Edição do dia 14/06/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Pinheiral leva o bicampeonato no Futebol Sete Master da Lifasc
ESPORTES - Equipe derrotou o Linha Santa Cruz na decisão, por 4x3 de virada, em partida eletrizante
De camisa branca, o Brasil vence na estreia
ESPORTES - Seleção fez 3 a 0 sobre a Bolívia pela Copa América
Brique da Praça completa 10 anos de atividades
GERAL
Luizinho Ruas ingressa com projeto que declara Coomcat de utilidade pública
GERAL
Copa Cidade Miller Supermercados tem dois jogos no domingo
ESPORTES - Partidas são válidas pela primeira fase do certame
Santa Cruz do Sul está em estado de alerta
SAÚDE - Com 62 notificações da doença, município realiza ações intensas de combate ao mosquito, mas, a colaboração da população é fundamental
Residencial Bem-Viver: um sonho para a terceira idade
GERAL - Para finalizar as obras do complexo a ajuda de parceiros é necessária
Qualidade e bom atendimento em novo endereço
GERAL
Inscrições para representantes encerram dia 19 de junho
GERAL
Unisc desenvolve atividades na escola José Mânica
GERAL
Florais Quânticos são o tema de curso neste final de semana
GERAL
Predilar: Há 32 anos tornando seu sonho realidade
GERAL
Sincotec-Varp realiza curso intensivo
GERAL
Atitude humana
EDITORIAL
Ter metas desafiadoras é um estímulo para potencializar a gestão do negócio
GERAL
CDL Santa Cruz entrega prêmios
GERAL - Próximo sorteio ocorre no dia 18 de agosto, alusivo ao Dia dos Pais
Noite para conhecer os campeões de Novo Cabrais
ESPORTES - Final do certame acontece na noite desta sexta-feira (14) no Centro Desportivo Municipal
Peças arrecadadas serão distribuídas na terça
GERAL - Entrega das roupas da Campanha do Agasalho 2019 de Novo Cabrais acontece no Centro de Eventos

Era uma vez a caligrafia - 1

Osvino Toillier - 31/08/2018

Num olhar para o passado de nossas vidas, lembramos com certeza uma disciplina chamada caligrafia: a arte da escrita bonita, com motricidade fina desenvolvida, habilidade treinada desde as primeiras letras, em caderno de linha dupla, tudo alinhado no maior capricho. Primeiro o lápis, depois com pena especial, abastecida no tinteiro e letra caprichosamente secada com mata-borrão.
Não se ficava só na letra cursiva, mas avançava-se em estilos mais sofisticados: letra ronde, com pena bico de pato, letra gótica, com desenho aprimorado das letras. Com tinta nanquim.
E a exposição desses trabalhos mais aprimorados, junto com outros trabalhos manuais, era a glória dos melhores talentos em caligrafia, rivalizando espaço com as demais obras de arte, inclusive, carrinhos em madeira, réplica dos finos modelos de carros da época.
Mas voltemos à caligrafia: era mais do que uma disciplina, era a arte de caligrafar, cujos vestígios se estenderiam para a vida inteira: letra bonita!
Mário Corso, psiquiatra gaúcho, escreveu recentemente sobre isso: “O senso comum já colocou a caligrafia no reino dos hábitos em extinção. O teclado seria uma evolução, e talvez no futuro as crianças não sejam iniciadas na arte da escrita manual. Afinal, para que serviriam horas de domesticação da motricidade fina? Porém os caminhos do nosso cérebro são mais complexos do que os pragmáticos imaginam. Caligrafia não melhora apenas o desenho das letras, ela está ligada, posteriormente, ao aumento da velocidade e fluência na leitura e na fala. É um exercício que treina o cérebro para a intimidade com os símbolos. Experimentos clínicos revelaram conexões impensáveis entre a escrita manual, desenho, e outras aptidões verbais”.