Edição do dia 18/10/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Os últimos dias da 35ª Oktoberfest
VARIEDADES - Confira o que aconteceu nesta semana e o que vai movimentar o fechamento da festa
1ª Semana Lixo Zero: Tudo pronto na programação
GERAL - Objetivo é incluir o município na lista de cidades com o título Lixo Zero, concedida pelo ILZ
Menos barulho nas comemorações de fim de ano
GERAL - Assembleia Legislativa aprovou dois projetos referentes ao uso de fogos de artifício
Evento apresenta o que há de melhor em arquitetura
GERAL - Os ambientes foram decorados por profissionais renomados
Equipe do Colégio Mauá se destaca no Nacional
GERAL
Novo Cabrais: Novas soberanas serão conhecidas nesta sexta
VARIEDADES
Novo Cabrais: Uma história que se constrói a cada dia
GERAL - Município comemora 23 anos de emancipação político-administrativa com desenvolvimento e progresso
Novo Cabrais: Saúde realiza atividade de prevenção
SAÚDE
Novo Cabrais: Feira de Saúde terá palestras sobre depressão e suicídio
SAÚDE - Evento tratará tema que vem em crescente demanda no município e na região e também oferecerá serviços gratuitos
Empregar RS disponibilizará 50 vagas
GERAL
Marcel Knak é o novo coordenador
GERAL - Ele será responsável por atender 23 municípios da região
Fios de Esperança: um ato de amor
GERAL - Projeto voluntário promove a autoestima e melhora a qualidade de vida de pacientes com câncer
Dia do médico: Celebre o profissional que cuida da sua saúde
ESPECIAIS
Dia do pintor: Eles dão mais cor ao nosso mundo
ESPECIAIS
Farsul em Campo: Seminário teve um dia repleto de atividades
GERAL - Evento contou com a participação de aproximadamente 150 pessoas
Pompéia de cara nova
EMPRESARIAL - A loja ampliou o espaço e o mix de produtos
Influencers Live Show: Gravações iniciam na próxima semana
GERAL - O programa vai ao ar a partir do dia 2 de novembro
Entrega de recursos ocorre na próxima terça-feira
GERAL

O que é Terceiro Setor

Um Passo a Mais - João Pedro Schmidt - 19/05/2017

No livro lançado há poucos dias – Universidades Comunitárias e Terceiro Setor (Edunisc, 2017) – busco explicar o que é e qual a importância do “terceiro setor”. Muito antes de haver Estado ou mercado, os humanos se valeram de organizações comunitárias para resolver seus problemas comuns. Esse fato histórico se mantém hoje: em qualquer sociedade, as organizações sociais são fundamentais para suprir as necessidades coletivas. 

“Terceiro setor” é a melhor denominação para designar as organizações da sociedade civil, melhor do que “setor filantrópico” ou “setor não lucrativo”. Falar em “terceiro” chama a atenção e ajuda a diferenciar de outros dois setores, sendo o primeiro o setor público e o segundo o setor privado. 

Distinguir o terceiro setor do setor público e do privado é fundamental para entender a estrutura social e a prospectar os necessários avanços do século XXI. O Estado não consegue nem deve tentar fazer tudo. Nem o mercado. O gigantismo estatal e o gigantismo privado são adversários daquilo que ajudou imensamente na evolução humana: a capacidade de cooperar, de organizar-se coletivamente em prol da solução de problemas comuns.

O terceiro setor compreende o conjunto de organizações criadas e mantidas pela sociedade civil que proporcionam bens e serviços de interesse comum e cujos resultados são apropriados coletivamente.  Esse setor abrange no Brasil universidades comunitárias, hospitais, organizações não governamentais, cooperativas, sindicatos, bancos, emissoras, associações, fundações, entidades culturais, religiosas, profissionais, políticas, étnicas, de gênero e outras. Há milhares, em torno de 500 mil organizações, segundo o Cadastro Central de Empresas, do IBGE. 

Aproveitar a imensa energia mobilizada por essas organizações, de forma complementar ao Estado e ao mercado, é um desafio enorme pelo qual vale a pena lutar.  É preciso ajustar a legislação, mas sobretudo é indispensável uma nova visão política e econômica, que supere a tendência vigente de pensar o mundo apenas sob as lentes bifocais do governo e da empresa privada.