Edição do dia 15/11/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

CTG Lanceiros evidencia os direitos da Mulher
VARIEDADES
Inicia mais um Enart
GERAL - A 34ª edição do evento reúne em Santa Cruz do Sul os apaixonados pela cultura gaúcha
ACI: Gabriel Borba é aclamado presidente
GERAL - Ele estará à frente da entidade junto com o vice, César Cechinato, para o biênio 2020-2021
Copa Lisaruth 20 anos tem segunda rodada
ESPORTES
Cestinha Sesi/Unisc disputa o 2º turno das semifinais
ESPORTES
O Avenida ainda não confirmou a sua participação na Divisão de Acesso
ESPORTES
Dia de confirmar classificação
ESPORTES
Regional 2019: Fim de semana tem clássico em Vale do Sol
ESPORTES
Solled Energia ganha o principal prêmio brasileiro do setor
EMPRESARIAL
Secult abre novo prazo para cadastro de entes culturais
VARIEDADES
Marista São Luís é destaque e traz prêmios a Santa Cruz Do Sul
ESPORTES - Somente no Maristão, realizado em Porto Alegre, Colégio conquistou sete premiações
Excelsior: Casa do Cliente foi inaugurada
EMPRESARIAL
Por mês, operação do Rapidinho gera 94 mil advertências
GERAL - Valores ficam pendentes no sistema e precisam ser regularizados pelos usuários
Disputa das finais inicia neste sábado
ESPORTES - Campeões serão conhecidos após jogos de ida e volta nas categorias veterano, feminino e livre
Saúde recebe R$ 150 mil da Câmara
SAÚDE
Mostra do Cerest tem trabalho desenvolvido em Novo Cabrais
GERAL
Palestra debate o Direito sucessório do cônjuge e da união estável
GERAL
Persuasão interna é o caminho para a alta performance
GERAL

O que sustenta a humanidade

Osvino Toillier - 16/03/2018

Conta-se que um notável filantropo americano foi visitar a Índia, ficou impressionado com a pobreza e miséria de tanta gente e disse para Madre Teresa: “Eu não faria esse trabalho por dinheiro algum”! Ao que ela teria respondido: “Eu também”! Imbuída de elevada religiosidade, ela manifesta sua crença mais profunda: “mãos que ajudam são mais sagradas do que lábios que rezam”.
Na proximidade da semana santa, minhas reflexões se voltam para a missão do ser humano na face da terra. O que se espera de cada um, especialmente num tempo em que nos voltamos para o materialismo, o lazer, as conquistas pessoais, os resultados de tudo que se faz, o poder, enfim, o egoísmo, e tão pouco temos um olhar sobre a condição de vida de todos os seres humanos.
Penso com carinho no universo de voluntários que se dedicam a aliviar a dor e o sofrimento de tanta gente, e que merecem nosso apreço e admiração. Gibran Khalil Gibran, humanista e escritor libanês, nos deixou este legado: “O trabalho voluntário é para mim uma prece silenciosa. Deveis encontrar uma causa generosa à qual sacrificareis tempo e dinheiro, porque é assim que conhecereis a alegria de dar. Mais do que vossas posses, é quando derdes de vós próprios é que realmente dais”.
São palavras alentadoras que nos estimulam para que nos libertemos do egoísmo e olhemos para o universo maior da humanidade, carente de pessoas que se doem para o próximo e se disponham a arregaçar as mangas para aliviar a dor de enfermos, a solidão de idosos e o risco de crianças cujo abandono abre espaço para risco e fragilidade social.
O espaço a ser preenchido pelo trabalho voluntário é imensurável, e desafia todas as pessoas de boa vontade para saírem do seu conforto e se disponham para um olhar amoroso para tantas vidas dolorosamente encolhidas e sem vontade de viver, porque mergulhadas na depressão ou ausência de sentido de vida.