Edição do dia 22/02/2020

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Serviços são alterados neste Carnaval
GERAL
Crime de importunação sexual tem pena de até cinco anos de reclusão
ECONOMIA
Avenida joga amistoso na tarde deste sábado nos Eucaliptos
ESPORTES
Sistema usado no HSC é eleito melhor prontuário eletrônico da América Latina
GERAL
Prefeitura inicia melhorias no campo do Bom Jesus
ESPORTES - Investimentos serão realizados para implantação de novo gramado e iluminação
Edemilson pede demissão da prefeitura
GERAL - Secretário de Cultura deverá assumir compromissos pessoais com produções culturais
Locomotiva: os passos para a revitalização
VARIEDADES - O monumento estava em Canoas, antes de ser trazido para Santa Cruz, em 2015
Mistura de enérgico com álcool pode ser perigosa
GERAL - Cardiologista não recomenda realizar a combinação das bebidas, pois pode causar graves danos ao organismo e dependência
Sihmatel: 22 anos de tradição
EMPRESARIAL - Empresa está em novo endereço, com espaço mais amplo para melhor atender seus clientes
Avenida joga amistoso na tarde deste sábado nos Eucaliptos
ESPORTES - Técnico quer ajustar equipe para estreia dia 1º de março em Rio Grande
Caxias e Grêmio decidem primeiro turno na serra
ESPORTES
Afasc: Os resultados das categorias de base
ESPORTES
Judô: União Corinthians busca apoio para auxiliar atleta surda
ESPORTES
Lifasc: Posse da nova coordenação ocorre dia 27
ESPORTES
Santa-cruzenses correm para regularizar título de eleitor
GERAL - Fila quilométrica foi registrada na manhã de ontem, 21, nas imediações da Justiça Eleitoral
Seminário regional debate sobre a água
GERAL - Ação realizada na quarta, 19, foi uma promoção das prendas da 5ª Região Tradicionalista
Brigada Militar prende foragido
POLÍCIA
PRE combate embriaguez no feriadão de Carnaval
POLÍCIA

Onde andam nossos filhos?

Osvino Toillier - 12/05/2017

Esta é a pergunta mais natural que hoje se deve fazer aos pais: onde andam seus filhos. Também passamos por esta fase, com as naturais inquietações quando nossos filhos alcançaram a idade de bater asas e fazerem as primeiras revoadas.

Foi exatamente nessa época em que começaram os anseios por libertação da tutela dos pais, e muita gente embarcou nessa canoa furada. Lembro de um pai que me disse: “Quando minha filha completar quinze anos, ela receberá a chave da casa e não mais nos deve satisfação quanto ao horário de chegar em casa”.

Eu lembro bem: minha esposa e eu vivemos um momento de turbulência, porque o paradigma de educação que tínhamos incorporado estava em crise. Não queríamos assumir a imagem de gente ultrapassada, mas entendemos que não poderíamos soltar nossos filhos sem controle e limites. E decidimos praticar a boa e velha educação tradicional: amor com limites. E nos damos bem! Criamos dois filhos maravilhosos, idôneos, amorosos, responsáveis, conscientes de que educação implica asas e raízes.

E assim também estão educando seus próprios filhos, num outro tempo, com outras referências e valores, mas sem esquecer os princípios que sustentaram a vida ao longo do tempo.

Sempre observo com atenção os quero-queros no local onde caminho: o cuidado dos bichinhos com filhotes. O casal é extremamente zeloso e até agressivo com outros pássaros que ousem se aproximar. Faltaria só dizer: este território é dos nossos pequenos, que precisam de nossa proteção e amparo.

Por que haveríamos nós de abandonar precocemente nossos filhos e expô-los a todos os perigos da pós-modernidade, inclusive dos riscos do mundo virtual?

O amor impõe limites! Não descuidemos daqueles que amamos e cujas vidas estão sob nosso cuidado: nossos amados filhos!