Edição do dia 13/09/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Solidariedade declara apoio a Telmo
POLÍTICA
Saiba como ter desconto especial no IPTU do ano que vem
GERAL
A Hipnose pode auxiliar no autodesenvolvimento de forma eficaz
EMPRESARIAL - Especialista desmistificou tema e apontou benefícios da técnica no Café Empresarial
Reforma Tributária é tema da apresentação de Rigotto em Santa Cruz
GERAL
Dada a largada para a Semana Farroupilha
GERAL - Abertura aconteceu no Parque de Eventos na manhã desta sexta-feira
Fórum atrai dois secretários de Estado a Santa Cruz do Sul
GERAL - Representantes de todas as 28 regiões estiveram na Unisc nessa quinta-feira
Lino e Laila serão tema do Novo Cemai
GERAL
Aulas de autoescola com ou sem simulador de direção?
GERAL
Sessão especial para o ensino médio
VARIEDADES
Estudante de Santa Cruz conquista certificado de excelência internacional
EDUCAÇÃO
RGE instala aquecedores solares nas residências de 150 famílias
GERAL
Embarques devem superar os US$ 2 bilhões
GERAL
Depressão deve ser tratada no início, afirma especialista
ESPECIAIS - Mulheres sofrem de depressão duas vezes mais do que os homens
Tributo a Herb Alpert é hoje
VARIEDADES - Teatro do Mauá recebe apresentação às 20h
Sociedade Ginástica: Jantar Baile marca comemoração dos 126 anos
EMPRESARIAL
Farmácia Municipal reabre na segunda no novo prédio
SAÚDE
Grupo Tholl traz Casinha de Chocolate
VARIEDADES
18,2 mil exemplares foram vendidos
VARIEDADES - Além do sucesso em vendas, o público também compareceu e lotou a Praça Getúlio Vargas

Enxugando Gelo

Olhar Parcial - Edison Rabuske - 03/11/2017

A realidade nacional e mundial tem dado indícios claros de que a guerra contra as drogas ilícitas está quase perdida, onde o alarmante uso de drogas em quase todos os extratos da sociedade tornou algo rotineiro e quase que tolerado pela sociedade. Notícias diárias dão conta de apreensões enormes de drogas em todo o país, mas tal atividade policial é classificada pelas autoridades de estarem “enxugando gelo.”

O questionamento que devemos fazer é: Quais as motivações que levam hordas de jovens e adultos consumirem algo que comprovadamente é autodestrutivo?  Certamente que não há uma explicação para tal fenômeno, mas tenho para mim que há alguns elementos do nosso tempo que contribuem para tal condição, os quais pretendo abordar de forma sucinta no presente texto.
 

O primeiro elemento que considero muito significativo é a solidão dos tempos atuais. Nunca tivemos tantos conhecidos e tão poucos amigos. Não encontramos no outro uma fonte de inspiração. Ao contrário, o problema sempre é o outro, ou melhor, o inferno, como dizia Sartre. Não sei se no passado já tivemos mais amigos, mas certamente tivemos a necessidade antropológica de viver em grupo e se proteger sob pena de sermos dizimados pela natureza ou por outras tribos. Assim, considero que um elemento a ser abordado nos lares, nas escolas e nas instituições em geral é a reaproximação dos indivíduos na compreensão holística, de que uma sociedade melhor somente é possível quando enxergarmos no outro um pouco de nós mesmos.
 

O segundo, e talvez o mais importante, é ter amor próprio, pois não possível acolher o outro se temos dificuldades em aceitar-se com nossas virtudes e defeitos. A ausência deste autocuidado nos leva a atitudes suicidas, onde a droga entra e faz o papel altamente destruidor e que atinge todos do entorno.  Assim é necessário estar alerta para os sinais da autodestruição, em especial saber que a companhia droga é breve e muito desleal.  
 

Desta forma, para vencer o flagelo que atinge a sociedade, além de combater o tráfico, é necessário dar atenção aos consumidores que movimentam o mercado muito lucrativo da droga, quais são as motivações que levam multidões ao consumo frenético de algo sabidamente destrutivo, pois não podemos continuar fabricando gelo e depois de forma inútil tentar secar.