Edição do dia 17/09/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Conselho lança o Polo dos Vales
GERAL
ENTRE QUATRO: Encenação acontece hoje e amanhã
VARIEDADES
RECEITA FEDERAL: Nova sede atenderá a partir de 8 de outubro
GERAL - Além da Delegacia da Receita Federal, a Procuradoria Geral da Fazenda também deve ocupar o espaço
Fentifumo inicia pauta de negociação
GERAL - Primeira reunião com a Federação e os Sindicatos ocorre na próxima quinta-feira
Otelio Drebes realiza palestra a professores
EDUCAÇÃO
Semana do Ministério Público começa hoje
GERAL - Promotores do caso Bernardo Boldrini estarão presentes
Reunião sobre Plantas Biotivas inicia hoje
GERAL
Prefeitura lança Alvará Digital
GERAL - A partir de agora, o documento pode ser feito em poucas horas, sem precisar sair de casa
Educar-se e Centro de Línguas promovem imersão bilíngue
EDUCAÇÃO
Sincotec-Varp realiza capacitação nesta quarta
GERAL
Projeto vai apresentar Santa Cruz e a 35ª Oktoberfest
VARIEDADES - Nos dois sábados da Festa da Alegria, ônibus sairão de Porto Alegre, Caxias do Sul e Santa Maria
Presidente dos Festejos Farroupilhas destaca a importância da cultura gaúcha
VARIEDADES
Tchê Bistrô e Arte: enaltecendo a tradição gaúcha
VARIEDADES
A força buscada nos versos
VARIEDADES
Cavalos passarão por inspeção antes do desfile
VARIEDADES - Além da Guia de Transporte Animal (GTA), será exigida apresentação de comprovantes para verificar as condições de saúde do animal
CTG de Paredão entregará 500kg em doações
VARIEDADES
Segurança Pública será reforçada em 36 municípios
POLÍCIA - Municípios da região receberão um total de aproximadamente R$ 2 milhões
Assaf vai encarar a Assoeva nas quartas de final
ESPORTES

O Meio Ambiente Agoniza

Valério Garcia - 04/05/2018

As questões que envolvem o meio ambiente estão precisando de uma atenção diferenciada, agora mais do que nunca. A natureza está agonizando e parece que a espécie humana ainda não se deu conta disso, ou está demorando muito tempo para constatar este fato. Falamos, lemos, escrevemos mas de prático, o que estamos efetivamente construindo, fazendo? O tempo passa e o que deixamos de fazer, não tem volta. 
As questões envolvendo o meio ambiente devem integrar conhecimentos, atos, valores éticos e sobretudo, atitudes. Senão seremos os eternos “papagaios de pirata” que apenas repetem aquilo que escutam. Precisamos de ações concretas urgentemente. 
Tenho lido temas referentes à Ecopedagogia que é um ramo de todos aqueles processos educacionais que envolvem o meio ambiente e a Educação Ambiental. O que precisamos e o que trata essa ciência é uma mudança no pensamento das pessoas em relação à qualidade de vida, ao desenvolvimento sustentável e ao equilíbrio entre o ser humano e o ambiente em que ele está inserido. 
A espécie humana é parte e não proprietária do meio ambiente e isto, pela globalização e pelo capitalismo é muito difícil de ser entendido e principalmente, difícil de ser aceito. 
O professor deve trabalhar a dialogicidade, o espírito crítico e a inovação junto de seus alunos para despertar a sensibilização sobre o meio ambiente em que ele vive, numa perspectiva ética de melhoria deste meio. Neste ponto a Ecopedagogia vem trazer significativa colaboração. Ela tenta desenvolver uma educação a partir da vida cotidiana do aluno com um sentido prático em todos os momentos, fazendo que este aluno seja o protagonista das mudanças em sua realidade. Através do conhecimento adquirido ele não precisará sair de suas comunidades, ao contrário, ele ajudará na construção de novas perspectivas para ela. Isto é pedagogia Freireana (Paulo Freire).  As Escolas devem procurar emancipar seus alunos através do conhecimento e incentivar a sua liberdade intelectual para que as diferenças entre pobres e ricos diminuam cada vez mais. Outro aspecto de extrema importância é que esta ciência aborda a importância de uma reorganização dos currículos escolares e uma formação continuada de nossos docentes. O aluno deve enxergar os conteúdos trabalhados na sala de aula no seu dia a dia e apresentar alternativas para a aplicação em sua comunidade. É a teoria aliada à prática. Conhecimento sem práxis, se perde, fica sem sentido. 
Prezados leitores, precisamos associar nossas teorias a uma prática contundente pois as questões ambientais estão ligadas diretamente à sobrevivência da espécie humana, ou seja, à nós mesmos. Bom final de semana!