Edição do dia 19/11/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Projeto Carinhoso: atração cultural beneficiará a terceira idade
GERAL - Artistas locais levarão arte para casas geriátricas a partir do mês que vem
Samu: Regulação compartilhada deve entrar em operação até o fim do ano
SAÚDE
Campanhas estimulam a Solidariedade
GERAL
Escritora santa-cruzense lança o livro Melodia Perversa
VARIEDADES
Lifasc: Soberania dos visitantes domina
ESPORTES
Municipal Feminino: Muitos gols marcam a rodada
ESPORTES
Santa Cruz luta, mas perde nos pênaltis para o Soledade
ESPORTES
Regional 2019:Trombudo sai na frente nas semifinais
ESPORTES - Nos Aspirantes deu o Formosa contra o Unidos
Amigos do Cinema exibe Tarkovski
VARIEDADES
Associação Pró-Cultura: Vernissage abre última mostra
VARIEDADES
NOVEMBRO ROXO: Exposição dá início às atividades
SAÚDE - Hospital Santa Cruz preparou também palestra e oficina sobre o mês da Prematuridade
Cisvale debate temas expressivos para a região
GERAL
Portal Lunetas e Mercur promovem bate-papo sobre Infâncias
GERAL
Confraria Nativista: Nova diretoria será empossada
GERAL
Comissão Especial da OAB promove eventos para abordar a Reforma da Previdência
GERAL
Vacinação contra o Sarampo: Nova fase começou nesta segunda
SAÚDE
Santa Cruz tem oito escolas paralisadas
EDUCAÇÃO - Em outros sete educandários o atendimento é parcial e em quatro as atividades seguem normalmente
Noite de comemorar o fim do 34º Enart
VARIEDADES - CTG porto-alegrense e Candeeiro de Vera Cruz levaram os principais prêmios

Telhados e estrelas

Osvino Toillier - 06/04/2018

“Dizem que na vida quem perde o telhado ganha as estrelas. É assim mesmo. Às vezes, você perde o que não queria, mas conquista o que nunca imaginou. Nem tudo depende de um tempo, mas sim de uma atitude.
O tempo é como um rio, você jamais tocará na mesma água duas vezes. Aproveite cada minuto de sua  vida, não procure pessoas perfeitas, mas sim aquelas que saibam o seu verdadeiro valor. Tenha quatro amores: Deus, a vida, a família e os amigos. Deus porque é o dono da vida, a vida porque é curta, a família porque é única e os amigos porque são raros!”
Recebi este texto, de autor desconhecido, durante a Páscoa cujo conteúdo me tocou profundamente e, particularmente, a metáfora do telhado e estrelas. Às vezes, é bom a gente desligar-se dos fatos e conceber a realidade pela visão da linguagem figurada. Aparentemente é muito trágico perder o telhado, mas a recompensa em ganhar as estrelas é imensurável.
Costumamos encarar a vida por conta da realidade com ela é no momento, as necessidades, os problemas, as dificuldades, enfim, as circunstâncias com suas nuances.
Tudo depende do ponto de vista, que pode ser mais ou menos favorável. A gente nunca sabe o que pode estar atrás de um acontecimento, mesmo que algumas coisas nos frustrem ou tragam desconforto.
Normalmente, esperamos que tudo dê certo, nenhum problema numa viagem, mas os percalços fazem parte. Pode ocorrer pneu furado, com que não estamos mais acostumados, e isto nos incomoda muito, até porque os riscos são infinitamente maiores.
Esperamos que a vida transcorra sem percalços, enfim, sem surpresas. E, se os houver, que sejam bons, nos tragam benefícios. Na realidade, porém, os problemas ocorrem sem dó nem piedade, restando-nos o desafio de encará-los e não fazer dos problemas desculpas para sermos infelizes. Às vezes, quem perde o telhado acaba ganhando as estrelas.