Edição do dia 20/09/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Havan é inaugurada em Santa Cruz
GERAL - Filial santa-cruzense abriu pela primeira vez na manhã de hoje
Feriado em Santa Cruz do Sul
GERAL - Saiba como funcionarão os principais serviços nesta sexta-feira, 20
Livro Dois meninos será lançado em Santa Cruz
VARIEDADES
JTI promove a língua inglesa entre colaboradores
GERAL
Equipes da Afubra realizam avaliações nas lavouras atingidas
GERAL
100 anos Sicredi VRP: Solenidade marca os 100 anos
ESPECIAIS
100 anos Sicredi VRP: Programação intensa durante todo o ano
ESPECIAIS
Dia do Contador: A saúde financeira do seu negócio depende dele
ESPECIAIS - Conheça um pouco mais sobre a profissão do contador e sua data comemorativa
Mensagem pelo Dia do Contador
ESPECIAIS - Rugard Kanitz - presidente do Sincotec VARP
Dia do Contador: Conheça os vencedores da 6ª edição do Concurso de Redação Tributação e Cidadania
ESPECIAIS
Preservação da cultura alemã no traje oficial
VARIEDADES
As donas das flores
GERAL - O trabalho delas é cultivar a natureza que enfeita a cidade
Shopping Santa Cruz recebe convidadas para bate-papo
GERAL - Quatro mulheres estarão à frente do evento de troca de experiências
Irmãos de Axé visitam Terreiro de Candomblé na Bahia
GERAL
Galo tem jogos importantes no final de semana
ESPORTES
Copa CFC Celso abre decisão em Linha Santa Cruz
ESPORTES
Assaf encara a Assoeva no Ginásio da Unisc neste sábado
ESPORTES
SCS Skate Contest: um incentivo ao esporte
ESPORTES

Redenção da maldade

Osvino Toillier - 20/10/2017

 

O amanhecer dos meus dias ultimamente estava impregnado de tristeza pela falta dos quero-queros com seus filhotes, trucidados covardemente por quem não tem sentimento de amor à vida. Qual não foi minha surpresa, no fim de semana passado? Vislumbrei no espaço verde a proteção que o clube sempre colocou para proteger o ninho dos quero-queros. Quando me aproximei, enfrentando a fúria do casal, recobrei a alegria ao ver o ninho com três ovos sendo chocados pela fêmea. 
A tristeza pela maldade praticada contra os filhotes da ninhada anterior foi substituída pela felicidade de um novo casal que decidiu ocupar o mesmo espaço para criar seus filhotes. 
Pedi ao clube que, além proteção, colocasse placas com o pedido de cuidado com os animais, especialmente os filhotes quando nascerem, e assim ensinarem às crianças e aos jovens o dever de cuidar da vida animal. 
Se não ensinarmos os deveres elementares da vida, continuaremos assistindo à barbárie de colocarem fogo em índio, matarem filhotes de quero-queros a pauladas, a desrespeitarem idosos, enfim, praticarem atrocidades contra inocentes em vez de serem porta-vozes do amor e da prática do bem. 
Esta nova ninhada é oportunidade de nos redimirmos do mal que foi cometido. Esperaria que os autores da barbárie anterior recebessem como corretivo a responsabilidade de cuidar do casal e futuros filhotes, sendo responsabilizados para ensinarem às demais crianças como se deve cuidar dos animais indefesos. 
Civilização ou barbárie, eis a questão! A grande pergunta é o que estamos ensinando às crianças e aos jovens para que tamanha maldade possa ocorrer. As chacinas que atormentam as pessoas começam às vezes pelas pauladas contra filhotes de quero-queros.