Edição do dia 18/01/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Taça Kaiser: Bela Vista fez uma bonita apresentação
ESPORTES - Time amador de Santa Cruz do Sul jogou torneio nacional em Curitiba
Abertura da temporada: Atletas elogiam a estrutura do UniCo
ESPORTES - Trabalhos para 2019 do sub-20 iniciam oficialmente nesta terça-feira, dia 22
Lifasc: Pinheiral larga na frente
ESPORTES - Equipe venceu Juventude na rodada de ida da 2ª fase. São José e Rio Pardinho empatam
Avenida estreia com bom empate em Veranópolis
ESPORTES - Próxima partida alviverde no Gauchão será terça-feira, contra o Brasil de Pelotas
Inep divulga resultado do Enem
EDUCAÇÃO
Sicredi atinge marca de 4 milhões de associados
EMPRESARIAL - Com este marco, instituição financeira cooperativa pioneira no Brasil contribui para a expansão do cooperativismo de crédito no País
Prefeitura deve arrecadar mais de R$ 33 milhões
ECONOMIA - Até o momento já foram contabilizados R$ 19,879 milhões dos pagamentos em cota única e primeira parcela
Negociações do preço do tabaco são suspensas
ECONOMIA - Propostas apresentadas ficaram abaixo da variação do custo de produção
Uergs contará com Agroecologia em Santa Cruz
EDUCAÇÃO - Universidade recebe inscrições pelo Sisu de 22 a 25 de janeiro
Cuidados para não cair em uma fria
GERAL - Especialista dá dicas para planejar as férias e evitar aborrecimentos
Índice que mede atividade da economia no Brasil recua em dezembro
ECONOMIA
Confiança do Consumidor avança 12% em 2018
ECONOMIA - Levantamento mostra que 72% dos brasileiros avaliam a economia de forma negativa
Crianças devem acompanhar os pais na compra
GERAL - Consultor financeiro garante que a criança passa a ter noções básicas de educação financeira
Valor da passagem será definido até o fim do mês
GERAL - Sindicato dos Comerciários e UESC protocolaram junto ao MP ofício solicitando providências sobre o reajuste
Como cuidar dos pets no verão
ESPECIAIS - Saiba as principais precauções com os animais nos dias mais quentes
Operação captura membros da facção Os manos
POLÍCIA
Avenida estreia no 'Gauchão raiz'
ESPORTES - Periquito quer iniciar de forma positiva no Estadual, em Veranópolis
Democracia compreende as diferenças
EDITORIAL - A alternância no poder, entre esquerda e direita, é normal no sistema democrático

Seu brilho me incomoda

Osvino Toillier - 31/03/2017

Eu sou fã de estórias. A linguagem tem seus segredos, e nem sempre conseguimos tratar de assuntos delicados com linguagem direta, porque pode provocar reações e perturbar reações imprevisíveis. Palavras são portadoras de significados, e esta a razão de mal-entendidos e crises institucionais e pessoais.

Gaston Bachelard, filósofo francês, diz que “as palavras são pequenas casas com porão e sótão. Quando eu as pronuncio ou quando eu as escrevo, para onde irão? Ao nível do solo, ao porão ou subirão ao sótão”?

Estórias são metáforas que se encarregam de transmitir a essência de conteúdos delicados que, em linguagem direta, podem ofender e magoar. A estória dá o recado e faz o ouvinte refletir. Grandes oradores têm-se valido deste expediente, sobretudo em épocas de liberdade restrita ou em circunstâncias em que não se pode dizer claramente o que pensa, por conveniência e ou razão política. A arte da linguagem abriga expedientes sofisticados e complexos.

A estória que embasa a minha mensagem de hoje remete a pensar sobre os sentimentos que movem as pessoas em relação ao sucesso de alguém e cujo brilho incomoda. Falar disso diretamente é muito difícil, mas uma estória ajuda.

Conta-se que a cobra estava atrás de um vagalume. Este fugia tenazmente, mas o cansaço o venceu. O vagalume então disse à cobra: - “Posso lhe fazer três perguntas”? A cobra respondeu: “Não costumo dar esta chance para minhas vítimas, mas vá lá”. O vagalume então formulou a primeira pergunta: “Eu lhe fiz algum mal”? A cobra respondeu que não. O vagalume então fez a segunda indagação: “Eu faço parte da sua cadeira alimentar”? Novamente a resposta foi negativa. Aí o vagalume fez a terceira pergunta: “Por que então você quer me devorar”? Aí a cobra emitiu a sentença: “Por que teu brilho me incomoda”!

Em que medida esta estorinha não traduz a realidade de nossos dias? Será que conseguimos conviver naturalmente com o sucesso alheio ou existe o desejo de apagar a luz do outro?