Edição do dia 06/12/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Operação Papai Noel começa na próxima Terça-feira
GERAL - A novidade é a implantação da uma base móvel, equipada com câmeras, computadores e outros dispositivos de segurança
Multi Espaço VIA 9: cultura, educação e um bom café
GERAL - O local conta com loja de artesanatos e realiza diversos eventos e atividades
Neste sábado tem Prefeitura nos Bairros
GERAL
Feira do Livro de 2020 será em maio
GERAL - Patrona, Homenageado e Personalidade Incentivadora da Leitura foram divulgados nesta sexta-feira
Secretaria de Cultura registra 172 entes e agentes culturais
POLÍTICA - Cadastro havia sido fechado em agosto, mas foi reaberto no mês passado
Força-Tarefa fiscaliza supermercado no centro
GERAL - Ação realizou a segunda operação do grupo em Santa Cruz nesta semana
Campanha realiza exames preventivos gratuitos de câncer de pele neste sábado
SAÚDE - Os atendimentos acontecem das 9h às 15h, no Ambulatório do COI do Hospital Ana Nery
Greve do Magistério atinge mais de 1,5 mil escolas
EDUCAÇÃO - Com 80% de participação da categoria, a greve é considerada histórica
Economista dá dicas para utilizar o 13ºsalário
ECONOMIA - O pagamento é uma oportunidade para colocar as finanças em dia, afirma Silvio Cezar Arend
Cartório ainda aguarda mais de 30 mil para recadastramento biométrico
GERAL
Inscrições abertas para o Educar-se nas Férias 2020
EDUCAÇÃO
Alta no preço da carne resulta no aumento da Cesta Básica
ECONOMIA
Saiba os dias de abertura do comércio neste Natal
GERAL
Novo Cabrais: Bryan é mais um ganhador da promoção
GERAL
Novo Cabrais: Escolinha ACF é campeã geral da Uef Cup
ESPORTES
Abertura da Christkindfest acontece hoje
VARIEDADES - Programação se estende até o dia 22 de dezembro, com atividades artísticas e culturais e Casa do Papai Noel
Storch Contabilidade conta com novas e modernas instalações
GERAL
Novo Cabrais: Proerd forma 34 alunos
GERAL

O medo atávico do comunismo

Olhar Parcial - Edison Rabuske - 29/12/2018

O momento histórico vivido em nosso País tem nos dado exemplos de que apatia nem sempre é silenciosa, como em primeiro momento se supõe, pois há na atmosfera um claro sentimento de desilusão de uma grande parcela de cidadãos com o destino da política nacional, mas ao mesmo tempo, tal sentimento é objeto de infindáveis teorias sobre a origem da crise e possíveis saídas da mesma, sendo as redes sociais o espaço onde brotam as mais variadas posições.
Mas o que chama atenção é o fato que mesmo com a queda do muro, o fim da Guerra Fria, e a decadência do comunismo no mundo, ainda está muito presente no debate, a ideia que o Brasil necessita tomar medidas contra o risco do comunismo ser implantado, sendo que na campanha eleitoral deste ano foram muitos os candidatos que vocalizaram esse temor.
Historicamente a luta contra o comunismo em nosso País justificou vários golpes, em especial os patrocinados por Getúlio Vargas e próprio golpe militar de 64. Mas, usar a justificativa do comunismo em nossa época não cabe mais, pois o comunismo não é ameaça para o mundo, pois suas limitações político sociais conduziram vários países ao autoritarismo, não havendo qualquer condição de temperatura e pressão para que avance no mundo. 
Ao contrário, há no mundo um claro indicativo para o autoritarismo neoliberal, sendo o exemplo da eleição de Donald Trump nos Estados Unidos o mais claro. Aqui em nossas paragens temos um indicativo muito evidente, pois a eleição de Bolsonaro, confirmou tal tendência, sendo que o Presidente eleito disse em várias oportunidades que iria salvar o Brasil do socialismo/comunismo.
Assim, o momento atual indica um evidente reflorescer autoritário de extrema direita, cujas experiências passadas conduzem para a restrição de direitos individuais, traduzidas por prisões arbitrárias e com fundamentação questionável, limitação do direito à informação, onde os órgãos de imprensa não oficiais (do governo) são perseguidos, ataque as minorias, concentração de renda e demais efeitos colaterais que já são conhecidos no mundo.
Mas o interessante é que a adesão ruidosa de setores sociais à lógica do autoritarismo é algo real, e que talvez encontre sua justificação mais elementar na necessidade inconsciente de um protetor contra um inimigo, que por incrível que pareça, novamente é o velho comunismo, o que aliás tem sido o seu maior papel, justificar os golpes de direita. Mesmo com todo este barulho, espero que 2019 seja um ano um pouco mais lúcido.