Edição do dia 17/01/2020

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Atividades na rede municipal são oferecidas no período das férias
GERAL
Distribuição de fraldas em novo endereço
GERAL
Salário mínimo sobe para R$ 1.045
ECONOMIA - Reajuste decorre da inflação mais alta em 2019
Doces que empoderam mulheres e combatem o trabalho infantil
VARIEDADES
Banco de Móveis já contabiliza mais de duas mil doações
GERAL
Pedido de aposentadoria
GERAL - Passados seis meses de espera, segurado pode exigir agilidade na Justiça
Portas Abertas já realizou 11.064 atendimentos
SAÚDE
Saiba como retirar medicamentos na farmácia de Monte Alverne
SAÚDE
Iniciam as obras do posto de saúde sustentável
SAÚDE - Primeira unidade do Brasil começou a tomar forma na última terça-feira
Tarifa adicional de cheque especial não será cobrada
ECONOMIA
Saúde estuda redistribuição de incentivos estaduais para hospitais
SAÚDE
IPE Saúde amplia pagamentos assistenciais para 2020
SAÚDE
Vacina pentavalente já está disponível em Santa Cruz
SAÚDE
Porto Verão Alegre 2020 passa em Santa Cruz do Sul
VARIEDADES
The Wailers volta ao Rio Grande do Sul
VARIEDADES - Após quatro anos desde o último espetáculo, banda jamaicana retorna tocando os maiores sucessos
Veja onde será a próxima feira de adoção
GERAL
Principais solicitações pelo WhatsApp da Prefeitura
GERAL
Prefeitura nos Bairros
GERAL

Vida é para se Viver

Valério Garcia - 23/02/2018

 

Fomos educados somente para a vida, embora saibamos que a única coisa realmente certa para nós, é a morte. Como prepararmo-nos para isso? Será que existe entendimento e aceitação para a morte? A palavra “morte” já nos causa espanto e apreensão. Mas um dia ela chegará; de diferentes formas; em dias não pensados ou calculados.
As religiões têm suas explicações para este fenômeno, sejam elas quais forem. O tamanho de nossa fé e a credulidade que ela nos passa é que fará a diferença em nossa crença. O intrigante é o mistério já que, cientificamente, não se tem provas concretas sobre o que acontece após a morte; se é que acontece algo..
Acredito que teremos outras missões, em outros planos, outras oportunidades para acertos, outras oportunidades para melhorar em favor do bem e de outros semelhantes que habitaram o plano físico, assim como nós. Seria mais uma oportunidade para reparar algum mal que tenhamos feito. Aqui não somos perfeitos e com nossos erros devemos aprender cada vez mais, repassando aos nossos pequenos o conhecimento adquirido, para que eles não venham cometer esses mesmos erros num futuro próximo. Mas isto é apenas minha opinião pessoal. 
Mas antes da morte vem a Vida! E o que estamos fazendo para bem vivê-la? Tenho me perguntado isso todos os dias. Principalmente quando vejo o que ocorre em nosso mundo. Por incrível que pareça, tem gente que se aproveita dos infortúnios alheios para tirar proveito. Parece mentira, mas é verdade. A desgraça de muitos pode ser especulada para vantagens de alguns. A que ponto chegou o ser humano para minimizar a vida? Muitas pessoas só pensam em prejudicar seu semelhante para, com isso, ter um benefício próprio. Não medem esforços e não têm escrúpulos para conseguirem o que desejam, seja por bem ou por mal. O problema é que o egoísmo está sempre de mãos dadas com a falsidade e a maldade. Para algum tipo de gente o que interessa mais é a derrota de outros, do que a sua própria vitória. Quantos fatos marcantes já se passaram na vida de muita gente e que não serviu para melhorar, em nada, seus comportamentos. Nos conflitos pessoais, as pessoas deviam colocar-se no lugar do outro antes de tomarem qualquer tipo de decisão, antes de executarem qualquer tipo de atitude. A maior pobreza do ser humano, é a pobreza de espírito!
“É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã... é preciso saber viver...” são refrãos de algumas músicas que merecem uma análise mais profunda. Devemos procurar o caminho do bem todo segundo, todo minuto, melhorar sempre que possível pois nunca sabemos quanto tempo ainda nos resta por aqui. O amanhã não nos pertence, o ontem não nos pertence mais, mas o hoje, ah.. este sim é nosso, por isso ele é chamado de presente. Vamos valorizá-lo da melhor maneira possível, com as pessoas que estão ao nosso redor e nos querem bem. A vida é muito boa; a gente que muitas vezes, teima em maltratá-la.
Bom final de semana.