Edição do dia 15/11/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

CTG Lanceiros evidencia os direitos da Mulher
VARIEDADES
Inicia mais um Enart
GERAL - A 34ª edição do evento reúne em Santa Cruz do Sul os apaixonados pela cultura gaúcha
ACI: Gabriel Borba é aclamado presidente
GERAL - Ele estará à frente da entidade junto com o vice, César Cechinato, para o biênio 2020-2021
Copa Lisaruth 20 anos tem segunda rodada
ESPORTES
Cestinha Sesi/Unisc disputa o 2º turno das semifinais
ESPORTES
O Avenida ainda não confirmou a sua participação na Divisão de Acesso
ESPORTES
Dia de confirmar classificação
ESPORTES
Regional 2019: Fim de semana tem clássico em Vale do Sol
ESPORTES
Solled Energia ganha o principal prêmio brasileiro do setor
EMPRESARIAL
Secult abre novo prazo para cadastro de entes culturais
VARIEDADES
Marista São Luís é destaque e traz prêmios a Santa Cruz Do Sul
ESPORTES - Somente no Maristão, realizado em Porto Alegre, Colégio conquistou sete premiações
Excelsior: Casa do Cliente foi inaugurada
EMPRESARIAL
Por mês, operação do Rapidinho gera 94 mil advertências
GERAL - Valores ficam pendentes no sistema e precisam ser regularizados pelos usuários
Disputa das finais inicia neste sábado
ESPORTES - Campeões serão conhecidos após jogos de ida e volta nas categorias veterano, feminino e livre
Saúde recebe R$ 150 mil da Câmara
SAÚDE
Mostra do Cerest tem trabalho desenvolvido em Novo Cabrais
GERAL
Palestra debate o Direito sucessório do cônjuge e da união estável
GERAL
Persuasão interna é o caminho para a alta performance
GERAL

Os varões do Tabajara

Os Varões Assinalados - Tabajara Ruas

A Leitura que Habito - Luana Ciecelski - 03/04/2018

Olá pessoal, tudo bom? Hoje vim aqui pra falar de um livro que eu sentia vontade de ler há muito tempo, vontade que só aumentou depois da última Feira do Livro de Santa Cruz – em setembro do ano passado – quando tive contato com o autor, Tabajara Ruas. Trata-se dos Varões Assinalados. Os motivos para a minha vontade, eram três. O primeiro, a força de Tabajara porque sempre soube que ele era um grande escritor. Segundo, o fato de o livro nos contar a história da Revolução Farroupilha, episódio histórico que eu adoro. E terceiro, pelo fato de que uma das minhas escritoras favoritas – a Letícia Wierzchowski – teve sua inspiração para escrever A Casa das Sete Mulheres a partir dessa história, como ela mesma contou quando esteve aqui em Santa Cruz na Feira do Livro, junto com o Tabajara. 

Os varões do TabajaraOs varões do Tabajara Crédito: Luana Ciecelski

Dito isso, vamos à história. Como já disse ali em cima, esse livro nos conta sobre A Revolução Farroupilha. São 543 páginas onde estão inseridos os principais acontecimentos dos 10 anos de guerra, sob o ponto de vista dos principais comandantes da revolução, como Bento Gonçalves, Netto, Onofre Pires, Canabarro, entre outros. E preciso dizer: eu tinha muitas expectativas em relação ao livro, e todas foram alcançadas e superadas. Foi uma leitura incrível e desde já eu indico ela para todos. 

E não são só os fatos históricos que me interessaram, mas a forma como eles são contados é muito interessante. Os pontos de vista diferentes, que incluem as conversas e pensamentos dos imperialistas ajudam a compreender a guerra – mesmo que Tabajara tenha se utilizado de um pouco de ficção para preencher lacunas e contar detalhes. Também ouvimos falar muito de Rio Pardo, cidade vizinha à nossa, à qual Santa Cruz pertenceu, inclusive. A Batalha do Barro Vermelho que aconteceu ali em 1838 é contada em detalhes. Ao terminar de ler o livro, eu me sinto um pouco mais conhecedora desse meu Rio Grande e da história da nossa região. 

E por fim, outro ponto que eu adorei foi o alívio cômico de alguns momentos. Quem leu A Casa das Sete Mulheres – como eu - se acostumou a ver a história do ponto de vista feminino, a partir dos relatos de Manuela em seu diário, dos diálogos das mulheres da família de Bento Gonçalves durante suas esperas. E nesse livro, ao contrário daquele, eles são homens. Homens meio brutos, grosseiros. Alguns praticamente iletrados. Todos acampados durante anos, sob sol e sob chuva. E é engraçada essa grossura deles em alguns pontos. 

Dito isso, reitero aqui a indicação da leitura desse livro e desse escritor gaúcho que é bom demais.

SOBRE O LIVRO

Título: Os varões assinalados
Autor: Tabajara Ruas
Editora: Mercado Aberto
Lançamento: 1985
Páginas: 543