Edição do dia 12/11/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Mudanças são anunciadas nas secretarias
GERAL
Dia de visitações, experiências e expectativas no Viva Unisc 2019
GERAL
Solenidade marca aniversário do General Gomes Carneiro
GERAL - Na ocasião também foi comemorada a chegada do III Batalhão ao município
Pequenas atitudes
OPINIÃO
Verrugas Estelares
OPINIÃO
Em defesa da vida
OPINIÃO
CDL aponta 800 vagas temporárias
ECONOMIA - Expectativa é de boas oportunidades de emprego para o período
ACI: Eleição ocorre hoje
GERAL
Vigilância Colaborativa: Lançamento do Programa acontece hoje
GERAL
GREVE: Polícia Civil paralisa nesta quarta-feira
POLÍCIA
Campeonato Municipal inicia no próximo dia 22
ESPORTES
AMO/Unimed VTRP: Atletas brilham pelo estado
ESPORTES
Dois times largam com vitória na estreia da Copa Lisaruth
ESPORTES
Estadual sub 19: Santa Cruz vence fora e fica perto da final
ESPORTES
Regional: São José larga na frente nas semifinais
ESPORTES
Universidade aguarda mais de cinco mil estudantes
GERAL
Bate papo: Doações por incentivos fiscais
ECONOMIA
Comdica realiza 4ª Noite Cultural na Unisc
VARIEDADES - O evento que tem entrada franca visa enaltecer projetos sociais realizados por diversas entidades

Sunchales

Valério Garcia - 08/06/2018

A educação nos proporciona momentos de indescritíveis saberes, onde às vezes ensinamos, muitas vezes aprendemos. Essa constante troca de saberes é que constrói o tão esperado conhecimento. Ele que fortalece, emancipa as pessoas, num processo contínuo e eterno. 
Através do Sicredi-Centro Serra, tive a oportunidade de participar de uma viagem de estudos na cidade de Sunchales na Argentina. O tema para ser visto e trabalhado era sobre a Educação Cooperativa, ou o cooperativismo nas escolas. A cidade de Sunchales foi escolhida por ser o berço do cooperativismo na Argentina. Em Novo Cabrais desenvolvemos em parceria com o Sicredi o projeto “União faz a Vida” há bastante tempo, o que viabilizou este encontro com ‘los hermanos’, tudo mediado e capitaneado pela coordenadora Luci Abreu. Foram 20 horas de viagem mas valeu a pena!
No país vizinho a educação é obrigatória a partir dos 4 anos, como aqui no Brasil. Lá eles chamam de Jardim a Educação Infantil e ela atende as crianças de 4 e 5 anos. O Ensino Primário (nosso Ensino Fundamental) possui do Primeiro ao Sétimo Ano; O Ensino Secundário (nosso Ensino Médio) funciona do Primeiro ao Quinto Ano. Se repararmos bem, a quantidade de anos é igual: 14 anos, com a diferença no E. Médio que tem uma carga maior e no Fundamental menor. Um detalhe importante é que ao concluir o Secundário, se o aluno estiver matriculado num curso técnico, terá que estudar mais um ano. Sinceramente, gostei deste currículo pois fortalece o Curso Técnico com uma carga horária mais ampla e mais específica.
Alguns detalhes bem importantes que devemos saber: lá não existe Creche Pública para as crianças com menos de 4 anos; somente instituições particulares. 
Também não é fornecido transporte escolar gratuito. Os pais, em regime de colaboração, levam seus filhos à Escola, dividindo-se semanalmente para diminuição de custos. A bicicleta é um meio de transporte muito utilizado nas Escolas e, todas sem exceção, tem estacionamento para as “Bikes”. A merenda escolar só é fornecida gratuitamente para aqueles alunos que comprovarem a necessidade, com vários formulários a serem preenchidos pelas famílias e verificação severa na veracidade das informações. É importante compararmos com nosso município esses detalhes administrativos, para refletirmos um pouco.
O Pampa Argentino é muito lindo, com a criação de gado de corte e leiteiro, produção de soja, arroz e outros grãos, mas o nosso Rio Grande do Sul é, e sempre será melhor! Bom final de semana.