Edição do dia 17/01/2020

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Atividades na rede municipal são oferecidas no período das férias
GERAL
Distribuição de fraldas em novo endereço
GERAL
Salário mínimo sobe para R$ 1.045
ECONOMIA - Reajuste decorre da inflação mais alta em 2019
Doces que empoderam mulheres e combatem o trabalho infantil
VARIEDADES
Banco de Móveis já contabiliza mais de duas mil doações
GERAL
Pedido de aposentadoria
GERAL - Passados seis meses de espera, segurado pode exigir agilidade na Justiça
Portas Abertas já realizou 11.064 atendimentos
SAÚDE
Saiba como retirar medicamentos na farmácia de Monte Alverne
SAÚDE
Iniciam as obras do posto de saúde sustentável
SAÚDE - Primeira unidade do Brasil começou a tomar forma na última terça-feira
Tarifa adicional de cheque especial não será cobrada
ECONOMIA
Saúde estuda redistribuição de incentivos estaduais para hospitais
SAÚDE
IPE Saúde amplia pagamentos assistenciais para 2020
SAÚDE
Vacina pentavalente já está disponível em Santa Cruz
SAÚDE
Porto Verão Alegre 2020 passa em Santa Cruz do Sul
VARIEDADES
The Wailers volta ao Rio Grande do Sul
VARIEDADES - Após quatro anos desde o último espetáculo, banda jamaicana retorna tocando os maiores sucessos
Veja onde será a próxima feira de adoção
GERAL
Principais solicitações pelo WhatsApp da Prefeitura
GERAL
Prefeitura nos Bairros
GERAL

Precisamos ressuscitar

Valério Garcia - 14/04/2017

O termo “Ressuscitar” significa trazer de novo à vida, ressurgir, fazer reviver. A Semana Santa nos remete a esse sentimento, mostrando a morte e ressurreição de Jesus Cristo para todos os católicos. Outras religiões também revivem esse calvário, de acordo com suas crenças e costumes.

Seria um tempo de penitência, jejum e orações para relembrar o que aconteceu com o Filho de Deus e o que isso representou para a humanidade. Vários livros e filmes contam essa história que comove a todos nós. Todos os dias da Semana Santa têm um significado especial e a culminância dela é no domingo de Páscoa. É uma data muito comemorada por todos, especialmente pelas nossas crianças devido aos famosos cestos, repletos de ovos de chocolates e outras guloseimas.

Mas, para nós, o que representa a Páscoa? Será que realmente sabemos e vivemos o seu significado? Como o ser humano trata desse assunto para o bem da coletividade, com tudo aquilo que é pregado, ensinado?

O que se tem observado nessas datas religiosas é uma comemoração muito mais intensa em termos de festividades e comércio, do que reflexões sobre o verdadeiro sentido de suas existências. O mercantilismo se sobrepõe aos sentimentos, e a religiosidade fica renegada a um segundo plano. Continuamos “vendilhões do templo”, só que agora, no nosso tempo. A história continua se repetindo e a gente não se dá conta disso, devido principalmente, ao famoso grilhão monetário. Estamos vendendo e comprando nossos costumes, nossas crenças, nossas vidas, sem perceber que nossos filhos e filhas estão a nos seguir. Através dos tempos é que vemos quão diferentes vão ficando Páscoa, Natal e outras datas tão importantes para nossas comunidades, para nossa humanidade. Muitas crianças não têm acesso aos famosos presentes que nossos filhos têm...

A família e a Escola devem procurar “ressuscitar” no coração das pessoas o verdadeiro sentido desta palavra denominada Páscoa. Devemos reviver em nossa alma os verdadeiros sentimentos cristãos entre os homens. As crianças devem receber presentes sim, mas que eles contenham como recheio sinceridade, humildade, respeito, carinho, e todos os outros sentimentos que envolvem o maior de todos, que é o Amor. Ressuscitar todos os dias, tudo aquilo que for do bem ou para o bem!

Boa e abençoada Páscoa para você e toda sua família!