Edição do dia 12/11/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Mudanças são anunciadas nas secretarias
GERAL
Dia de visitações, experiências e expectativas no Viva Unisc 2019
GERAL
Solenidade marca aniversário do General Gomes Carneiro
GERAL - Na ocasião também foi comemorada a chegada do III Batalhão ao município
Pequenas atitudes
OPINIÃO
Verrugas Estelares
OPINIÃO
Em defesa da vida
OPINIÃO
CDL aponta 800 vagas temporárias
ECONOMIA - Expectativa é de boas oportunidades de emprego para o período
ACI: Eleição ocorre hoje
GERAL
Vigilância Colaborativa: Lançamento do Programa acontece hoje
GERAL
GREVE: Polícia Civil paralisa nesta quarta-feira
POLÍCIA
Campeonato Municipal inicia no próximo dia 22
ESPORTES
AMO/Unimed VTRP: Atletas brilham pelo estado
ESPORTES
Dois times largam com vitória na estreia da Copa Lisaruth
ESPORTES
Estadual sub 19: Santa Cruz vence fora e fica perto da final
ESPORTES
Regional: São José larga na frente nas semifinais
ESPORTES
Universidade aguarda mais de cinco mil estudantes
GERAL
Bate papo: Doações por incentivos fiscais
ECONOMIA
Comdica realiza 4ª Noite Cultural na Unisc
VARIEDADES - O evento que tem entrada franca visa enaltecer projetos sociais realizados por diversas entidades

O Meio Ambiente Agoniza

Valério Garcia - 04/05/2018

As questões que envolvem o meio ambiente estão precisando de uma atenção diferenciada, agora mais do que nunca. A natureza está agonizando e parece que a espécie humana ainda não se deu conta disso, ou está demorando muito tempo para constatar este fato. Falamos, lemos, escrevemos mas de prático, o que estamos efetivamente construindo, fazendo? O tempo passa e o que deixamos de fazer, não tem volta. 
As questões envolvendo o meio ambiente devem integrar conhecimentos, atos, valores éticos e sobretudo, atitudes. Senão seremos os eternos “papagaios de pirata” que apenas repetem aquilo que escutam. Precisamos de ações concretas urgentemente. 
Tenho lido temas referentes à Ecopedagogia que é um ramo de todos aqueles processos educacionais que envolvem o meio ambiente e a Educação Ambiental. O que precisamos e o que trata essa ciência é uma mudança no pensamento das pessoas em relação à qualidade de vida, ao desenvolvimento sustentável e ao equilíbrio entre o ser humano e o ambiente em que ele está inserido. 
A espécie humana é parte e não proprietária do meio ambiente e isto, pela globalização e pelo capitalismo é muito difícil de ser entendido e principalmente, difícil de ser aceito. 
O professor deve trabalhar a dialogicidade, o espírito crítico e a inovação junto de seus alunos para despertar a sensibilização sobre o meio ambiente em que ele vive, numa perspectiva ética de melhoria deste meio. Neste ponto a Ecopedagogia vem trazer significativa colaboração. Ela tenta desenvolver uma educação a partir da vida cotidiana do aluno com um sentido prático em todos os momentos, fazendo que este aluno seja o protagonista das mudanças em sua realidade. Através do conhecimento adquirido ele não precisará sair de suas comunidades, ao contrário, ele ajudará na construção de novas perspectivas para ela. Isto é pedagogia Freireana (Paulo Freire).  As Escolas devem procurar emancipar seus alunos através do conhecimento e incentivar a sua liberdade intelectual para que as diferenças entre pobres e ricos diminuam cada vez mais. Outro aspecto de extrema importância é que esta ciência aborda a importância de uma reorganização dos currículos escolares e uma formação continuada de nossos docentes. O aluno deve enxergar os conteúdos trabalhados na sala de aula no seu dia a dia e apresentar alternativas para a aplicação em sua comunidade. É a teoria aliada à prática. Conhecimento sem práxis, se perde, fica sem sentido. 
Prezados leitores, precisamos associar nossas teorias a uma prática contundente pois as questões ambientais estão ligadas diretamente à sobrevivência da espécie humana, ou seja, à nós mesmos. Bom final de semana!