Edição do dia 06/12/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Operação Papai Noel começa na próxima Terça-feira
GERAL - A novidade é a implantação da uma base móvel, equipada com câmeras, computadores e outros dispositivos de segurança
Multi Espaço VIA 9: cultura, educação e um bom café
GERAL - O local conta com loja de artesanatos e realiza diversos eventos e atividades
Neste sábado tem Prefeitura nos Bairros
GERAL
Feira do Livro de 2020 será em maio
GERAL - Patrona, Homenageado e Personalidade Incentivadora da Leitura foram divulgados nesta sexta-feira
Secretaria de Cultura registra 172 entes e agentes culturais
POLÍTICA - Cadastro havia sido fechado em agosto, mas foi reaberto no mês passado
Força-Tarefa fiscaliza supermercado no centro
GERAL - Ação realizou a segunda operação do grupo em Santa Cruz nesta semana
Campanha realiza exames preventivos gratuitos de câncer de pele neste sábado
SAÚDE - Os atendimentos acontecem das 9h às 15h, no Ambulatório do COI do Hospital Ana Nery
Greve do Magistério atinge mais de 1,5 mil escolas
EDUCAÇÃO - Com 80% de participação da categoria, a greve é considerada histórica
Economista dá dicas para utilizar o 13ºsalário
ECONOMIA - O pagamento é uma oportunidade para colocar as finanças em dia, afirma Silvio Cezar Arend
Cartório ainda aguarda mais de 30 mil para recadastramento biométrico
GERAL
Inscrições abertas para o Educar-se nas Férias 2020
EDUCAÇÃO
Alta no preço da carne resulta no aumento da Cesta Básica
ECONOMIA
Saiba os dias de abertura do comércio neste Natal
GERAL
Novo Cabrais: Bryan é mais um ganhador da promoção
GERAL
Novo Cabrais: Escolinha ACF é campeã geral da Uef Cup
ESPORTES
Abertura da Christkindfest acontece hoje
VARIEDADES - Programação se estende até o dia 22 de dezembro, com atividades artísticas e culturais e Casa do Papai Noel
Storch Contabilidade conta com novas e modernas instalações
GERAL
Novo Cabrais: Proerd forma 34 alunos
GERAL

O Pesadelo chamado Violência

Valério Garcia - 31/03/2017

Nesta semana participei do 28º Fórum Estadual das Secretarias Municipais de Educação do RS na cidade de Porto Alegre, onde vários assuntos relacionados à gestão educacional foram abordados. Mas, ao sair do hotel para o evento, pela manhã de terça-feira, soube que dois amigos foram assaltados em plena luz do dia. Comentando com taxistas, moradores porto-alegrenses e outras pessoas, o discurso era o mesmo: a violência está num patamar sem controle, sem dia nem hora.

A cada dia que passa, mais difícil fica para assistir televisão, ler jornais, escutar rádio ou qualquer outro meio de comunicação. Estamos sempre angustiados e apreensivos devido ao grande número de casos envolvendo as mais variadas formas de violência. Chegamos a questionar certas notícias que escutamos, a ponto de duvidar que sejam seres humanos os protagonistas de tamanhas aberrações. E o que é pior: a falta de escrúpulos envolve desde os mais velhos, até as singelas crianças. Sim, o ser dito humano, perdeu totalmente o sentido das palavras ‘sentimento’ e ‘humanidade’! Estamos reféns de nós mesmos. Reféns da nossa espécie.

A Escola é uma das responsáveis para a mediação do conhecimento entre professores e alunos, num elo indivisível com a comunidade escolar. A comunidade precisa, imediatamente, aproximar-se da Escola antes que outras pessoas o façam. A família encontra-se cada vez mais fragmentada e aqueles que vivem às custas da violência, ficam como aves de rapina esperando o momento de atacar. 

Crescemos ouvindo um ditado popular: “A educação se traz de casa, deve vir do berço”. Até que ponto estamos conseguindo educar nossas crianças em casa, principalmente com limites e com exemplos bem sucedidos? Este papel não pode ser transferido somente para a Escola, embora ela pode e deve, ajudar para benefício de seus (nossos) filhos. 

Neste momento, mais do que nunca, estamos precisando de processos que envolvam a humanização. Desde a educação infantil, até o ensino superior, devemos trabalhar valores com nossos alunos. Até o fim de nossas vidas pois, em determinados momentos somos professores, em outros, seremos alunos. A vida é assim: um eterno aprendizado. Valores baseados em cooperação, sinceridade, humildade e sobretudo amabilidade, entre tantos outros, deverão fazer com que as pessoas tornem-se mais fraternas e consequentemente mais humanas. Quem não tem um filho, irmão, ou outro ente querido que mora longe, que viaja e que a gente não descansa enquanto não recebe uma mensagem, um toque ou uma ligação dizendo que chegou bem? Só assim conseguimos dormir sossegados.

Sossego e Paz não estão à venda em balcão algum, mas parecem custar tão caro, pois são muito difíceis de se encontrar! Mas não percamos a esperança, não percamos a vontade de ver e sentir um mundo melhor, afinal de contas seremos nós os beneficiados. Bom final de semana.