Edição do dia 15/08/2017

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Sub-15 do Cestinha é campeão Sul-Brasileiro de Clubes de 2017
ESPORTES - Projeto do Sesi e da Unisc conquistou título em Caxias do Sul
POE prende foragidos da justiça em Santa Cruz
POLÍCIA - Brigada Militar realizou duas prisões na tarde desta quarta, de pessoas que estavam procuradas
Avenida renova com treinador do Acesso
ESPORTES - Fabiano Daitx vai comandar o Periquito também na Série A
Santa Cruz do Sul recebe a 4ª etapa do Brasileiro de Endurance
ESPORTES - Prova de longa duração acontecerá neste sábado, dia 19 de agosto
Começam nesta quarta-feira as semifinais da Copa do Brasil
ESPORTES - Olhares gaúchos estão voltados para Grêmio x Cruzeiro, na Arena
Detran recicla 395 toneladas de sucata em Osório e Candelária
GERAL - Material de quase 800 veículos será reciclado
Brigada Militar apreende máquinas caça-níqueis
POLÍCIA - Bar em Venâncio Aires disponibilizava três dispositivos de jogos de azar aos seus usuários
Acesso Grasel receberá mais um trecho para acostamento
GERAL - Prefeitura de Santa Cruz realiza a obra na lateral da principal via de acesso à cidade
TCE-RS determina redução na cobrança da tarifa de ônibus intermunicipal
ECONOMIA - Agência reguladora identificou cobrança ilegal de taxa de embarque para quem não pega o ônibus na rodoviária
Centro de Triagem de presos começa a operar em Porto Alegre
POLÍCIA - Estado anunciou prazo para construção de mais duas unidades prisionais

Ousadia para mudar - 1

Osvino Toillier - 28/07/2017

Tema inspirador do 14º Congresso do Ensino Privado Gaúcho – que reuniu mais de 2.000 participantes, no mês de julho, em Porto Alegre – é  temática que não se resume a um tempo limitado, mas concentra em si um desafio a ser encarado ao longo da vida. Nas circunstâncias da atualidade, é imperativo de sobrevivência.

Não se trata apenas de modernizar as operações, mas a mudança afeta a vida por inteiro, a percepção é de que nada mais prossegue incólume como anteriormente. Somos constantemente desafiados a assimilarmos o novo, desde novas formas de plantio, a produção de mudas, que durante gerações tinha o mesmo procedimento. O que dizer então de processos mais refinados, como produtos que exigem tecnologia avançada, como alimentos, medicamentos, vestimenta, tudo com a preocupação de produtividade e resultados operacionais.

A verdade é que quem ficou plugado no passado não participa do mercado e fica amargando frustração e prejuízo.

Podemos festejar a modernização de processos, como automação na operação de garagens, mas haveremos de reconhecer a consequência: o usuário estaciona o veículo no espaço indicado, leva consigo o tíquete do estacionamento, paga no automático na volta e sai sem a interferência de ninguém. 

E a educação, o que faz com tudo isso? Qual é o conteúdo que resta ao professor trabalhar com seu aluno, munido com o smartphone na mão, com condições de acesso a informações mais atualizadas do que o próprio professor?

Ousar para mudar o quê? O professor certamente não ficará satisfeito apenas com a constatação de desafios, mas ele precisa de respostas para sua atuação, o que esperamos poder trazer na próxima semana, depois do congresso. É desafio para o qual o prezado leitor também fica desafiado.