Edição do dia 21/06/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Série Ouro de Futsal: Assaf perde primeira como mandante
ESPORTES - Tricolor jogou em Vale Verde e foi derrotado por 5x3
Copa Cidade Miller define os playoffs
ESPORTES - Competição encerrou a fase classificatória
Aliança goleia São José e cresce na Copa CFC Celso
ESPORTES - Mobilização é pela realização da primeira etapa da Olimpíada Rural, no próximo domingo
Troca de mensagens: Sergio Moro adia ida à Câmara
POLÍTICA - Ministro viajou para os Estados Unidos no último fim de semana e não comparecerá à audiência pública
Seleção feminina cai na prorrogação diante da França
ESPORTES - Brasil foi eliminado nas oitavas de final da Copa do Mundo
Avenida perde nos pênaltis e está fora da Série D
ESPORTES - Caxias classificou-se dentro dos Eucaliptos com vitória nas penalidades por 6 a 5
Brasil goleia Peru e jogará quartas de final na Arena do Grêmio
ESPORTES - Time brasileiro ficou com o primeiro lugar do Grupo A da Copa América
Copa Cidade tem três jogos no final de semana
ESPORTES - Rodada conta com os últimos confrontos da fase classificatória
Patinação: Copa XLise e Festival 25 anos movimentam Poliesportivo
ESPORTES - Evento ocorre neste sábado e movimenta patinadores de todo o Estado
Mais de 10 mil peças para aquecer os cabraisenses
GERAL - Distribuição das roupas arrecadadas ocorreu nesta terça-feira (18) para centenas de famílias moradoras de Novo Cabrais
Lixo eletrônico será recolhido na terça
GERAL - Mutirão da prefeitura vai passar por todas as localidades para coletar os materiais e dar o destino correto aos mesmos
Ipiranga leva a livre e Associação conquista o veterano
ESPORTES - Novo Cabrais conheceu os campeões do municipal de futebol sete, na última sexta-feira, no Centro Desportivo Municipal
Bela Vista e Flamengo jogam nesta sexta
ESPORTES
Copa Feminina: Brasil pega a França
ESPORTES
Série Ouro: Assaf faz parceria e vai jogar em Vale Verde
ESPORTES
Copa América: Diante do Peru, tentativa de reação
ESPORTES - Seleção Brasileira passa por fase de incertezas. Em 1989, time superou dificuldades
São Martinho é campeão em Monte Alverne
ESPORTES
Série D do Brasileiro: Avenida precisa de vitória simples
ESPORTES - Torcida deverá lotar o Estádio dos Eucaliptos, domingo, às 16h, contra o Caxias, valendo classificação

Sem pássaros não há primaveras

Osvino Toillier - 19/05/2017

Uma temática que mexe demais comigo é o sofrimento humano, especialmente o causado pela estupidez da guerra. E aí exponencialmente desponta a Segunda Guerra Mundial, que levou o mundo à beira do colapso total, inclusive com o uso de armas atômicas, que arrasaram as cidades japonesas de Nagasaki e Hiroshima.

Além das vítimas das batalhas e dos bombardeios cruéis, surgiu um fenômeno terrível, que foi a perseguição a minorias, especialmente os judeus, para os quais foi criada a famosa “solução final”, à beira do Lago Wansee em 1942, quando foram concebidos os terríveis campos de concentração e a matança de seis milhões de inocentes, caçados como bichos e transportados como animais. Tudo isto se abriga sob a palavra “Holocausto”.

Qualquer obra sobre este assunto me desperta interesse. Recentemente, num aeroporto, numa despretensiosa entrada numa livraria, deparei-me com uma publicação inédita. Após detalhado exame, adquiri o livro e, no voo, li mais de cem páginas. Seu nome: “Holocausto nunca mais”, de Augusto Cury, que escreveu um “romance histórico-psiquiátrico sobre os bastidores da Segunda Guerra Mundial que mudará a sua visão de vida”.

O autor mistura personagens reais com ficção, cria um universo mágico, e descreve a cruel realidade com encantamento e poesia, quando diz: “ Sem andorinhas não se fazem primaveras. Elas chilreiam e voam alegremente em busca da mais nobre das liberdades. O que posso dizer de Peter? Sem alunos como ele, não há primaveras no teatro da educação. Com seus debates e intervenções, transformam o árido solo da sala de aula num lugar onde aprender é o melhor de todos prazeres”.

Em meio à inimaginável tragédia floresceu também a poesia e capacidade de ouvir o chilrear dos pássaros e a certeza de que sem eles não há primavera.