Edição do dia 12/11/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Mudanças são anunciadas nas secretarias
GERAL
Dia de visitações, experiências e expectativas no Viva Unisc 2019
GERAL
Solenidade marca aniversário do General Gomes Carneiro
GERAL - Na ocasião também foi comemorada a chegada do III Batalhão ao município
Pequenas atitudes
OPINIÃO
Verrugas Estelares
OPINIÃO
Em defesa da vida
OPINIÃO
CDL aponta 800 vagas temporárias
ECONOMIA - Expectativa é de boas oportunidades de emprego para o período
ACI: Eleição ocorre hoje
GERAL
Vigilância Colaborativa: Lançamento do Programa acontece hoje
GERAL
GREVE: Polícia Civil paralisa nesta quarta-feira
POLÍCIA
Campeonato Municipal inicia no próximo dia 22
ESPORTES
AMO/Unimed VTRP: Atletas brilham pelo estado
ESPORTES
Dois times largam com vitória na estreia da Copa Lisaruth
ESPORTES
Estadual sub 19: Santa Cruz vence fora e fica perto da final
ESPORTES
Regional: São José larga na frente nas semifinais
ESPORTES
Universidade aguarda mais de cinco mil estudantes
GERAL
Bate papo: Doações por incentivos fiscais
ECONOMIA
Comdica realiza 4ª Noite Cultural na Unisc
VARIEDADES - O evento que tem entrada franca visa enaltecer projetos sociais realizados por diversas entidades

O que é viver (2)

Osvino Toillier - 07/07/2017

A temática é tão complexa, que decidi ampliar o espaço de reflexão para e importar alguns pensamentos que possam ajudar a construir uma síntese possível.

Fui encontrar um texto, de autor desconhecido, no arquivo das anotações ao longo da vida. O título: A grandeza do mar: “ Você sabe por que o mar é tão grande? Tão imenso? Tão poderoso? É porque teve a humildade de colocar-se alguns centímetros abaixo de todos os rios. Sabendo receber, tornou-se grande. Se quisesse ser o primeiro, centímetros acima de todos os rios, não seria mar, mas sim uma ilha. Toda sua água iria para os outros e estaria isolado. A perda faz parte. A queda faz parte. A morte faz parte. É impossível vivermos satisfatoriamente. Precisamos aprender a perder, a cair, a errar e a morrer. Impossível ganhar sem saber perder. Impossível andar sem saber cair. Impossível acertar sem saber errar.

Impossível viver sem saber viver. Se aprender a perder, a cair, a errar, ninguém mais o controlará.  Porque o máximo que poderá acontecer a você é cair, errar e perder. E isto você já sabe. Bem-aventurado aquele que já consegue receber com a mesma naturalidade o ganho e a perda... o acerto e o erro... o triunfo e a queda.... a vida e a morte”.

Prezados jovens, não há resposta única para a pergunta. Talvez a gente possa inspirar-se na metáfora do mar e encontrar algumas respostas para o grande desafio que é viver.  Não viemos para este mundo apenas para viver a vida com suas nuances, os desafios que nos coloca, com a convicção clara de que não existe blindagem para o sofrimento.

A sala de aula é espaço privilegiado de reflexão sobre as questões da existência. Talvez a escola seja o único lugar onde a gente possa parar para pensar, sem o compromisso de achar resposta ou solução para tudo. Que Deus os abençoe e ilumine.