Edição do dia 15/11/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

CTG Lanceiros evidencia os direitos da Mulher
VARIEDADES
Inicia mais um Enart
GERAL - A 34ª edição do evento reúne em Santa Cruz do Sul os apaixonados pela cultura gaúcha
ACI: Gabriel Borba é aclamado presidente
GERAL - Ele estará à frente da entidade junto com o vice, César Cechinato, para o biênio 2020-2021
Copa Lisaruth 20 anos tem segunda rodada
ESPORTES
Cestinha Sesi/Unisc disputa o 2º turno das semifinais
ESPORTES
O Avenida ainda não confirmou a sua participação na Divisão de Acesso
ESPORTES
Dia de confirmar classificação
ESPORTES
Regional 2019: Fim de semana tem clássico em Vale do Sol
ESPORTES
Solled Energia ganha o principal prêmio brasileiro do setor
EMPRESARIAL
Secult abre novo prazo para cadastro de entes culturais
VARIEDADES
Marista São Luís é destaque e traz prêmios a Santa Cruz Do Sul
ESPORTES - Somente no Maristão, realizado em Porto Alegre, Colégio conquistou sete premiações
Excelsior: Casa do Cliente foi inaugurada
EMPRESARIAL
Por mês, operação do Rapidinho gera 94 mil advertências
GERAL - Valores ficam pendentes no sistema e precisam ser regularizados pelos usuários
Disputa das finais inicia neste sábado
ESPORTES - Campeões serão conhecidos após jogos de ida e volta nas categorias veterano, feminino e livre
Saúde recebe R$ 150 mil da Câmara
SAÚDE
Mostra do Cerest tem trabalho desenvolvido em Novo Cabrais
GERAL
Palestra debate o Direito sucessório do cônjuge e da união estável
GERAL
Persuasão interna é o caminho para a alta performance
GERAL

Quaresma e jejum

Osvino Toillier - 10/03/2017

Duas palavras, de certa forma, em desuso entre nós, não? O que significa “quaresma” na pós-modernidade? E que significado tem o “jejum” hoje em dia?

A cultura do nosso tempo aplainou o território, e já não faz sentido tentar ressuscitar termos que mais identificam práticas de um tempo ultrapassado. É uma pena que valores e práticas tenham sido descartadas com tanta facilidade, pela importância cultural e histórica que tiveram.

Certamente, muitos hão de lembrar que, após o Carnaval até a Páscoa, guardava-se respeito às diversões mundanas: não havia baile, era tempo de recolhimento, de jejum, para o grande evento pascal, em que, originalmente, os judeus lembravam a saída do Egito para a Terra Prometida, depois da peregrinação pelo deserto. Para os cristãos, com a morte de Jesus, a Páscoa passou a significar a ressurreição e a Vida Eterna.

O Papa Francisco resgatou quinze atos de caridade para marcar a Quaresma, que ele classificou como manifestações concretas de amor:

1. Sorrir, um cristão é sempre alegre; 2. Agradecer (embora não “precise” fazê-lo); 3. Lembrar ao outro o quanto você o ama; 4. Cumprimentar com alegria as pessoas que você vê todos os dias; 5. Ouvir a história do outro, sem julgamento, com amor; 6. Parar para ajudar. Estar atento a quem precisa de você; 7. Animar a alguém; 8. Reconhecer os sucessos e qualidades do outro; 9. Separar o que você não usa e dar a quem precisa; 10. Ajudar a alguém para que ele possa descansar. 11. Corrigir com amor; não calar por medo; 12. Ter delicadezas com os que estão perto de você; 13. Limpar o que sujou, em casa. 14. Ajudar os outros a superar os obstáculos; 15. Telefonar para seus pais.

E o jejum? Significa privar-se de algo durante certo tempo. Antigamente, não se comia carne na sexta-feira em alusão à crucificação de Jesus.

Novamente, ouvindo a lição do Papa Francisco, ele recomenda que façamos • Jejum de palavras negativas e dizer palavras bondosas. • Jejum de descontentamento e encher-se de gratidão. • Jejum de raiva e encher-se com mansidão e paciência. • Jejum de pessimismo e encher-se de esperança e otimismo. •Jejum de preocupações e encher-se de confiança em Deus. • Jejum de queixas e encher-se com as coisas simples da vida. • Jejum de tensões e encher-se com orações. • Jejum de amargura e tristeza e encher o coração de alegria. • Jejum de egoísmo e encher-se com compaixão pelos outros. • Jejum de falta de perdão e encher-se  de reconciliação.• Jejum de palavras e encher-se de silêncio para ouvir os outros.