Edição do dia 20/08/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Lançamento da 32ª edição acontece hoje à noite
VARIEDADES - Com o tema Literatura em Rede, a Feira do Livro ocorre entre os dias 4 a 10 de setembro na Praça Getúlio Vargas
Aula inaugural marca início da primeira turma da Escola de Gestão
GERAL
Missão em Israel é tema de aula inaugural na Unisc
ECONOMIA
1º Seminário Desafios do Empreendedor ocorre em Santa Cruz do Sul
GERAL - O evento será realizado dia 29 de agosto, no Hotel Charrua
Santa Cruz receberá desafio de carros superesportivos
GERAL - Encontro ocorre no feriado, de 7 de setembro, no Aeroporto Luiz Beck da Silva, em Linha Santa Cruz. Provas reunião carros superesportivos de alto desempenho
Professor da Unisc lança documentário sobre cicloviagem na Carretera Austral
GERAL
Entenda a guerra contra o cigarro no Brasil
GERAL - Tentativas frustradas de favorecer o setor e impasses judiciais têm causado preocupação
Hidroginástica: Sesc oferece aulas em parceria com a Raia 7 Centro Aquático
GERAL
Copa HB20: Sena Jr. vence e Roncen chega em 7º
ESPORTES
MB Challenge: Correndo em casa, Fernando Jr. conquista pódio
ESPORTES
Lifasc: Semifinalistas definidos
ESPORTES
Assaf sofre derrota em Venâncio Aires
ESPORTES
Avenida chega na semana de estreia na Copinha
ESPORTES
Cras Integrar do Bairro Bom Jesus realizou formatura de inglês
EDUCAÇÃO
Abertas inscrições para Reunião sobre Plantas Bioativas
GERAL
Palavra puxa Palavra é tema de evento
GERAL
Mais de 900 mil reais serão investidos
GERAL - Valor será aplicado em livros e praça de brinquedos
Rodada aborda a Lei de Proteção de Dados
GERAL

Era uma vez a caligrafia - 1

Osvino Toillier - 31/08/2018

Num olhar para o passado de nossas vidas, lembramos com certeza uma disciplina chamada caligrafia: a arte da escrita bonita, com motricidade fina desenvolvida, habilidade treinada desde as primeiras letras, em caderno de linha dupla, tudo alinhado no maior capricho. Primeiro o lápis, depois com pena especial, abastecida no tinteiro e letra caprichosamente secada com mata-borrão.
Não se ficava só na letra cursiva, mas avançava-se em estilos mais sofisticados: letra ronde, com pena bico de pato, letra gótica, com desenho aprimorado das letras. Com tinta nanquim.
E a exposição desses trabalhos mais aprimorados, junto com outros trabalhos manuais, era a glória dos melhores talentos em caligrafia, rivalizando espaço com as demais obras de arte, inclusive, carrinhos em madeira, réplica dos finos modelos de carros da época.
Mas voltemos à caligrafia: era mais do que uma disciplina, era a arte de caligrafar, cujos vestígios se estenderiam para a vida inteira: letra bonita!
Mário Corso, psiquiatra gaúcho, escreveu recentemente sobre isso: “O senso comum já colocou a caligrafia no reino dos hábitos em extinção. O teclado seria uma evolução, e talvez no futuro as crianças não sejam iniciadas na arte da escrita manual. Afinal, para que serviriam horas de domesticação da motricidade fina? Porém os caminhos do nosso cérebro são mais complexos do que os pragmáticos imaginam. Caligrafia não melhora apenas o desenho das letras, ela está ligada, posteriormente, ao aumento da velocidade e fluência na leitura e na fala. É um exercício que treina o cérebro para a intimidade com os símbolos. Experimentos clínicos revelaram conexões impensáveis entre a escrita manual, desenho, e outras aptidões verbais”.