Edição do dia 19/06/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Copa CFC Celso tem rodada em Alto Linha Santa Cruz, no domingo
ESPORTES - Líder João Alves encara o Rio Pardinho na primeira partida da tarde
Mundial Unisc de futsal feminino ocorre neste final de semana
ESPORTES
Copa Cidade: Esmeralda vence o Unidos da Villa
ESPORTES - Jogo aconteceu no estádio da Timbaúva, no Arroio Grande
Portaria amplia setores com trabalho permanente no domingo e feriado
GERAL - A portaria está publicada no Diário Oficial desta quarta-feira
Brasil empata com a Venezuela pela Copa América: 0 a 0
ESPORTES - Líder do Grupo A, Canarinho volta a campo sábado (22), contra o Peru
'Joga Pouco, Ajuda Muito' acontece nesta quinta
ESPORTES
Segundona Gaúcha: Presidente do Galo lamenta desclassificação
ESPORTES
Série D do Brasileiro: Avenida segue forte
ESPORTES - Direção espera estádio lotado para decidir vaga no segundo jogo, em casa, contra o Caxias
Computação Desplugada é realidade em escolas públicas de Santa Cruz do Sul
EDUCAÇÃO - Material didático do projeto Computação na Educação foi lançado na tarde desta terça-feira, 18, na Unisc
Ensino das escolas é discutido em todo o país
EDUCAÇÃO
Thiago Porto: enaltecendo a cultura santa-cruzense
VARIEDADES - Com mais de um milhão de visualizações no YouTube músico se prepara para mais um lançamento
Restaurante Mafalda: há 18 anos servindo gastronomia de qualidade
GERAL - O estabelecimento conta com buffet tradicional e buffet para viandas
Oficina de Apoio às Famílias será na próxima terça-feira
GERAL - O Riovale Jornal entrevistou a advogada Dra. Andjanete L. Mess Hashimoto, que explica o procedimento das atividades
Câmara aprova projeto de segurança
GERAL
Mercur chega aos 95 anos com livro publicado
EMPRESARIAL - Curso para inspirar um mundo mais colaborativo também foi disponibilizado
Corpus Christi: Fé e arte para celebrar a data
RELIGIÃO - Celebração inicia às 9 horas com missa na Catedral São João Batista e após procissão segue pelas principais ruas
Quem é contra a reforma da Previdência Social não é contra o Brasil
OPINIÃO
Um novo INSS
OPINIÃO

Ficou escancarado

Um Passo a Mais - João Pedro Schmidt - 20/10/2017

Fico me perguntando como se sente agora o eleitor que votou em Aecio Neves na última eleição presidencial. Depois de ajudar a “incendiar” a política nacional – não reconhecendo a vitória da Presidenta Dilma Rousseff, ajudando a atiçar o eleitorado conservador contra o governo, agindo em sintonia com Eduardo Cunha, hoje preso – o ex-presidenciável Aecio tornou-se alvo de desconfiança geral ao serem revelados vídeos comprobatórios de recebimento de propinas da JBS, com entrega de malas de R$ 2 milhões a seu primo Fred Pacheco. 
Depois de meses de inação, o STF resolveu agir, afastando-o das funções de senador e determinando restrição domiciliar à noite. Estranha decisão, que não tem amparo na Constituição. O imbróglio resultou em nova decisão do STF, de repassar deixar ao Senado a palavra final. Como se esperava, o Senado livrou Aecio, mantendo-o na função de senador. Esta decisão em nada muda o que os cidadãos pensam a seu respeito. Continua visto como um delinquente, acobertado pelos pares. Como estará se sentindo o eleitor de Aecio agora?
O mais importante do episódio é que ficou bem evidente que tucano não vai preso nem quando é pego com provas provadas. A “justiça” é para os outros, para o PT, a esquerda, mesmo que contra esses outros não haja provas, só convicções. A parcialidade está escancarada. Não tem como não ver. Como estará se sentindo o eleitor de Aecio diante dessa parcialidade escancarada?
O jogo está tão claro que até mesmo o ingênuo que já torceu por Aecio, Temer e companhia não tem como não perceber que torceu pelo time errado. Vamos fazer uma leitura otimista desse quadro: continuando no poder, Temer, Aecio e companhia escancararam de tal forma o pior da política nacional que muitos dos ingênuos que falavam horrores do PT e da esquerda podem rever seus conceitos. Podem se dar conta que foram iludidos, manipulados, enganados.
 Ninguém gosta de se sentir enganado. Quando a pessoa se dá conta, torna-se hostil, muda de lado. No presente caso, pode-se gerar um “efeito manada”, uma debandada para o lado oposto, atropelando nas eleições de 2018 os Dorias, Hucks, Bolsonaros, Globos, com STF e tudo. Essa leitura é otimista, obviamente. Sei que a mídia e os estrategistas da direita vão agir para evitar isso. Mas, é uma possibilidade, que anima os democratas e lutadores sociais a continuar na batalha.