Edição do dia 15/11/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

CTG Lanceiros evidencia os direitos da Mulher
VARIEDADES
Inicia mais um Enart
GERAL - A 34ª edição do evento reúne em Santa Cruz do Sul os apaixonados pela cultura gaúcha
ACI: Gabriel Borba é aclamado presidente
GERAL - Ele estará à frente da entidade junto com o vice, César Cechinato, para o biênio 2020-2021
Copa Lisaruth 20 anos tem segunda rodada
ESPORTES
Cestinha Sesi/Unisc disputa o 2º turno das semifinais
ESPORTES
O Avenida ainda não confirmou a sua participação na Divisão de Acesso
ESPORTES
Dia de confirmar classificação
ESPORTES
Regional 2019: Fim de semana tem clássico em Vale do Sol
ESPORTES
Solled Energia ganha o principal prêmio brasileiro do setor
EMPRESARIAL
Secult abre novo prazo para cadastro de entes culturais
VARIEDADES
Marista São Luís é destaque e traz prêmios a Santa Cruz Do Sul
ESPORTES - Somente no Maristão, realizado em Porto Alegre, Colégio conquistou sete premiações
Excelsior: Casa do Cliente foi inaugurada
EMPRESARIAL
Por mês, operação do Rapidinho gera 94 mil advertências
GERAL - Valores ficam pendentes no sistema e precisam ser regularizados pelos usuários
Disputa das finais inicia neste sábado
ESPORTES - Campeões serão conhecidos após jogos de ida e volta nas categorias veterano, feminino e livre
Saúde recebe R$ 150 mil da Câmara
SAÚDE
Mostra do Cerest tem trabalho desenvolvido em Novo Cabrais
GERAL
Palestra debate o Direito sucessório do cônjuge e da união estável
GERAL
Persuasão interna é o caminho para a alta performance
GERAL

A maioria silenciosa - 2

Osvino Toillier - 02/06/2017

Por maior que seja a tragédia de um país, sempre sobrevivem testemunhas oculares da história. Da desgraça alemã, existem muitas publicações, depoimentos de pessoas que viveram o horror nazista. E foram muito poucos os que se opuseram efetivamente ao avanço do horror da ideologia da raça pura, e parece que todo mundo era engajado nos ideais da supremacia alemã.

A realidade, porém, não era assim, conforme o psiquiatra Dr. Emanuel Tanya, que nos dá conta de que poucas pessoas eram nazistas verdadeiros, “mas muitos apreciavam o retorno do orgulho alemão e muitos mais estavam ocupados demais para se importar. Eu era um daqueles que só pensava que os nazistas eram um bando de tolos. Assim, a maioria apenas se sentou e deixou que tudo acontecesse. Então, antes que soubéssemos, pertencíamos a eles, tínhamos perdido o controle, e o fim do mundo havia chegado!  A minha família perdeu tudo. Eu terminei num campo de concentração, e os aliados destruíram as minhas fábricas”.

Estamos sempre diante de perigo de nos tornarmos vítimas de fanáticos, que continuam fazendo suas vítimas em diferentes lugares do mundo, e parece que não aprendemos definitivamente a lição de horror que os conflitos nos mostram.

Como explicar que jovens de famílias bem estruturadas se alistem ao lado de extremistas em outros países, para lutar numa guerra suja, com princípios discutíveis, inspirados em ideologias radicais que não dialogam com nossas crenças.

Portanto, vigilância sobre a mais perigosa das armas: ideologia extremista para encantar nossos amados filhos. Temos o grande desafio cuidar da formação das nossas crianças e jovens, para que não sejam doutrinados por extremistas, disfarçados em nossas escolas por aí.