Edição do dia 19/11/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Nota da Prefeitura esclarece atendimentos na saúde feitos por sindicatos
SAÚDE - Ajustes que foram estabelecidos em comum acordo são apresentados
Projeto Carinhoso: atração cultural beneficiará a terceira idade
GERAL - Artistas locais levarão arte para casas geriátricas a partir do mês que vem
Samu: Regulação compartilhada deve entrar em operação até o fim do ano
SAÚDE
Campanhas estimulam a Solidariedade
GERAL
Escritora santa-cruzense lança o livro Melodia Perversa
VARIEDADES
Lifasc: Soberania dos visitantes domina
ESPORTES
Municipal Feminino: Muitos gols marcam a rodada
ESPORTES
Santa Cruz luta, mas perde nos pênaltis para o Soledade
ESPORTES
Regional 2019:Trombudo sai na frente nas semifinais
ESPORTES - Nos Aspirantes deu o Formosa contra o Unidos
Amigos do Cinema exibe Tarkovski
VARIEDADES
Associação Pró-Cultura: Vernissage abre última mostra
VARIEDADES
NOVEMBRO ROXO: Exposição dá início às atividades
SAÚDE - Hospital Santa Cruz preparou também palestra e oficina sobre o mês da Prematuridade
Cisvale debate temas expressivos para a região
GERAL
Portal Lunetas e Mercur promovem bate-papo sobre Infâncias
GERAL
Confraria Nativista: Nova diretoria será empossada
GERAL
Comissão Especial da OAB promove eventos para abordar a Reforma da Previdência
GERAL
Vacinação contra o Sarampo: Nova fase começou nesta segunda
SAÚDE
Santa Cruz tem oito escolas paralisadas
EDUCAÇÃO - Em outros sete educandários o atendimento é parcial e em quatro as atividades seguem normalmente

Para onde vamos?

Osvino Toillier - 11/01/2019

Estamos iniciando o novo ano, sentindo um calafrio, diante das circunstâncias que estão desabrochando em 2019, não só no aspecto político após a posse do novo governo, mas diante do quadro geral da vida da humanidade.

Vamos lançar um olhar para nossas vidas e concluir que as emoções são muito diferentes, porque vivemos o tempo das incertezas, e as transformações mundiais são vertiginosas. Quem nos ajuda as mapear nosso tempo é a pensadora alemã Hannah Arendt cuja perspicácia desenha com perfeição o quadro do século atual.
A brilhante pensadora escreveu no prefácio de seu livro “Origens do Totalitarismo”, publicado em 1950, uma frase sob medida para nosso tempo: “Nunca antes nosso futuro foi mais imprevisível”. E continua com brilhantismo: “Nunca dependemos tanto das formas políticas que podem a qualquer instante fugir às regras do bom-senso e do interesse próprio – forças que pareceriam insanas, se não fossem medidas pelos padrões dos séculos anteriores”.
Estamos sem rumo, mas precisamos decolar. Nosso voo é longo, só temos os instrumentos da aeronave para orientar a rota. Precisamos atravessar o mar, temos autonomia relativa e necessitamos do apoio de bases na travessia. Não temos como esperar mais, estamos na cabeceira da pista, e recebemos autorização para a decolagem.
Ian Brenner, professor da Universidade de Nova Iorque, em brilhante análise sobre nosso tempo, escreveu: “O centro político está desaparecendo. Essa é a grande mudança em relação à geração anterior, e tem a ver tanto com emoção quanto com a ideologia”.
Espero que consigamos drenar a energia liberada pelas mitologias e inspirar um país melhor, dentro da perspectiva democrática, economicamente forte, socialmente justo e culturalmente elevado, como diz o editorial da Revista Veja na última edição do ano passado.