Edição do dia 13/09/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Expoagro Afubra 20 anos define tema
GERAL
Solidariedade declara apoio a Telmo
POLÍTICA
Saiba como ter desconto especial no IPTU do ano que vem
GERAL
A Hipnose pode auxiliar no autodesenvolvimento de forma eficaz
EMPRESARIAL - Especialista desmistificou tema e apontou benefícios da técnica no Café Empresarial
Reforma Tributária é tema da apresentação de Rigotto em Santa Cruz
GERAL
Dada a largada para a Semana Farroupilha
GERAL - Abertura aconteceu no Parque de Eventos na manhã desta sexta-feira
Fórum atrai dois secretários de Estado a Santa Cruz do Sul
GERAL - Representantes de todas as 28 regiões estiveram na Unisc nessa quinta-feira
Lino e Laila serão tema do Novo Cemai
GERAL
Aulas de autoescola com ou sem simulador de direção?
GERAL
Sessão especial para o ensino médio
VARIEDADES
Estudante de Santa Cruz conquista certificado de excelência internacional
EDUCAÇÃO
RGE instala aquecedores solares nas residências de 150 famílias
GERAL
Embarques devem superar os US$ 2 bilhões
GERAL
Depressão deve ser tratada no início, afirma especialista
ESPECIAIS - Mulheres sofrem de depressão duas vezes mais do que os homens
Tributo a Herb Alpert é hoje
VARIEDADES - Teatro do Mauá recebe apresentação às 20h
Sociedade Ginástica: Jantar Baile marca comemoração dos 126 anos
EMPRESARIAL
Farmácia Municipal reabre na segunda no novo prédio
SAÚDE
Grupo Tholl traz Casinha de Chocolate
VARIEDADES

A Escola e a Política

Valério Garcia - 26/05/2017

Estamos vivendo momentos de grande relevância educacional/política em nosso país. Estamos acompanhando, durante alguns meses, vários processos cíveis e criminais envolvendo os políticos. Fomos responsáveis direto pelas suas eleições e pela sua chegada ao mandato que ora ocupam. Não delegamos poderes para ninguém representar nossa vontade nas urnas, o nosso voto dependeu única e exclusivamente da nossa vontade e das nossas convicções políticas; não podemos nos eximir dessa responsabilidade.

Em nossas Escolas deveríamos discutir mais sobre as questões políticas de nossa cidade, Estado e do nosso querido Brasil. Essa discussão deverá ir muito além de questões partidárias, muito além das picuinhas que estamos acostumados a assistir pelos meios de comunicação, onde mais se parecem, muitas vezes como uma comédia do tipo “pastelão”. Discutir ideologias partidárias, programas de governo de todos os partidos sem intervir na preferência do nosso aluno, apenas despertando em sua consciência o que ele acha melhor para si e sua coletividade. Que ele escolha livremente sua concepção política. Mostrar o que são e o que poderiam fazer os poderes Legislativo, Executivo e Judiciário para o bem estar da população. Quais cargos são eletivos e quais são indicados, entre tantas outras funções na administração pública. A gestão pública está no poder do voto; está verdadeiramente nas nossas mãos. Somos nós que elegemos o Gestor da nossa cidade, do nosso Estado e do nosso País. 

E tem pessoas que vendem esse direito! Se existir alguém “vendendo” voto, é porque existe alguém “comprando”. Isto também é uma forma abominável de corrupção. E, muitas vezes, esses compradores e vendedores são os primeiros a engrossar fileiras bradando chavões contra os políticos corruptos, senão forem os próprios. E nós ficamos omissos ao dizer que não gostamos de política, e não damos importância ao nosso voto. Assim vamos perdendo a oportunidade de melhorar a qualificação de nossos políticos e, consequentemente, da política como um todo.

O nosso voto é a “arma” que temos para eleger nossos representantes. E ele deve ser empregado em benefício da coletividade. Não podemos votar pensando somente no nosso umbigo.  E olha a importância deste ato, já que pode depor um Presidente(a) eleito. Pensemos muito bem antes de exercer esse direito e dever cidadão! Como nos diz Edmund Burke: “Para que o mal triunfe basta que os bons fiquem de braços cruzados.” 

Não adianta ficarmos reclamando dos políticos por esse ou por aquele motivo pois, se lá estão, é porque foi vontade nossa. Bom final de semana!