Edição do dia 21/06/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Série Ouro de Futsal: Assaf perde primeira como mandante
ESPORTES - Tricolor jogou em Vale Verde e foi derrotado por 5x3
Copa Cidade Miller define os playoffs
ESPORTES - Competição encerrou a fase classificatória
Aliança goleia São José e cresce na Copa CFC Celso
ESPORTES - Mobilização é pela realização da primeira etapa da Olimpíada Rural, no próximo domingo
Troca de mensagens: Sergio Moro adia ida à Câmara
POLÍTICA - Ministro viajou para os Estados Unidos no último fim de semana e não comparecerá à audiência pública
Seleção feminina cai na prorrogação diante da França
ESPORTES - Brasil foi eliminado nas oitavas de final da Copa do Mundo
Avenida perde nos pênaltis e está fora da Série D
ESPORTES - Caxias classificou-se dentro dos Eucaliptos com vitória nas penalidades por 6 a 5
Brasil goleia Peru e jogará quartas de final na Arena do Grêmio
ESPORTES - Time brasileiro ficou com o primeiro lugar do Grupo A da Copa América
Copa Cidade tem três jogos no final de semana
ESPORTES - Rodada conta com os últimos confrontos da fase classificatória
Patinação: Copa XLise e Festival 25 anos movimentam Poliesportivo
ESPORTES - Evento ocorre neste sábado e movimenta patinadores de todo o Estado
Mais de 10 mil peças para aquecer os cabraisenses
GERAL - Distribuição das roupas arrecadadas ocorreu nesta terça-feira (18) para centenas de famílias moradoras de Novo Cabrais
Lixo eletrônico será recolhido na terça
GERAL - Mutirão da prefeitura vai passar por todas as localidades para coletar os materiais e dar o destino correto aos mesmos
Ipiranga leva a livre e Associação conquista o veterano
ESPORTES - Novo Cabrais conheceu os campeões do municipal de futebol sete, na última sexta-feira, no Centro Desportivo Municipal
Bela Vista e Flamengo jogam nesta sexta
ESPORTES
Copa Feminina: Brasil pega a França
ESPORTES
Série Ouro: Assaf faz parceria e vai jogar em Vale Verde
ESPORTES
Copa América: Diante do Peru, tentativa de reação
ESPORTES - Seleção Brasileira passa por fase de incertezas. Em 1989, time superou dificuldades
São Martinho é campeão em Monte Alverne
ESPORTES
Série D do Brasileiro: Avenida precisa de vitória simples
ESPORTES - Torcida deverá lotar o Estádio dos Eucaliptos, domingo, às 16h, contra o Caxias, valendo classificação

A vida como ela é

Olhar Parcial - Edison Rabuske - 09/02/2018

 

Os acontecimentos da cena política e jurídica dos últimos tempos me lembrou do famoso cronista Nelson Rodrigues, que na década de 50 fez sucesso ao trazer a luz crônicas que abalavam a moral e bons costumes que há época eram evocados pelas “pessoas bem” deste País.
Nunca como antes em nosso País a sociedade teve acesso ao volume de negociatas, acordos fraudulentos entre corruptores e corrompidos, como tem ocorrido nos últimos três anos. No triênio em que já dura a operação lava jato, é estarrecedor o volume das cifras e de envolvidos que tal processo já revelou aos cidadãos deste País.
Nas conversas do dia a dia, é muito comum ouvir um certo desalento das pessoas com toda a fratura exposta da fauna política nacional, pois ao que parece, as pessoas eram mais felizes quando não sabiam de nada ou quase nada, sendo que na pior hipótese somente suspeitavam da corrupção que cerca nossa Pátria desde seu nascedouro.
Em certa oportunidade já disse neste espaço de que a análise em praça pública que o País vem fazendo, poderia criar problemas internacionais, e inclusive na época citei os exemplos do Volkswagen da Alemanha que teve problemas com os catalizadores e o escândalo da WikiLeaks dos Americanos.  Ainda continuo com a tal forma de percepção e parece que aquilo que disse a menos de um anos atrás se confirma, pois o mundo está atribuindo ao Brasil o título de mais corrupto do planeta.
E nesta verga, como se diz no interior, considero que o outro lado da moeda também deve ser visto, pois enxergar a vida como é nos faz mais centrados no mundo real, afastados das ficções e em especial da fantasia de que a democracia poderá resolver todos os nossos problemas. O regime democrático também tem limites, o que aliás o filósofo Norberto Bobbio já alertava na década de 80, quando escreveu sobre os efeitos colaterais da democracia italiana. 
Mas não há como negar que nunca a sociedade teve possibilidade de saber tanto sobre suas instituições democráticas, e questioná-las e ou discuti-las, e neste caso me parece também ser inaugural o debate sobre o Supremo Tribunal Federal e seus membros, o que nunca havia ocorrido. 
Como vemos, a devassa atinge a todos, e os resultados disto tudo cada vez mais imprevisíveis, o que gera um justificado motivo da insegurança que atinge a todos, pois a sensação deste desnudamento institucional faz com que caiam verdades que talvez nunca existiram.