Edição do dia 18/02/2020

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

RGE na Praça estará em Santa Cruz nesta terça-feira
GERAL
Lixo eletrônico será recolhido nos bairros
GERAL
Avenida já projeta amistoso contra o Passo Fundo
ESPORTES - Treinador quer diminuir os erros visando a estreia em março
Terreiro realiza festa de Yemanjá
RELIGIÃO
Mantenedora do CVV em Santa Cruz necessita de doações
SAÚDE
Quantas famílias são beneficiadas com aluguel social?
GERAL
Projeto também chega ao CRAS Beatriz
GERAL
Inscrições abertas para a oficina de costura
GERAL
Campanha incentiva doação de órgãos
SAÚDE
HSC abre edital para 2ª chamada da residência médica
SAÚDE
Corte a gordura, não corte os músculos
OPINIÃO
O Imposto do pecado (parte 2)
OPINIÃO
A vida é irônica
EDITORIAL
Amigos do Cinema retorna nesta terça-feira
VARIEDADES
Bailinho da Borges reúne 12 mil foliões
GERAL - Realizado no último sábado, 15, grande público marcou presença com fantasias e adereços carnavalescos
Concurso da prefeitura movimenta Santa Cruz
GERAL - Certame gerou grande fluxo de pessoas e focos de congestionamentos na cidade
NPOR incorpora novos alunos
GERAL - Cerimônia foi realizada na manhã de ontem no Pátio Duque de Caxias
Sinprom projeta ano letivo da categoria
EDUCAÇÃO

Tricolor perde em Salto do Jacuí

Focando no Esporte - Júlio Mello - 10/07/2018

A Assaf não conseguiu vencer no último sábado, a equipe da ADCH de Salto do Jacuí. Perdeu por 6x2, em um grande jogo. O fixo Romarinho foi um dos destaques do jogo ao lado do ala Jordan e do pivô Amarildo. Contudo, alguns erros individuais fizeram com que o time comandado por Cleber Pereira sucumbisse. O clube de Santa Cruz ainda não venceu neste primeiro turno. O próximo compromisso é dia 14 em Fortaleza dos Valos.

Ano complicado

Não está sendo nada fácil para a Assaf em 2018. Não conseguiu ainda vencer dentro das quatro linhas. O time não é o mesmo do ano passado. Sofreu baixas significativas. E os jovens ainda estão na fase de adaptação dentro de uma Série Prata. Contudo, a ideia de jogar com os pratas da casa vai seguir e com mais jovens presentes do que antes. O que, na verdade, teria que ser sempre assim. Ou seja, trabalhar apenas com os jovens que querem crescer como atletas e como homens. Temos bons valores em Santa Cruz e, com certeza, as apostas serão neles. O presidente Cleber Pereira está no caminho certo, apesar das derrotas. Perder faz parte do mundo esportivo. O Grêmio caiu em duas oportunidades, e o Inter caiu em 2016. Portanto, cair de divisão, perder, tudo faz parte do mundo da bola.

Brasil fora. Acabaram os bons tempos

Na verdade, a derrota da Seleção Brasileira para a Bélgica é morte anunciada por este jornalista, e já tem mais de três anos. Explico. Por favor, amigos, não existem culpados ou inocentes pela derrota. Já passou o tempo em que a gente sentava na frente da TV e perguntava de quanto ia ser a vitória do nosso Brasil. Os vídeos das seleções de 70, 82, 2002, 94, 98 estão aí para quem quer ver. A safra de craques que realmente acabavam com os jogos terminou. Ronaldos, Rivaldos, Romários, Bebetos, Robinhos não jogam mais. O Neymar é até bom jogador, mas não amarra a chuteira do Ronaldinho Gaúcho, muito menos do Fenômeno. Gabriel e Firmino jamais serão Romário. Portanto, minha gente, temos que aceitar o resultado dentro de campo e trabalhar melhor para a próxima Copa. Tite é bom treinador e não tem culpa de que o material humano disponível de qualidade, como antes, não existe mais.

Menos, Galvão

Agora vem o Galvão dizer que a Bélgica implementou um trabalho de longa data e que deveria ser copiado. Quando a Alemanha ganhou a Copa passada, era o exemplo de tudo. Como se sabe, a Alemanha nem passou da primeira fase nesta Copa. Calma, Galvão. Nós, brasileiros, temos que entender que o tempo passa para todos, e para os nossos jogadores é a mesma coisa. Precisamos sim mudar as nossas posturas de achar que somos os melhores e de que temos que vencer a qualquer custo. A época de ouro passou. Agora é outra realidade.

Abriu temporada outra vez

O momento realmente é histórico para o Periquito. Na tarde de ontem, a direção recebeu no salão social do clube os novos jogadores e a comissão técnica, que já estava contratada. Fabiano Daitx falou em nome do elenco. O diretor de futebol Guilherme Eich e o presidente Jair Eich deram as boas-vindas ao novo grupo de jogadores, que vai disputar a Copa Wianey Carlet, a partir de agosto. O grupo será formado inicialmente por 21 jogadores. Alguns ainda estão em fase de acerto. Os goleiros são Fabiano Heves, Therry e Bruno, zagueiros Ivair, Luis Henrique, Tairone e Yuri, alas Diego, Jonathan, Moisés Baiano e Roger, volantes Carlinhos, Felipe Manoel, Jô, Léo Rabuske e Nathan e atacantes Gean, Gustavo, Matheus, Maurício e Welder.

A previsão para o começo da Copa Wianey Carlet é para o dia 11 de agosto. A preparação será toda nos Eucaliptos e campos do nosso interior. O clube já tem marcados três amistosos nos dias 21, 28 e dia 4 de agosto. Falta somente definir os adversários.