Edição do dia 27/02/2020

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

20ª Expoagro Afubra será lançada amanhã
GERAL
Primeiro caso é confirmado no Brasil
SAÚDE - Em Santa Cruz do Sul plano de contingência é apresentado
Conquista do Voto Feminino é celebrado no Brasil
GERAL
Santa-cruzense assume coordenação da ABSOLAR no RS
GERAL
Clube Xlise vai se engajar na campanha Ame Juju
GERAL
Lista de contemplados está disponível
EDUCAÇÃO
Unisc abre inscrições para Vestibular de Verão
GERAL
Centro de Especialidades do Hospital Santa Cruz oferece consultas pediátricas pelo IPE
SAÚDE
11 postos de saúde receberão câmaras de vacinas
SAÚDE
Novo Cemai deve ficar pronto em menos de um mês
GERAL
Linha Pintado: Ponte elevada é inaugurada
GERAL
Hospital Ana Nery: Serviço de genética médica deve ser inaugurado em abril
SAÚDE
Hospital Santa Cruz e Unisc formam nova turma
SAÚDE
APAE recebe cheque do Troco Solidário
GERAL
Aonde posso levar meus móveis inservíveis?
GERAL
ACI promove Café Empresarial com Marinês Kittel
GERAL
Em 2019 Rapidinho gerou 1,1 milhão de avisos de irregularidade
GERAL
O Brasil é plural
EDITORIAL

Descritério técnico

Focando no Esporte - Júlio Mello - 29/01/2019

Não é de hoje que o nosso diretor André Felipe Dreher fala que a dupla Gre-Nal não pode começar jogando o Campeonato Gaúcho. Eu concordo com ele. Explico o porquê. Em algum momento do campeonato, Inter e Grêmio jogam com a “baba” que eles possuem e depois com a força máxima existente em seu plantel. Quando jogam com os reservas e perdem para um e outro clube do interior no começo do campeonato, causam sim o chamado descritério técnico. O desequilíbrio é muito grande. Ou jogam com os reservas o tempo todo, ou só entram nas semifinais. Que seja feito um quadrangular final envolvendo os dois melhores clubes do interior e a dupla. Não dá para ser um momento com titulares e outro momento com reservas. Causa um desequilíbrio muito grande com esta inconstância.

Alguém tem que gritar

Um campeonato com a dupla Gre-Nal entrando apenas nas semifinais seria o ideal. Ficaria uma luta bastante igual entre os clubes do interior. Todos sabendo que vão enfrentar a dupla apenas no quadrangular final. Seria a forma ideal para acabar com esta balbúrdia dos técnicos poupando este ou aquele jogador.

Inter ridículo

A equipe do técnico Odair Helmann foi terrível contra o São José e tomou merecidamente 2x0. Não dá nem para chamar de time. Sem meias de ligação e um setor defensivo completamente desnorteado. Não é demérito algum perder para o São José no Passo D’Areia. Muitas equipes podem perder pontos lá dentro. O gramado é ruim, o calor é insuportável e a bola anda rápido demais. Tudo isso conta, é verdade. Contudo, o Inter não pode levar 2x0 ao natural e achar que a culpa é somente destes fatores citados. A camisa é pesada demais para isso ocorrer. A folha salarial é grande demais para isso ocorrer de forma corriqueira. Pois já perdeu em casa para um Pelotas que havia perdido na estreia em casa. Portanto, liguem o alerta, direção e comissão técnica colorada.

Dia de reabilitação

Sabemos que a Série A é bastante parelha, e a qualidade impera em todos os clubes que a disputam. Por isso, qualquer ponto é importante e vital na hora de ver quem cai e quem fica. O Avenida, com dois empates e uma derrota, precisa dos três pontos na noite desta quarta-feira, quando enfrenta o Aimoré, às 20h30, nos Eucaliptos. A vitória daria mais tranquilidade para todos.

Grande público

O torcedor está engajado com a equipe do Periquito. No jogo contra o Brasil, tivemos um grande número de pessoas torcendo pelo Clube do Povo. Hoje, não será diferente. Todos na cidade que torcem pelo Avenida estão buscando a secretaria para se associarem. A procura tem sido intensa nos últimos dias. Todos estão pensando de forma inteligente. Ou seja, ao se associar ao clube, o torcedor deixa de pagar ingressos nos jogos. O valor é pequeno se for contar o número de jogos que se tem por mês.

Torcedor está empolgado com o AvenidaTorcedor está empolgado com o Avenida Crédito: Julio Mello

Vem aí a Liga de Futsal

Os leitores devem lembrar que, no ano passado, eu escrevi algumas coisas contra os desmandos da Federação Gaúcha de Futsal. Eu dizia que era muita taxa para pagar. Inclusive, os clubes devem pagar até para jogar amistosos. Pode isso? Arbitragem cara, sem apoio ao transporte e alimentação. Enfim, sem apoio nenhum e apenas pagando para a Federação. Alguns clubes se insurgiram e realizaram uma reunião grande na cidade de Selbach no final de semana passado. Lá ficou decidido que a Liga vai organizar, além da Série Ouro, a Prata e a Bronze também. As equipes têm até o dia 8 de fevereiro para se inscreverem.

Assaf ainda vai aguardar

O presidente Cléber Pereira ainda não sabe o que fazer. Pois a Federação Gaúcha de Futsal não reconhece os campeões de Ligas e não chancela a participação dos mesmos em suas competições. Portanto, o momento é de cautela. Assim está agindo Cléber Pereira. Ou seja, aguardando os fatos acontecerem.

Cléber Pereira ainda não sabe o que fazerCléber Pereira ainda não sabe o que fazer Crédito: Julio Mello

Falando em Assaf

A diretoria fechou com mais dois atletas no final de semana. Acertou a renovação do ala/fixo Ítalo e do frente Jordan. Com mais estes dois, o Tricolor tem poucas vagas ainda para a disputa da Série Bronze de Futsal. Os goleiros são Eltinho, Tiago, Silvestre e Willian, fixos Ítalo, Yan e Graxa, os alas Max, Wagner, Thiago Leal, Alan, Lucas, Pelé, Marvin, Jordan, Mica, Rogerinho, os pivôs são Tata e Nenesto. O Tricolor quer trabalhar com um grupo de 25 jogadores. Dia 18 de fevereiro, vai ter uma peneira com quem tem o interesse de jogar na Assaf neste ano.