Edição do dia 20/09/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Feriado em Santa Cruz do Sul
GERAL - Saiba como funcionarão os principais serviços nesta sexta-feira, 20
Livro Dois meninos será lançado em Santa Cruz
VARIEDADES
JTI promove a língua inglesa entre colaboradores
GERAL
Equipes da Afubra realizam avaliações nas lavouras atingidas
GERAL
100 anos Sicredi VRP: Solenidade marca os 100 anos
ESPECIAIS
100 anos Sicredi VRP: Programação intensa durante todo o ano
ESPECIAIS
Dia do Contador: A saúde financeira do seu negócio depende dele
ESPECIAIS - Conheça um pouco mais sobre a profissão do contador e sua data comemorativa
Mensagem pelo Dia do Contador
ESPECIAIS - Rugard Kanitz - presidente do Sincotec VARP
Dia do Contador: Conheça os vencedores da 6ª edição do Concurso de Redação Tributação e Cidadania
ESPECIAIS
Preservação da cultura alemã no traje oficial
VARIEDADES
As donas das flores
GERAL - O trabalho delas é cultivar a natureza que enfeita a cidade
Shopping Santa Cruz recebe convidadas para bate-papo
GERAL - Quatro mulheres estarão à frente do evento de troca de experiências
Irmãos de Axé visitam Terreiro de Candomblé na Bahia
GERAL
Galo tem jogos importantes no final de semana
ESPORTES
Copa CFC Celso abre decisão em Linha Santa Cruz
ESPORTES
Assaf encara a Assoeva no Ginásio da Unisc neste sábado
ESPORTES
SCS Skate Contest: um incentivo ao esporte
ESPORTES
Gelson Conte substitui China Balbino no Avenida
ESPORTES

Os desejos de Stella

Stella Devonne - Angelita Borges

A Leitura que Habito - Luana Ciecelski - 17/04/2018

É sempre mais difícil falarmos dos livros de autores que a gente conhece de pertinho, e por isso, acho que é um grande desafio escrever sobre a literatura local. Por outro lado, é um prazer muito grande poder sugerir leituras de bons textos escritos por pessoas que, mais dia menos dia, você pode encontrar na rua. E tem uma leitura em especial que já faz um tempo quero sugerir aqui. Se eu não estiver enganada, esse foi um dos primeiros contatos que eu tive com a literatura da cidade. É o Stella Devonne, escrito pela Angelita Borges. 

O mérito desse livro não está apenas em seu enredo - que é muito interessante, diga-se de passagem - mas também na autora, que tinha apenas 20 anos quando ele foi lançado. Juntando essas duas coisas, temos algo incrível, não?! Uma boa história escrita por uma pessoa jovem. É inspirador. E o mais bacana de tudo é que ele é um livro para todos. Qualquer pessoa pode se interessar por essa história. Pela história de Stella Devonne, a personagem principal. 

Crédito: Divulgação

Acredito nisso porque depois de uma segunda leitura - feita recentemente - eu me dei conta de que há muito por trás da leitura propriamente dita. Há uma história, de uma jovem como a própria autora, que vive em Paris, na década de 1950 e que para sobreviver se prostitui e faz companhia para homens da sociedade. Ela se acaba se metendo em uma grande enrascada porque conhece o homem errado e vê nele uma boa oportunidade de ganhar dinheiro. Depois, porém, ela se arrepende, foge. E a gente não demora a descobrir que aquele não era apenas um homem rico, mas um criminoso. 

Há então uma avalanche de acontecimentos em torno da vida de Stella. É como na nossa própria vida, ou seja, um problema nunca vem sozinho. Há um assassinato, uma nova e avassaladora paixão, um aborto, um suicídio e uma investigação. Porque "viver é estar sendo testado a todo momento" como reflete a própria Stella. E em meio a tudo isso, há uma mudança de vida. Mas será apenas uma mudança no aspecto econômico e social, ou é também uma mudança no sentido de amadurecimento, de mudança dos desejos mais íntimos?

E é justamente aí que reside o que está por trás da leitura: as reflexões que ela desperta no leitor. A história se passa, sim, em um tempo um pouco diferente, mas os desejos humanos são os mesmo há milênios, porque muitos deles estão ligados ao instinto. E assim como Stella, nunca estamos satisfeitos com o que temos. Sempre queremos mais. Mesmo depois de conquistarmos aquilo que aparentemente iria nos satisfazer por todo o sempre. 

E quando tudo isso é apresentado em uma edição bonita como a que foi feita pela editora Kazuá, com uma capa vermelha e intensa, um espaçamento interno do texto agradável aos olhos, e com uma divisão de pequenos capítulos como optou por fazer a autora, ler é ainda mais prazeroso. Então não podia ser diferente, né?! Eu não só indico como peço que todos leiam esse livro. Vale a pena mesmo, tá?! 

SOBRE O LIVRO

Título: Stella Devonne
Autora: Angelita Borges
Editora: Kazuá
Lançamento: 2013
Páginas: 155