Edição do dia 12/11/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Mudanças são anunciadas nas secretarias
GERAL
Dia de visitações, experiências e expectativas no Viva Unisc 2019
GERAL
Solenidade marca aniversário do General Gomes Carneiro
GERAL - Na ocasião também foi comemorada a chegada do III Batalhão ao município
Pequenas atitudes
OPINIÃO
Verrugas Estelares
OPINIÃO
Em defesa da vida
OPINIÃO
CDL aponta 800 vagas temporárias
ECONOMIA - Expectativa é de boas oportunidades de emprego para o período
ACI: Eleição ocorre hoje
GERAL
Vigilância Colaborativa: Lançamento do Programa acontece hoje
GERAL
GREVE: Polícia Civil paralisa nesta quarta-feira
POLÍCIA
Campeonato Municipal inicia no próximo dia 22
ESPORTES
AMO/Unimed VTRP: Atletas brilham pelo estado
ESPORTES
Dois times largam com vitória na estreia da Copa Lisaruth
ESPORTES
Estadual sub 19: Santa Cruz vence fora e fica perto da final
ESPORTES
Regional: São José larga na frente nas semifinais
ESPORTES
Universidade aguarda mais de cinco mil estudantes
GERAL
Bate papo: Doações por incentivos fiscais
ECONOMIA
Comdica realiza 4ª Noite Cultural na Unisc
VARIEDADES - O evento que tem entrada franca visa enaltecer projetos sociais realizados por diversas entidades

Ódio e Intolerância: Caminhos do Mal

Valério Garcia - 21/09/2018

Nunca estive tão preocupado e impressionado com o que tenho visto nos meios de comunicação sobre a violência. Violência contra o ser humano nas mais diferentes situações. Ela está presente em todos os níveis sociais, em todos os lugares e nas mais diferentes formas.
O nosso País está tomado de ódio. As pessoas estão procurando conflito, ao invés de soluções. As amizades estão perdendo para as brigas e o caos está aumentando cada vez mais. O que é ruim é superdimensionado e o que é bom, está sendo minimizado. Primeiro vamos olhar para o que está errado e depois vamos ver se tem alguma coisa certa. Isto parece estar sendo uma regra obrigatória para a busca pelo conflito. 
Infelizmente a corrupção tomou conta de quase tudo e de quase todos. Digo quase, por que ainda acredito nas pessoas e quero acreditar que esse Brasil tenha solução. Conheço muita gente boa e séria em diferentes áreas, sejam políticas, religiosas, profissionais, ou outra qualquer. Não podemos transferir a culpa do que está acontecendo a não ser para nós mesmos, afinal muitas vezes fugimos das nossas responsabilidades alegando sempre, a culpa aos outros. É mais fácil transferir do que assumir responsabilidades.
O que me chama atenção é a intolerância das pessoas com fatos que poderiam ser facilmente resolvidos, com calma e empatia. Sim empatia: colocarmo-nos no lugar do outro para realizar determinada ação. A máxima: “gostaria que fizesse a mim o que pretendo fazer...” ajudaria na reflexão sobre meus atos para com outras pessoas. Uma coisa é certa: ódios e conflitos somente fazem mal, não só para o corpo, mas para a alma também.
Estamos chegando às vésperas da eleição daquele ou daquela que irá governar nosso País, isto é um fato da maior relevância possível. Jamais devemos delegar poder a quem transmite ódio ou qualquer sentimento contrário ao bem. “Quem planta vento, colhe tempestade.” Bom fim de semana.