Edição do dia 19/11/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Projeto Carinhoso: atração cultural beneficiará a terceira idade
GERAL - Artistas locais levarão arte para casas geriátricas a partir do mês que vem
Samu: Regulação compartilhada deve entrar em operação até o fim do ano
SAÚDE
Campanhas estimulam a Solidariedade
GERAL
Escritora santa-cruzense lança o livro Melodia Perversa
VARIEDADES
Lifasc: Soberania dos visitantes domina
ESPORTES
Municipal Feminino: Muitos gols marcam a rodada
ESPORTES
Santa Cruz luta, mas perde nos pênaltis para o Soledade
ESPORTES
Regional 2019:Trombudo sai na frente nas semifinais
ESPORTES - Nos Aspirantes deu o Formosa contra o Unidos
Amigos do Cinema exibe Tarkovski
VARIEDADES
Associação Pró-Cultura: Vernissage abre última mostra
VARIEDADES
NOVEMBRO ROXO: Exposição dá início às atividades
SAÚDE - Hospital Santa Cruz preparou também palestra e oficina sobre o mês da Prematuridade
Cisvale debate temas expressivos para a região
GERAL
Portal Lunetas e Mercur promovem bate-papo sobre Infâncias
GERAL
Confraria Nativista: Nova diretoria será empossada
GERAL
Comissão Especial da OAB promove eventos para abordar a Reforma da Previdência
GERAL
Vacinação contra o Sarampo: Nova fase começou nesta segunda
SAÚDE
Santa Cruz tem oito escolas paralisadas
EDUCAÇÃO - Em outros sete educandários o atendimento é parcial e em quatro as atividades seguem normalmente
Noite de comemorar o fim do 34º Enart
VARIEDADES - CTG porto-alegrense e Candeeiro de Vera Cruz levaram os principais prêmios

Redenção da maldade

Osvino Toillier - 20/10/2017

 

O amanhecer dos meus dias ultimamente estava impregnado de tristeza pela falta dos quero-queros com seus filhotes, trucidados covardemente por quem não tem sentimento de amor à vida. Qual não foi minha surpresa, no fim de semana passado? Vislumbrei no espaço verde a proteção que o clube sempre colocou para proteger o ninho dos quero-queros. Quando me aproximei, enfrentando a fúria do casal, recobrei a alegria ao ver o ninho com três ovos sendo chocados pela fêmea. 
A tristeza pela maldade praticada contra os filhotes da ninhada anterior foi substituída pela felicidade de um novo casal que decidiu ocupar o mesmo espaço para criar seus filhotes. 
Pedi ao clube que, além proteção, colocasse placas com o pedido de cuidado com os animais, especialmente os filhotes quando nascerem, e assim ensinarem às crianças e aos jovens o dever de cuidar da vida animal. 
Se não ensinarmos os deveres elementares da vida, continuaremos assistindo à barbárie de colocarem fogo em índio, matarem filhotes de quero-queros a pauladas, a desrespeitarem idosos, enfim, praticarem atrocidades contra inocentes em vez de serem porta-vozes do amor e da prática do bem. 
Esta nova ninhada é oportunidade de nos redimirmos do mal que foi cometido. Esperaria que os autores da barbárie anterior recebessem como corretivo a responsabilidade de cuidar do casal e futuros filhotes, sendo responsabilizados para ensinarem às demais crianças como se deve cuidar dos animais indefesos. 
Civilização ou barbárie, eis a questão! A grande pergunta é o que estamos ensinando às crianças e aos jovens para que tamanha maldade possa ocorrer. As chacinas que atormentam as pessoas começam às vezes pelas pauladas contra filhotes de quero-queros.