Edição do dia 17/01/2020

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Atividades na rede municipal são oferecidas no período das férias
GERAL
Distribuição de fraldas em novo endereço
GERAL
Salário mínimo sobe para R$ 1.045
ECONOMIA - Reajuste decorre da inflação mais alta em 2019
Doces que empoderam mulheres e combatem o trabalho infantil
VARIEDADES
Banco de Móveis já contabiliza mais de duas mil doações
GERAL
Pedido de aposentadoria
GERAL - Passados seis meses de espera, segurado pode exigir agilidade na Justiça
Portas Abertas já realizou 11.064 atendimentos
SAÚDE
Saiba como retirar medicamentos na farmácia de Monte Alverne
SAÚDE
Iniciam as obras do posto de saúde sustentável
SAÚDE - Primeira unidade do Brasil começou a tomar forma na última terça-feira
Tarifa adicional de cheque especial não será cobrada
ECONOMIA
Saúde estuda redistribuição de incentivos estaduais para hospitais
SAÚDE
IPE Saúde amplia pagamentos assistenciais para 2020
SAÚDE
Vacina pentavalente já está disponível em Santa Cruz
SAÚDE
Porto Verão Alegre 2020 passa em Santa Cruz do Sul
VARIEDADES
The Wailers volta ao Rio Grande do Sul
VARIEDADES - Após quatro anos desde o último espetáculo, banda jamaicana retorna tocando os maiores sucessos
Veja onde será a próxima feira de adoção
GERAL
Principais solicitações pelo WhatsApp da Prefeitura
GERAL
Prefeitura nos Bairros
GERAL

Imagem da Desilusão

Valério Garcia - 25/08/2017

Nesta semana uma das imagens que mais chamou a atenção das pessoas nas redes sociais foi da professora agredida por um aluno, dentro da sala da direção na Escola. Segundo relatos, o aluno foi repreendido pela professora por estar com o livro embaixo da classe, negando-se a fazer qualquer tipo de atividade. A professora pediu então para que ele se retirasse da sala e ele, imediatamente, atirou o referido livro na cabeça dela sendo assim, conduzido à direção. Lá negou o fato e começou a agredir verbalmente a professora. Após, ele um adolescente de 15 anos de idade, desferiu vários socos no rosto da professora, causando hematomas e sangramento no olho e na face dela. O fato aconteceu na cidade de Indaial no vizinho Estado de Santa Catarina.

O que dizer de um fato com tamanha covardia e desrespeito pela figura de uma professora? Onde estão os erros que permitem a um jovem chegar a esse absurdo? Muito se tem falado em educação, direitos e deveres. Noto uma grande fala em direção aos direitos das pessoas e, uma pequena, em relação aos deveres. Já escrevi sobre isso. 

A Educação sempre deve começar pela família! A Escola serve para dar conhecimento e lapidar os valores que, pelo menos, deveriam ser trabalhados em casa. Os pais devem impor limites aos seus filhos desde cedo. O “NÃO” é imprescindível às crianças para saberem que existem algumas limitações em suas atitudes e que, principalmente, a sua liberdade termina quando começa a do outro. Fazer com que o jovem ajude nas tarefas e lides domésticas não é, e nunca será, trabalho escravo ou infantil. A criança deve saber, desde cedo, de onde vem o suor de seus pais para que elas tenham uma vida decente. 

A profissão que escolhemos merece todo respeito e admiração da sociedade, principalmente a do professor. Só o fato de você conseguir a ler e escrever seu nome já é uma conquista que deve aos seus mestres, principalmente num país onde ainda temos milhares de analfabetos. 

A família tem que ter responsabilidade e consciência voltada para a educação caseira de seus filhos, sua incumbência quanto aos valores trabalhados no dia a dia. Se ela (família) não impor regras aos seus filhos, infelizmente a vida o fará, com uma severidade e maldade sem limites. Aí será tarde demais para tentar uma reversão do foi criado. “Somos eternamente responsáveis por aqueles que cativamos e criamos..”. Bom final de semana.