Edição do dia 15/11/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

CTG Lanceiros evidencia os direitos da Mulher
VARIEDADES
Inicia mais um Enart
GERAL - A 34ª edição do evento reúne em Santa Cruz do Sul os apaixonados pela cultura gaúcha
ACI: Gabriel Borba é aclamado presidente
GERAL - Ele estará à frente da entidade junto com o vice, César Cechinato, para o biênio 2020-2021
Copa Lisaruth 20 anos tem segunda rodada
ESPORTES
Cestinha Sesi/Unisc disputa o 2º turno das semifinais
ESPORTES
O Avenida ainda não confirmou a sua participação na Divisão de Acesso
ESPORTES
Dia de confirmar classificação
ESPORTES
Regional 2019: Fim de semana tem clássico em Vale do Sol
ESPORTES
Solled Energia ganha o principal prêmio brasileiro do setor
EMPRESARIAL
Secult abre novo prazo para cadastro de entes culturais
VARIEDADES
Marista São Luís é destaque e traz prêmios a Santa Cruz Do Sul
ESPORTES - Somente no Maristão, realizado em Porto Alegre, Colégio conquistou sete premiações
Excelsior: Casa do Cliente foi inaugurada
EMPRESARIAL
Por mês, operação do Rapidinho gera 94 mil advertências
GERAL - Valores ficam pendentes no sistema e precisam ser regularizados pelos usuários
Disputa das finais inicia neste sábado
ESPORTES - Campeões serão conhecidos após jogos de ida e volta nas categorias veterano, feminino e livre
Saúde recebe R$ 150 mil da Câmara
SAÚDE
Mostra do Cerest tem trabalho desenvolvido em Novo Cabrais
GERAL
Palestra debate o Direito sucessório do cônjuge e da união estável
GERAL
Persuasão interna é o caminho para a alta performance
GERAL

Os desejos de Stella

Stella Devonne - Angelita Borges

A Leitura que Habito - Luana Ciecelski - 17/04/2018

É sempre mais difícil falarmos dos livros de autores que a gente conhece de pertinho, e por isso, acho que é um grande desafio escrever sobre a literatura local. Por outro lado, é um prazer muito grande poder sugerir leituras de bons textos escritos por pessoas que, mais dia menos dia, você pode encontrar na rua. E tem uma leitura em especial que já faz um tempo quero sugerir aqui. Se eu não estiver enganada, esse foi um dos primeiros contatos que eu tive com a literatura da cidade. É o Stella Devonne, escrito pela Angelita Borges. 

O mérito desse livro não está apenas em seu enredo - que é muito interessante, diga-se de passagem - mas também na autora, que tinha apenas 20 anos quando ele foi lançado. Juntando essas duas coisas, temos algo incrível, não?! Uma boa história escrita por uma pessoa jovem. É inspirador. E o mais bacana de tudo é que ele é um livro para todos. Qualquer pessoa pode se interessar por essa história. Pela história de Stella Devonne, a personagem principal. 

Crédito: Divulgação

Acredito nisso porque depois de uma segunda leitura - feita recentemente - eu me dei conta de que há muito por trás da leitura propriamente dita. Há uma história, de uma jovem como a própria autora, que vive em Paris, na década de 1950 e que para sobreviver se prostitui e faz companhia para homens da sociedade. Ela se acaba se metendo em uma grande enrascada porque conhece o homem errado e vê nele uma boa oportunidade de ganhar dinheiro. Depois, porém, ela se arrepende, foge. E a gente não demora a descobrir que aquele não era apenas um homem rico, mas um criminoso. 

Há então uma avalanche de acontecimentos em torno da vida de Stella. É como na nossa própria vida, ou seja, um problema nunca vem sozinho. Há um assassinato, uma nova e avassaladora paixão, um aborto, um suicídio e uma investigação. Porque "viver é estar sendo testado a todo momento" como reflete a própria Stella. E em meio a tudo isso, há uma mudança de vida. Mas será apenas uma mudança no aspecto econômico e social, ou é também uma mudança no sentido de amadurecimento, de mudança dos desejos mais íntimos?

E é justamente aí que reside o que está por trás da leitura: as reflexões que ela desperta no leitor. A história se passa, sim, em um tempo um pouco diferente, mas os desejos humanos são os mesmo há milênios, porque muitos deles estão ligados ao instinto. E assim como Stella, nunca estamos satisfeitos com o que temos. Sempre queremos mais. Mesmo depois de conquistarmos aquilo que aparentemente iria nos satisfazer por todo o sempre. 

E quando tudo isso é apresentado em uma edição bonita como a que foi feita pela editora Kazuá, com uma capa vermelha e intensa, um espaçamento interno do texto agradável aos olhos, e com uma divisão de pequenos capítulos como optou por fazer a autora, ler é ainda mais prazeroso. Então não podia ser diferente, né?! Eu não só indico como peço que todos leiam esse livro. Vale a pena mesmo, tá?! 

SOBRE O LIVRO

Título: Stella Devonne
Autora: Angelita Borges
Editora: Kazuá
Lançamento: 2013
Páginas: 155