Edição do dia 19/07/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Domingo tem Brique da Praça
GERAL
Unisc forma 16ª turma de Medicina
GERAL
Stock: Nelsinho Piquet corre pela primeira vez em Santa Cruz do Sul
ESPORTES - Piloto da equipe Texaco Full Time Sports terá experiência inédita neste fim de semana na pista gaúcha
Edição de inverno do curso Escola de formação de professores tem início na Unisc
EDUCAÇÃO
Audiência pública debate alterações no Plano Diretor
GERAL
Quatro cidades gaúchas
VARIEDADES - Quarta temporada de 'O professor pelado' tem reestreia repaginada
Domingo tem etapa da 5ª Olimpíada Rural
GERAL - Esse será o primeiro compromisso oficial das 14 candidatas a soberanas da 35ª Oktoberfest
Copa Seu Verardi
ESPORTES - Uma semana de treinos no Avenida
Rodada desta sexta vai apontar os semifinalistas
ESPORTES
Em jogo duas vagas no mata-mata da Copa CFC Celso
ESPORTES
Assaf joga nesta sexta-feira em Santa Maria
ESPORTES - Jogo foi alterado em virtude do Grenal neste sábado
Stock Car: Quinta etapa é neste final de semana
ESPORTES - Serão dois dias de atividades sem a companhia da Stock Light
Renomada professora do Serviço Social estará em Santa Cruz
GERAL
Novo Cabrais: Escola lança livro de receitas saudáveis
EDUCAÇÃO
Novo Cabrais: Pimenta visita obras e reafirma apoio ao município
GERAL - Deputado federal participou de almoço e conferiu de perto a pavimentação da Avenida Rodolfo Buss
Ascor e Prefeitura planejam nova exposição
GERAL
Colégio Mauá assume gestão da Escola Criança & Cia
EDUCAÇÃO
Prefeitura anuncia restauração do prédio
GERAL - Marcando a decisão, muda de árvore também foi plantada por alunos da rede de ensino municipal

O que está acontecendo?

Olhar Parcial - Edison Rabuske - 20/07/2018

O questionamento acima certamente está sendo feito por muitos cidadãos do mundo ocidental sobre o rumos da democracia e da própria política, pois as eleições tanto aqui no Brasil, como nos EUA demonstram uma tendência muito clara do avanço de teorias liberais, nacionalistas e preconceituosas.  

O interessante que o movimento de direita, se assim pode ser conceituado, sucede um processo de democratização que teve início na segunda metade do século XX, com a queda de um grande contingente de ditadores, tanto na Europa como aqui na América Latina.  Não estou aqui sentenciando de que os ditadores estão voltando, mas tenho a impressão que vários eleitos aqui no Brasil não tem nenhuma vergonha de terem sido apoiadores do regime militar, e que de certa forma se orgulham de tal biografia.

Se é verdade que a onda de descrédito da política e dos políticos, fez com que os eleitores votem em salvadores de Pátria, como parece o caso de Donald Trump, por outro lado, tem-se a impressão que não há a mesma preocupação sobre a manutenção da democracia e no aprimoramento desta.

A manifestação pela intervenção militar na greve dos caminhoneiros, demonstra de forma muito sutil que a democracia ainda não é um valor inquestionável em nosso País, pois a insatisfação com a política e/ou políticos justifica a intervenção militar, segundo a visão tosca de alguns.

Tal comportamento também se replica no mundo, onde propostas nacionalistas ganham força, seja com a retirada do Reino Unido da União Europeia, com a eleição da direita em vários Países Europeus, aliados a grupos racistas, homofóbicos de extrema direita.

E o interessante que tudo isto ocorre após quase 50 anos de democratização de muitos Países, dentre os quais o nosso e vizinhos da América Latina. Com certeza, todos os democratas do mundo devem estar se questionando, qual o motivo de um meio século de democracia ter parido esta nova direita?  Será que Bertoldt Brecht tinha razão quando afirmou que “a cadela do fascismo está sempre no cio”? Não quero acreditar.