Edição do dia 13/09/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Solidariedade declara apoio a Telmo
POLÍTICA
Saiba como ter desconto especial no IPTU do ano que vem
GERAL
A Hipnose pode auxiliar no autodesenvolvimento de forma eficaz
EMPRESARIAL - Especialista desmistificou tema e apontou benefícios da técnica no Café Empresarial
Reforma Tributária é tema da apresentação de Rigotto em Santa Cruz
GERAL
Dada a largada para a Semana Farroupilha
GERAL - Abertura aconteceu no Parque de Eventos na manhã desta sexta-feira
Fórum atrai dois secretários de Estado a Santa Cruz do Sul
GERAL - Representantes de todas as 28 regiões estiveram na Unisc nessa quinta-feira
Lino e Laila serão tema do Novo Cemai
GERAL
Aulas de autoescola com ou sem simulador de direção?
GERAL
Sessão especial para o ensino médio
VARIEDADES
Estudante de Santa Cruz conquista certificado de excelência internacional
EDUCAÇÃO
RGE instala aquecedores solares nas residências de 150 famílias
GERAL
Embarques devem superar os US$ 2 bilhões
GERAL
Depressão deve ser tratada no início, afirma especialista
ESPECIAIS - Mulheres sofrem de depressão duas vezes mais do que os homens
Tributo a Herb Alpert é hoje
VARIEDADES - Teatro do Mauá recebe apresentação às 20h
Sociedade Ginástica: Jantar Baile marca comemoração dos 126 anos
EMPRESARIAL
Farmácia Municipal reabre na segunda no novo prédio
SAÚDE
Grupo Tholl traz Casinha de Chocolate
VARIEDADES
18,2 mil exemplares foram vendidos
VARIEDADES - Além do sucesso em vendas, o público também compareceu e lotou a Praça Getúlio Vargas

Quaresma e jejum

Osvino Toillier - 10/03/2017

Duas palavras, de certa forma, em desuso entre nós, não? O que significa “quaresma” na pós-modernidade? E que significado tem o “jejum” hoje em dia?

A cultura do nosso tempo aplainou o território, e já não faz sentido tentar ressuscitar termos que mais identificam práticas de um tempo ultrapassado. É uma pena que valores e práticas tenham sido descartadas com tanta facilidade, pela importância cultural e histórica que tiveram.

Certamente, muitos hão de lembrar que, após o Carnaval até a Páscoa, guardava-se respeito às diversões mundanas: não havia baile, era tempo de recolhimento, de jejum, para o grande evento pascal, em que, originalmente, os judeus lembravam a saída do Egito para a Terra Prometida, depois da peregrinação pelo deserto. Para os cristãos, com a morte de Jesus, a Páscoa passou a significar a ressurreição e a Vida Eterna.

O Papa Francisco resgatou quinze atos de caridade para marcar a Quaresma, que ele classificou como manifestações concretas de amor:

1. Sorrir, um cristão é sempre alegre; 2. Agradecer (embora não “precise” fazê-lo); 3. Lembrar ao outro o quanto você o ama; 4. Cumprimentar com alegria as pessoas que você vê todos os dias; 5. Ouvir a história do outro, sem julgamento, com amor; 6. Parar para ajudar. Estar atento a quem precisa de você; 7. Animar a alguém; 8. Reconhecer os sucessos e qualidades do outro; 9. Separar o que você não usa e dar a quem precisa; 10. Ajudar a alguém para que ele possa descansar. 11. Corrigir com amor; não calar por medo; 12. Ter delicadezas com os que estão perto de você; 13. Limpar o que sujou, em casa. 14. Ajudar os outros a superar os obstáculos; 15. Telefonar para seus pais.

E o jejum? Significa privar-se de algo durante certo tempo. Antigamente, não se comia carne na sexta-feira em alusão à crucificação de Jesus.

Novamente, ouvindo a lição do Papa Francisco, ele recomenda que façamos • Jejum de palavras negativas e dizer palavras bondosas. • Jejum de descontentamento e encher-se de gratidão. • Jejum de raiva e encher-se com mansidão e paciência. • Jejum de pessimismo e encher-se de esperança e otimismo. •Jejum de preocupações e encher-se de confiança em Deus. • Jejum de queixas e encher-se com as coisas simples da vida. • Jejum de tensões e encher-se com orações. • Jejum de amargura e tristeza e encher o coração de alegria. • Jejum de egoísmo e encher-se com compaixão pelos outros. • Jejum de falta de perdão e encher-se  de reconciliação.• Jejum de palavras e encher-se de silêncio para ouvir os outros.