Edição do dia 12/11/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Mudanças são anunciadas nas secretarias
GERAL
Dia de visitações, experiências e expectativas no Viva Unisc 2019
GERAL
Solenidade marca aniversário do General Gomes Carneiro
GERAL - Na ocasião também foi comemorada a chegada do III Batalhão ao município
Pequenas atitudes
OPINIÃO
Verrugas Estelares
OPINIÃO
Em defesa da vida
OPINIÃO
CDL aponta 800 vagas temporárias
ECONOMIA - Expectativa é de boas oportunidades de emprego para o período
ACI: Eleição ocorre hoje
GERAL
Vigilância Colaborativa: Lançamento do Programa acontece hoje
GERAL
GREVE: Polícia Civil paralisa nesta quarta-feira
POLÍCIA
Campeonato Municipal inicia no próximo dia 22
ESPORTES
AMO/Unimed VTRP: Atletas brilham pelo estado
ESPORTES
Dois times largam com vitória na estreia da Copa Lisaruth
ESPORTES
Estadual sub 19: Santa Cruz vence fora e fica perto da final
ESPORTES
Regional: São José larga na frente nas semifinais
ESPORTES
Universidade aguarda mais de cinco mil estudantes
GERAL
Bate papo: Doações por incentivos fiscais
ECONOMIA
Comdica realiza 4ª Noite Cultural na Unisc
VARIEDADES - O evento que tem entrada franca visa enaltecer projetos sociais realizados por diversas entidades

Família e Escola: Educação e Conhecimento

Valério Garcia - 02/11/2018

Estamos vivendo momentos de convulsões em nosso país, estados e municípios, nas mais diferentes áreas. Na educação não poderia ser diferente. Com salários parcelados, condições precárias de trabalho em alguns lugares e falta de interesse dos familiares na educação de seus filhos, as escolas estão reféns delas mesmas. O espaço escolar sofre para dar ao aluno o que lhe é mais importante: conhecimentos. 
Os municípios, por sua vez, estão recebendo incumbências cada vez maiores, responsabilidades que chegam mais cedo ao gabinete dos prefeitos para solução de problemas que, também são, responsabilidades das famílias. Temos que ter a consciência que as crianças são nossas filhas, não apenas das creches e escolas. Muitas pessoas transferem a responsabilidade da educação de seus filhos diretamente às instituições. Ledo engano que mostrará consequências imperceptíveis no momento, mas desafiadoras num futuro próximo. Se você não participar da educação de seu filho, alguém o fará. 
Como bons brasileiros que não desistimos nunca, existem profissionais e Escolas que fazem a diferença, alicerçados na abnegação de Educar. 
Tive a oportunidade de presenciar projetos desenvolvidos por várias entidades em conjunto com seus grupos de trabalho e alunos de nossas escolas municipais. Apresentar alternativas de produtos e produções que podem ser desenvolvidas nas pequenas propriedades rurais. Conhecimento acadêmico compartilhado ao saber popular. Mostrar que, além de muito importante, é possível o jovem do campo, continuar no campo! Precisamos de uma renovação no campo, para que os bolsões de miséria que assolam as cidades, sejam minimizados. O meio rural não pode envelhecer sozinho. O mundo precisa de alimentos e estes, não podem ser produzidos em meio aos ferros e concretos. Com atividades que mostrem as técnicas que podem ser trabalhadas, culturas que podem ser cultivadas, o conteúdo da sala de aula é mostrado na prática ao aluno. Neste momento ele vivencia no campo, a sua sala de aula; vê aplicabilidade concreta do que lhe foi ensinado, mediado pelo professor. Precisamos dar significação naquilo que ensinamos. Então a presença do homem criado no meio rural, pessoa com mais idade e com mais experiência é fundamental. Pode ter pouco conhecimento acadêmico, mas tem a faculdade mais importante: a vida; o saber concebido pelo suor. Como nos diz Paulo Freire: “Ninguém educa ninguém, ninguém educa a si mesmo, os homens se educam entre si, mediatizados pelo mundo.”
Quando conciliarmos a Faculdade Acadêmica com a Faculdade da Vida, o sucesso será apenas uma questão de tempo.
Bom final de semana.