabiano pensou bem o jogo e deu certo.

Errou Lúcio Collet

Não é fácil ser treinador de futebol, e o Lúcio Collet optou por esta profissão. Antes ele era supervisor de equipes. Trabalhou nesta função no Avenida e em outros clubes. No jogo de domingo, ele sentiu o gosto amargo de ser chamado de ‘burro’, quando substituiu o atacante Léo Porto, um dos melhores em campo por parte do Galo. O torcedor não perdoou e, depois do jogo, ele foi demitido. Lúcio Collet tem culpa no cartório sim, tanto que foi demitido.
 
Destaques do Galo

O atacante Léo Porto e o meia Elias são os poucos jogadores que se salvaram na partida ruim que o time fez. Pouca atenção e muita dispersão na hora de concentração total foram os quesitos mais destacados na derrota para o Periquito. Léo Porto é um jogador interessante. Tem velocidade e força para atacar e, em algum momento, chegou ao desespero com a derrota. Bateu em gol, quando estava bem perto do meio-campo. Tanto era a sua vontade de empatar o jogo. Pode ajudar o Galo nesta reta final para escapar do rebaixamento.

 


 

Vieira chegou sorridente nos PlátanosVieira chegou sorridente nos Plátanos Crédito: Julio MelloVieira, um grande treinador

Hélio Vieira entra no lugar de Lúcio Collet, que não resistiu a uma nova derrota e caiu logo depois do clássico. Conheço bem o novo treinador e certamente fará de tudo para não cair. Vieira é boleirão, e todos os jogadores gostam de treinador assim. Quem gosta de picuinha não vai se dar bem com ele. Tem mais gente no Galo que deveria pedir o boné e não só a saída do Lúcio. Para um melhor ambiente, o Hélio deveria limpar algumas influências ruins dentro do vestiário. Abre o teu olho aí, amigo Hélio Vieira, e boa sorte. Conheço o seu trabalho e certamente o Santa Cruz contratou um grande treinador.
 

 


 

Maurício, do Avenida, faz grande temporadaMaurício, do Avenida, faz grande temporada Crédito: Julio MelloEm grande fase

Todo o time do Avenida jogou demais contra o Santa Cruz, mas alguns se destacaram mais. São os casos do Geison, Moisés e Maurício. Este último está fazendo uma grande temporada. Tem sido um jogador irreparável com relação à questão tática. Marca, passa e chega à frente com qualidade. Só faltava um gol para celebrar tudo isso e foi justamente no clássico. No sábado à noite, ele profetizou: “Lá pelas 11h30 da manhã, estarei fazendo o gol e fazendo o nosso torcedor vibrar”. Não foi exatamente às 11h30, mas foi ainda no primeiro tempo o gol da vitória. Trata-se de uma grande pessoa e um baita jogador.

 

 

 


 

Sistema defensivo muito sólido

Além de ser o melhor ataque da Divisão de Acesso e ter o goleador de todas as divisões do estado, o Periquito tem a melhor defesa do Grupo A, com apenas 9 gols sofridos, só perde para o Glória, que levou apenas 2 gols e para o União Frederiquense, que tomou 7 gols. Sendo assim, o sistema defensivo, que tem hoje, Rodrigo, Itaqui, Luis Henrique, Valença e Roger, é a terceira equipe menos vazada do certame. Tem ainda o Rogélio, que foi titular na maioria dos jogos. Ele está lesionado e deverá voltar nos próximos jogos. Valença está dando conta do recado juntamente com Luis Henrique, o filho do Valdomiro. Valença recebeu muitos elogios do Fabiano Daitx depois do clássico nos Plátanos. “Trata-se de um jogador sério e trabalhador. No ano passado ficou de fora em seis ou sete jogos e nunca deixou de treinar sério. Jogador com este perfil nos serve”, elogiou Daitx.