Edição do dia 13/09/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Expoagro Afubra 20 anos define tema
GERAL
Solidariedade declara apoio a Telmo
POLÍTICA
Saiba como ter desconto especial no IPTU do ano que vem
GERAL
A Hipnose pode auxiliar no autodesenvolvimento de forma eficaz
EMPRESARIAL - Especialista desmistificou tema e apontou benefícios da técnica no Café Empresarial
Reforma Tributária é tema da apresentação de Rigotto em Santa Cruz
GERAL
Dada a largada para a Semana Farroupilha
GERAL - Abertura aconteceu no Parque de Eventos na manhã desta sexta-feira
Fórum atrai dois secretários de Estado a Santa Cruz do Sul
GERAL - Representantes de todas as 28 regiões estiveram na Unisc nessa quinta-feira
Lino e Laila serão tema do Novo Cemai
GERAL
Aulas de autoescola com ou sem simulador de direção?
GERAL
Sessão especial para o ensino médio
VARIEDADES
Estudante de Santa Cruz conquista certificado de excelência internacional
EDUCAÇÃO
RGE instala aquecedores solares nas residências de 150 famílias
GERAL
Embarques devem superar os US$ 2 bilhões
GERAL
Depressão deve ser tratada no início, afirma especialista
ESPECIAIS - Mulheres sofrem de depressão duas vezes mais do que os homens
Tributo a Herb Alpert é hoje
VARIEDADES - Teatro do Mauá recebe apresentação às 20h
Sociedade Ginástica: Jantar Baile marca comemoração dos 126 anos
EMPRESARIAL
Farmácia Municipal reabre na segunda no novo prédio
SAÚDE
Grupo Tholl traz Casinha de Chocolate
VARIEDADES

O que sustenta a humanidade

Osvino Toillier - 16/03/2018

Conta-se que um notável filantropo americano foi visitar a Índia, ficou impressionado com a pobreza e miséria de tanta gente e disse para Madre Teresa: “Eu não faria esse trabalho por dinheiro algum”! Ao que ela teria respondido: “Eu também”! Imbuída de elevada religiosidade, ela manifesta sua crença mais profunda: “mãos que ajudam são mais sagradas do que lábios que rezam”.
Na proximidade da semana santa, minhas reflexões se voltam para a missão do ser humano na face da terra. O que se espera de cada um, especialmente num tempo em que nos voltamos para o materialismo, o lazer, as conquistas pessoais, os resultados de tudo que se faz, o poder, enfim, o egoísmo, e tão pouco temos um olhar sobre a condição de vida de todos os seres humanos.
Penso com carinho no universo de voluntários que se dedicam a aliviar a dor e o sofrimento de tanta gente, e que merecem nosso apreço e admiração. Gibran Khalil Gibran, humanista e escritor libanês, nos deixou este legado: “O trabalho voluntário é para mim uma prece silenciosa. Deveis encontrar uma causa generosa à qual sacrificareis tempo e dinheiro, porque é assim que conhecereis a alegria de dar. Mais do que vossas posses, é quando derdes de vós próprios é que realmente dais”.
São palavras alentadoras que nos estimulam para que nos libertemos do egoísmo e olhemos para o universo maior da humanidade, carente de pessoas que se doem para o próximo e se disponham a arregaçar as mangas para aliviar a dor de enfermos, a solidão de idosos e o risco de crianças cujo abandono abre espaço para risco e fragilidade social.
O espaço a ser preenchido pelo trabalho voluntário é imensurável, e desafia todas as pessoas de boa vontade para saírem do seu conforto e se disponham para um olhar amoroso para tantas vidas dolorosamente encolhidas e sem vontade de viver, porque mergulhadas na depressão ou ausência de sentido de vida.