Edição do dia 15/02/2020

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Inscrições para processo seletivo encerram na quarta
GERAL
Sicredi Vale do Rio Pardo investirá em usina fotovoltaica própria
EMPRESARIAL
Educadores e estudantes debatem sobre ensino
EDUCAÇÃO
Unisc recebe prêmio Conciliar é Legal
GERAL
Valentine's Day celebra o amor
GERAL
Seminário marca o início do ano letivo no Colégio Mauá
EDUCAÇÃO
Regional de secretários de educação tem nova coordenação
EDUCAÇÃO
Solled recebe mais uma premiação
EMPRESARIAL
Stifa e Souza Cruz realizam assembleia
GERAL
Não é Não! Santa Cruz do Sul abraça campanha contra o assédio
GERAL
Cemas distribuirá preservativos para foliões
SAÚDE
O drama financeiro do setor público
EDITORIAL
O Imposto do pecado (parte 1)
OPINIÃO
Escolas retomam atividades na segunda-feira
EDUCAÇÃO - Serão 11,1 mil crianças que voltam às aulas no próximo dia, 17
Professores e funcionários recebem capacitação
EDUCAÇÃO - Evento aconteceu no Auditório Central da Unisc e Câmara dos Vereadores
Escola Moranguinho: um lugar acolhedor
EDUCAÇÃO
Ano letivo inicia com mudanças
EDUCAÇÃO - Após aprovado o novo pacote de medidas do Governo Estadual, Cpers não descarta novas greves
Decisão de Desbessell desagrada políticos
POLÍTICA - Vereadores dizem que não foram ouvidos sobre CPP contra Crestani e Schneiders

Dicas para a Feira

A Leitura que Habito - Luana Ciecelski - 12/09/2017

Setembro chegou e com ele, aquele que é - pelo menos para mim - um dos eventos culturais mais bacanas. A Feira do Livro. E é claro que eu não podia deixar de falar um pouquinho sobre ela e os grandes protagonistas do evento, os livros. 
Dei uma circulada pela feira e procurei algumas dicas de leituras. Encontrei diversos livros que já li e que posso garantir que são bacanas, e também livros que me interessaram. Trago abaixo alguns deles, para que fiquem de dicas.

►►►►►►►►►►

Crédito: Divulgação/Companhia das Letras
 

Uma dos primeiros volumes que eu encontrei foi o “A Sombra do Vento” de Carlos Ruiz Zafón. Ele é o primeiro de uma série chamada “O Cemitério dos Livros Esquecidos”, mas pode ser lido como uma história independente, e é, sem dúvida, um dos melhores livros que já li. Zafón tem uma narrativa leve e um enredo incrivelmente bem construído. É até difícil resumir ele aqui, mas vamos lá: o volume conta a história do jovem Daniel Sempere, filho de um livreiro, que logo no início da história é levado a um lugar misterioso, chamado de Cemitério dos Livros Esquecidos. Lá ele encontra o livro A Sombra do Vento que muda sua vida. O enredo desse livro, um tanto quanto amaldiçoado, leva Daniel à diversas situações e aventuras, assim como a busca pelo autor do volume, um homem igualmente misterioso que desapareceu sem deixar muitas pistas. Bem resumidamente é isso. Um livro sobre livros. Mas há muito, muito mais por trás da história principal. Então eu indico muito. Além dele, a série possui outros quatro volumes: “O jogo do Anjo”, “O prisioneiro do céu” e “O Labirinto dos Espíritos”, lançado há algumas semanas. Se joga nessa leitura. 

►►►►►►►►►►►

Crédito: Divulgação/Bertrand Brasil 
 

Outro livro que eu encontrei foi o “Travessia” da Letícia Wierzchowski, a escritora de “A Casa das Sete Mulheres”, que deu origem à minissérie da Globo. Aliás, “Travessia” é o terceiro volume de uma série que teve início com “A Casa das Sete Mulheres” e que busca contar, de forma romanceada, a história das mulheres durante e depois das Revolução Farroupilha. Esse volume vai falar mais especificamente sobre a heroína farroupilha Anita Garibaldi e sua história com o herói Giuseppe Garibaldi. O livro foi lançado em meados de junho, e por isso, ainda não o li. Mas tendo por base os outros dois volumes da série – “Casa das Sete Mulheres” e “Um farol no pampa” -, e também outros volumes escritos pela Letícia, dá pra quase garantir que a leitura é boa. Outra coisa bacana é que a Letícia estará em Santa Cruz do Sul na noite da próxima sexta-feira, 15 de setembro, para participar da programação da Feira do Livro. Então é possível comprar o livro e depois pedir um autógrafo. É uma boa ideia né?! 

►►►►►►►►►

Esses são, porém, apenas algumas – poucas - sugestões.  O bom mesmo é que cada um tire um tempinho e vá até a feira para conferir. Garanto que há volumes para todos os gostos. Religiosos, de autoajuda, didáticos, infantis, romances, históricos, de poesia, de contos, além de umas quantas biografias. É quase impossível ir até lá e não encontrar um volume para o gosto de cada um. E se por acaso não encontrar, o que fazer? Converse com os livreiros, peça sugestões. A maioria deles é bem acessível e está disposto a ajudar. Alguns até encomendam volumes se for preciso.