Edição do dia 17/09/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Conselho lança o Polo dos Vales
GERAL
ENTRE QUATRO: Encenação acontece hoje e amanhã
VARIEDADES
RECEITA FEDERAL: Nova sede atenderá a partir de 8 de outubro
GERAL - Além da Delegacia da Receita Federal, a Procuradoria Geral da Fazenda também deve ocupar o espaço
Fentifumo inicia pauta de negociação
GERAL - Primeira reunião com a Federação e os Sindicatos ocorre na próxima quinta-feira
Otelio Drebes realiza palestra a professores
EDUCAÇÃO
Semana do Ministério Público começa hoje
GERAL - Promotores do caso Bernardo Boldrini estarão presentes
Reunião sobre Plantas Biotivas inicia hoje
GERAL
Prefeitura lança Alvará Digital
GERAL - A partir de agora, o documento pode ser feito em poucas horas, sem precisar sair de casa
Educar-se e Centro de Línguas promovem imersão bilíngue
EDUCAÇÃO
Sincotec-Varp realiza capacitação nesta quarta
GERAL
Projeto vai apresentar Santa Cruz e a 35ª Oktoberfest
VARIEDADES - Nos dois sábados da Festa da Alegria, ônibus sairão de Porto Alegre, Caxias do Sul e Santa Maria
Presidente dos Festejos Farroupilhas destaca a importância da cultura gaúcha
VARIEDADES
Tchê Bistrô e Arte: enaltecendo a tradição gaúcha
VARIEDADES
A força buscada nos versos
VARIEDADES
Cavalos passarão por inspeção antes do desfile
VARIEDADES - Além da Guia de Transporte Animal (GTA), será exigida apresentação de comprovantes para verificar as condições de saúde do animal
CTG de Paredão entregará 500kg em doações
VARIEDADES
Segurança Pública será reforçada em 36 municípios
POLÍCIA - Municípios da região receberão um total de aproximadamente R$ 2 milhões
Assaf vai encarar a Assoeva nas quartas de final
ESPORTES

Escolas ou Presídios

Valério Garcia - 13/04/2018

Muito se tem falado ou discutido sobre a onda de violência que vem assolando nosso País, de norte a sul. Ao ligar nossa televisão ou ao abrir qualquer página de jornal, nos deparamos com as mais aterrorizantes cenas de violência. E essas cenas envolvem as mais diferentes faixas etárias, profissões, sexos enfim, quase tudo e todos. As causas dessa frenética tempestade são as mais diversas possíveis. A drogatização tem pontuado como uma das maiores causas entre jovens e adultos desta calamidade chamada violência; e ela não é somente urbana, já tem chegado ao meio rural, infelizmente.
As pessoas ficam procurando alternativas para a repreensão e combate efetivo a esse problema, às vezes com mais violência ainda. Violência gera violência, mas dependendo do fato, não tem como ser diferente pois os bandidos não tem nenhum escrúpulo. As mortes se amontoam entre todas as partes e famílias ficam cada vez menores e mais desesperadas. É o preço mais caro que a violência nos impõe.
Como combater esse mal que está destruindo pouco a pouco nossa espécie? Não tenho dúvidas: a Educação é o melhor, senão o único caminho ou remédio a ser administrado. Quando falo em educação não estou falando apenas nas Escolas, mas também na educação vinda direto do berço familiar. Todos já ouvimos a frase de que “a educação deve começar em casa”. Desde pequeno a criança já deve ter seus limites bem delineados e norteados para que cresça num ambiente onde direitos e deveres existem, e devem ser respeitados. Evidenciar a empatia nas relações de convivência. Nossa liberdade não pode ultrapassar o limite da liberdade de outra pessoa. Respeito aos limites e diferenças é outro aspecto que deve ser trabalhado nas relações de convivência.
O uso da força e o cerceamento da liberdade é o último recurso a ser utilizado, e já sabemos que produz efeitos indesejados. Poucas pessoas são recuperadas dentro dos presídios ou assemelhados. É um sistema onde as coisas pioram ao invés de melhorar. Muito melhor que tentar curar uma doença com remédios de eficácia dúbia, é procurar preveni-la. 
O remédio eficaz para evitar-se a construção de presídios, é a construção de Escolas. Parece que muitos governantes pensam o contrário. É por isso que estamos desse jeito. Enquanto a Educação não for prioridade nesse país, estaremos sempre na mão dos mesmos. Bom final de semana.