Edição do dia 15/10/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Shows tradicionalistas são atração desta quarta-feira na 35ª Oktoberfest
GERAL - Festa da Alegria terá apresentações do Grupo Fandangaço, às 20h, e Os Serranos, às 22h30, no Lonão
Dia do Professor: educação para a erradicação do trabalho infantil
GERAL - Conheça a história de dois profissionais que estão na linha de frente do programa ARISE, iniciativa que muda a realidade de crianças e adolescentes
Praça da Cultura levará o nome de José Paulo Rauber Filho
GERAL - Inauguração do local ocorreu no sábado, 12 e contou com a presença da família do homenageado
Terça-feira será de ponto facultativo nas escolas
GERAL - Além das escolas municipais e estaduais, algumas particulares também não terão aula neste dia
Dia do Eletricista é nesta quinta-feira
GERAL - Data marca a importância do profissional habilitado
Inscrições abertas para a Escola de Educação Infantil
GERAL - Há vagas gratuitas e pagas para crianças de 4 e 5 anos
Rodrigo Solda é o novo presidente
GERAL - Além dele, outros prefeitos foram empossados para a diretoria e conselho fiscal do biênio 2020/2021
Evento discute problemas do contrabando e a pirataria
GERAL - Palestra apresentou dados sobre as ameaças do mercado ilegal para a economia
Sicredi Vale do Rio Pardo enaltece o cooperativismo durante o desfile da 35ª Oktoberfest
GERAL
Quase 17 milhões já foram emprestados pelo município
GERAL
Primeiros dias de Oktoberfest superam 54,6 mil pessoas pagantes
GERAL - Semana segue repleta de atrações
Fala, professor!
EDUCAÇÃO - Especial Dia do Professor
Histórico da data
EDUCAÇÃO - Especial Dia do Professor
O profissional que dedica a sua vida a ensinar
EDUCAÇÃO - Especial Dia do Professor
O big bang é o Operacional Divino
OPINIÃO
Permitir não é obrigar
OPINIÃO
Caspary conta a sua história (parte II)
OPINIÃO
Terminou a primeira rodada da segunda fase
ESPORTES - Bom Jesus, São José e Formosa saíram na frente

Era uma vez a caligrafia - 1

Osvino Toillier - 31/08/2018

Num olhar para o passado de nossas vidas, lembramos com certeza uma disciplina chamada caligrafia: a arte da escrita bonita, com motricidade fina desenvolvida, habilidade treinada desde as primeiras letras, em caderno de linha dupla, tudo alinhado no maior capricho. Primeiro o lápis, depois com pena especial, abastecida no tinteiro e letra caprichosamente secada com mata-borrão.
Não se ficava só na letra cursiva, mas avançava-se em estilos mais sofisticados: letra ronde, com pena bico de pato, letra gótica, com desenho aprimorado das letras. Com tinta nanquim.
E a exposição desses trabalhos mais aprimorados, junto com outros trabalhos manuais, era a glória dos melhores talentos em caligrafia, rivalizando espaço com as demais obras de arte, inclusive, carrinhos em madeira, réplica dos finos modelos de carros da época.
Mas voltemos à caligrafia: era mais do que uma disciplina, era a arte de caligrafar, cujos vestígios se estenderiam para a vida inteira: letra bonita!
Mário Corso, psiquiatra gaúcho, escreveu recentemente sobre isso: “O senso comum já colocou a caligrafia no reino dos hábitos em extinção. O teclado seria uma evolução, e talvez no futuro as crianças não sejam iniciadas na arte da escrita manual. Afinal, para que serviriam horas de domesticação da motricidade fina? Porém os caminhos do nosso cérebro são mais complexos do que os pragmáticos imaginam. Caligrafia não melhora apenas o desenho das letras, ela está ligada, posteriormente, ao aumento da velocidade e fluência na leitura e na fala. É um exercício que treina o cérebro para a intimidade com os símbolos. Experimentos clínicos revelaram conexões impensáveis entre a escrita manual, desenho, e outras aptidões verbais”.