Edição do dia 17/09/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Conselho lança o Polo dos Vales
GERAL
ENTRE QUATRO: Encenação acontece hoje e amanhã
VARIEDADES
RECEITA FEDERAL: Nova sede atenderá a partir de 8 de outubro
GERAL - Além da Delegacia da Receita Federal, a Procuradoria Geral da Fazenda também deve ocupar o espaço
Fentifumo inicia pauta de negociação
GERAL - Primeira reunião com a Federação e os Sindicatos ocorre na próxima quinta-feira
Otelio Drebes realiza palestra a professores
EDUCAÇÃO
Semana do Ministério Público começa hoje
GERAL - Promotores do caso Bernardo Boldrini estarão presentes
Reunião sobre Plantas Biotivas inicia hoje
GERAL
Prefeitura lança Alvará Digital
GERAL - A partir de agora, o documento pode ser feito em poucas horas, sem precisar sair de casa
Educar-se e Centro de Línguas promovem imersão bilíngue
EDUCAÇÃO
Sincotec-Varp realiza capacitação nesta quarta
GERAL
Projeto vai apresentar Santa Cruz e a 35ª Oktoberfest
VARIEDADES - Nos dois sábados da Festa da Alegria, ônibus sairão de Porto Alegre, Caxias do Sul e Santa Maria
Presidente dos Festejos Farroupilhas destaca a importância da cultura gaúcha
VARIEDADES
Tchê Bistrô e Arte: enaltecendo a tradição gaúcha
VARIEDADES
A força buscada nos versos
VARIEDADES
Cavalos passarão por inspeção antes do desfile
VARIEDADES - Além da Guia de Transporte Animal (GTA), será exigida apresentação de comprovantes para verificar as condições de saúde do animal
CTG de Paredão entregará 500kg em doações
VARIEDADES
Segurança Pública será reforçada em 36 municípios
POLÍCIA - Municípios da região receberão um total de aproximadamente R$ 2 milhões
Assaf vai encarar a Assoeva nas quartas de final
ESPORTES

Sagradas origens

Osvino Toillier - 03/02/2017

Eu desejo falar do sentimento que está indelevelmente guardado na memória do meu coração, que é a lembrança da terra, as minhas vivências incríveis na labuta junto com meus pais e irmãos na lavoura e a liberdade da roça. Pode ser vida dura, sacrificada, mas é inegável a magia do contato com a terra, que generosa se abre à semeadura e ao plantio para o sustento daqueles que nela trabalham.

O contato com os animais é outra preciosa vivência que humaniza, verdadeira reverência à vida. Servem os bichos para trabalhar como servem para alimentar. 

Na roça, predomina a amplidão, a gente tem a visão do horizonte. O meu saudoso amigo Rubem Alves diz que “a roça é o lugar onde o vazio é grande. A cidade é o lugar onde o vazio é pequeno. Na cidade a gente olha para fora, e os olhos logo batem num edifício, num muro, nos automóveis. Na cidade a gente vê curto. Na roça, porque o vazio é grande, os olhos veem longe, muito longe: os campos, as matas, as montanhas no horizonte, o sol que morre, a lua que nasce, as estrelas... Que coisa bonita é ver a cortina branca da chuva que vai chegando... Quando o vazio é grande o mundo cresce”.

Não é lindo isso? É preciso falar disso para os jovens que ainda estão no interior para valorizarem este paraíso que é terra e não fiquem sonhando apenas com as luzes da cidade, que fascinam, mas tantos perigos escondem. Tratar da terra é tão nobre quanto a mais graduada função acadêmica. Cuidar da terra tem a dimensão da sacralidade e deveria ter o respeito sagrado de todos. 

Um dos desafios é a gente ensinar aos filhos e netos a sacralidade da terra. Plantei flores e hortaliças com a minha neta maior, e foi uma experiência encantadora para nós dois. Especialmente, depois quando ela pôde fazer a primeira colheita daquilo que normalmente se busca no supermercado.

O retorno às origens, para quem puder fazer, é muito importante e reproduz vivências que certamente vão para a memória do coração, alimentam a imaginação e fortalecem as raízes e as origens.