Edição do dia 19/07/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Domingo tem Brique da Praça
GERAL
Unisc forma 16ª turma de Medicina
GERAL
Stock: Nelsinho Piquet corre pela primeira vez em Santa Cruz do Sul
ESPORTES - Piloto da equipe Texaco Full Time Sports terá experiência inédita neste fim de semana na pista gaúcha
Edição de inverno do curso Escola de formação de professores tem início na Unisc
EDUCAÇÃO
Audiência pública debate alterações no Plano Diretor
GERAL
Quatro cidades gaúchas
VARIEDADES - Quarta temporada de 'O professor pelado' tem reestreia repaginada
Domingo tem etapa da 5ª Olimpíada Rural
GERAL - Esse será o primeiro compromisso oficial das 14 candidatas a soberanas da 35ª Oktoberfest
Copa Seu Verardi
ESPORTES - Uma semana de treinos no Avenida
Rodada desta sexta vai apontar os semifinalistas
ESPORTES
Em jogo duas vagas no mata-mata da Copa CFC Celso
ESPORTES
Assaf joga nesta sexta-feira em Santa Maria
ESPORTES - Jogo foi alterado em virtude do Grenal neste sábado
Stock Car: Quinta etapa é neste final de semana
ESPORTES - Serão dois dias de atividades sem a companhia da Stock Light
Renomada professora do Serviço Social estará em Santa Cruz
GERAL
Novo Cabrais: Escola lança livro de receitas saudáveis
EDUCAÇÃO
Novo Cabrais: Pimenta visita obras e reafirma apoio ao município
GERAL - Deputado federal participou de almoço e conferiu de perto a pavimentação da Avenida Rodolfo Buss
Ascor e Prefeitura planejam nova exposição
GERAL
Colégio Mauá assume gestão da Escola Criança & Cia
EDUCAÇÃO
Prefeitura anuncia restauração do prédio
GERAL - Marcando a decisão, muda de árvore também foi plantada por alunos da rede de ensino municipal

A maioria silenciosa

Osvino Toillier - 26/05/2017

A manipulação da opinião pública é um fenômeno relativamente recente, especialmente potencializado pelos meios de comunicação, de forma que já não somos mais donos dos nossos pensamentos, mas as opiniões que outros plantam constantemente em nós sem nos darmos conta.

É claro que temos de incorporar neste cenário as mídias sociais, com que somos bombardeados diuturnamente, mas cuja repercussão é muito diferente dos meios de comunicação social: estes estão presentes em nossas casas, doutrinando-os através de diversos expedientes; 'aquelas' invadem os equipamentos móveis, mas cujo conteúdo podemos deletar quando quisermos.

Creio que temos todos o desejo de educar nossos filhos para a autonomia, para que tenham opinião própria, para que possam exercer o livre pensar, não se tornem reféns de pessoas hábeis na manipulação da palavra, tão presentes em realidades que no passado infligiram grande sofrimento a sociedades aparentemente imunes a personagens que se aproveitaram da fragilidade do povo num momento dramático da história do país.

Até hoje, o povo alemão continua se perguntando como se tornaram vítimas de Adolf Hitler, que desgraçou a nação e mergulhou a Europa no maior conflito bélico da história, com 40 milhões de mortos.

É claro que um conflito desta dimensão envolve circunstâncias que não podem ser resumidas de forma simplista, mas há que se examinar o tema à luz das circunstâncias da época, que favoreceram o aparecimento de um salvador da pátria que, a pretexto de recuperar a hegemonia do povo alemão, desgraçou a vida de milhões de pessoas, submetendo-as a um sofrimento inimaginável, cujas feridas ainda sangram.

É bom nos darmos conta de que, neste momento difícil que vive o país, precisamos ter cuidado para não cairmos na lábia de um salvador da pátria.