Edição do dia 18/02/2020

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

RGE na Praça estará em Santa Cruz nesta terça-feira
GERAL
Lixo eletrônico será recolhido nos bairros
GERAL
Avenida já projeta amistoso contra o Passo Fundo
ESPORTES - Treinador quer diminuir os erros visando a estreia em março
Terreiro realiza festa de Yemanjá
RELIGIÃO
Mantenedora do CVV em Santa Cruz necessita de doações
SAÚDE
Quantas famílias são beneficiadas com aluguel social?
GERAL
Projeto também chega ao CRAS Beatriz
GERAL
Inscrições abertas para a oficina de costura
GERAL
Campanha incentiva doação de órgãos
SAÚDE
HSC abre edital para 2ª chamada da residência médica
SAÚDE
Corte a gordura, não corte os músculos
OPINIÃO
O Imposto do pecado (parte 2)
OPINIÃO
A vida é irônica
EDITORIAL
Amigos do Cinema retorna nesta terça-feira
VARIEDADES
Bailinho da Borges reúne 12 mil foliões
GERAL - Realizado no último sábado, 15, grande público marcou presença com fantasias e adereços carnavalescos
Concurso da prefeitura movimenta Santa Cruz
GERAL - Certame gerou grande fluxo de pessoas e focos de congestionamentos na cidade
NPOR incorpora novos alunos
GERAL - Cerimônia foi realizada na manhã de ontem no Pátio Duque de Caxias
Sinprom projeta ano letivo da categoria
EDUCAÇÃO

Regional é qualidade e disputa o tempo todo

Focando no Esporte - Júlio Mello - 31/10/2017

Crédito: Julio Mello

A foto que fiz no final de semana, no confronto entre Senai x América, define bem o que é jogar um Regional de futebol. Todos os jogadores ficam ligados o tempo todo em busca da posse de bola. Nesta foto, tem 10 jogadores atrás da bola. Regional de futebol, definitivamente o melhor campeonato do Vale do Rio Pardo.

Mais uma grande vitória

O Cigha União Corinthians do meu amigo Athos Calderaro obteve mais uma vitória no Estadual de Basquete. Venceu a Sogipa fora de casa no último sábado. No final de semana que vem, tem mais um jogo, e fora de casa de novo.

Com calma

Sabemos que é apenas um começo de trabalho. Portanto, muita calma com os nossos jovens. O problema é que sempre temos na mente o grande time que tivemos no passado e aí queremos que volte tudo num piscar de olhos. O que certamente não será assim tão fácil. Estive conversando dias atrás com uma pessoa que viveu e esteve bem perto dos grandes dias de glória do nosso basquete. Me disse na oportunidade, que é necessário ter paciência com este início de trabalho. Obviamente que o bom senso manda concordar com a sua opinião. Mas, o problema são os sabidões que exigem um retorno imediato. Ou seja, fez time de basquete e logo tem que ser campeão. Não é assim que funcionam as coisas. Tem um tempo para tudo. Vamos pensar a volta do basquete com calma e muita paciência. Não estou fazendo aqui uma defesa prévia, e sim tendo a cabeça no lugar para que os jovens não sejam atropelados por alguns apressadinhos. Este ano é o primeiro passo. Claro que, se der certo e vier alguma coisa boa logo de cara, vamos sorrir igual. Todavia, muita paciência com este novo projeto de resgate ao nosso glorioso basquete.

Futsal Série Prata

No último sábado, tivemos a segunda rodada das semifinais da Série Prata de Futsal. A sensacional equipe de Uruguaiana é uma das equipes que está na final. Derrotou em casa a fortíssima equipe do Fortaleza dos Valos, time que tirou a Assaf da competição. Muita festa na comunidade local e, inclusive, com direito a carro de bombeiros. Os caras subiram da Prata para a Série Ouro. Lá não teve problemas para os bombeiros emprestarem o caminhão para o desfile.

Na outra semifinal, não terminou

Passo Fundo e Parobé entraram em quadra também no último sábado para decidir a outra vaga para a final da Série Prata. Contudo, a partida não terminou por falta de segurança. O Parobé perdeu a primeira partida em casa e precisa vencer no tempo normal em Passo Fundo. No segundo tempo, marcou com o ala Saraiva e depois só deu Passo Fundo em busca do empate. Mas uma confusão envolvendo a comissão técnica do Parobé e seguranças locais fez com que o jogo ficasse paralisado. O delegado chamou a Brigada Militar, que não possuía um número exigido pelo regulamento, e a arbitragem resolveu cancelar a partida por falta de segurança. Assim sendo, o jogo deverá recomeçar de onde parou, se assim a justiça desportiva entender.

Parabéns a nossa Brigada Militar

Vou ser bem sincero e não tenho por que fazer elogios deliberados para a nossa corporação local. Contudo, tenho andado por todos os municípios deste estado, seja no futsal ou campo, e tenho visto que Santa Cruz é um local privilegiado. É altamente profissional o trabalho da Brigada Militar. Este ano, por exemplo, estive em dez cidades diferentes com o futsal da Assaf e, em nenhuma, eu vi a Brigada Militar nos ginásios. Apenas seguranças contratados e um delegado da FGFS tentando passar bem-estar para os visitantes. Aqui em Santa Cruz, seja nos jogos da Assaf, Avenida ou Santa Cruz, a Brigada é presença constante. Como militante do esporte, parabenizo o trabalho da nossa Brigada por tudo o que eles fazem em prol do nosso esporte. Em Passo Fundo, o jogo parou porque os seguranças contratados foram irresponsáveis. Será necessário para o ano que vem, que a FGFS reveja esta possibilidade de contratação de seguranças, que em alguns casos não possuem qualificação para tal trabalho.

Retomar os treinos

O Projeto Pés no Chão deu certo, e os jovens não querem parar. Fiquei sabendo que alguns foram pedir ao técnico Cléber Pereira a continuação dos treinos no Ginásio Poliesportivo. Sem dúvida de que o foco destes jovens é muito grande em buscar algo melhor para cada um. Parabéns.