Edição do dia 15/11/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

CTG Lanceiros evidencia os direitos da Mulher
VARIEDADES
Inicia mais um Enart
GERAL - A 34ª edição do evento reúne em Santa Cruz do Sul os apaixonados pela cultura gaúcha
ACI: Gabriel Borba é aclamado presidente
GERAL - Ele estará à frente da entidade junto com o vice, César Cechinato, para o biênio 2020-2021
Copa Lisaruth 20 anos tem segunda rodada
ESPORTES
Cestinha Sesi/Unisc disputa o 2º turno das semifinais
ESPORTES
O Avenida ainda não confirmou a sua participação na Divisão de Acesso
ESPORTES
Dia de confirmar classificação
ESPORTES
Regional 2019: Fim de semana tem clássico em Vale do Sol
ESPORTES
Solled Energia ganha o principal prêmio brasileiro do setor
EMPRESARIAL
Secult abre novo prazo para cadastro de entes culturais
VARIEDADES
Marista São Luís é destaque e traz prêmios a Santa Cruz Do Sul
ESPORTES - Somente no Maristão, realizado em Porto Alegre, Colégio conquistou sete premiações
Excelsior: Casa do Cliente foi inaugurada
EMPRESARIAL
Por mês, operação do Rapidinho gera 94 mil advertências
GERAL - Valores ficam pendentes no sistema e precisam ser regularizados pelos usuários
Disputa das finais inicia neste sábado
ESPORTES - Campeões serão conhecidos após jogos de ida e volta nas categorias veterano, feminino e livre
Saúde recebe R$ 150 mil da Câmara
SAÚDE
Mostra do Cerest tem trabalho desenvolvido em Novo Cabrais
GERAL
Palestra debate o Direito sucessório do cônjuge e da união estável
GERAL
Persuasão interna é o caminho para a alta performance
GERAL

Falar mal da escola

Osvino Toillier - 10/05/2019

Tenho lido algumas manifestações preocupantes em relação à escola, no sentido de tentar atingi-la naquilo que é mais sagrado: a sua honra.
As publicações nas mídias sociais dão uma ideia da facilidade com que algumas pessoas se reúnem, formam um grupo de WatsApp para falar mal da escola, como se fosse uma instituição qualquer, tentando atingir a honra de quem lá trabalha, destruindo a imagem construída ao longo de décadas, acolhido não poucas vezes por autoridades, para depois enviar uma comunicação à instituição, um e-mail com a seguinte mensagem: “Processo arquivado”.
Fácil assim não? Mas o sofrimento enfrentado por quem responde pela gestão da escola é simplesmente incalculável! Não tem como descrever o dano emocional para enfrentar a inverdade e a calúnia, produzido não poucas vezes por menores, atingindo a honra e a imagem de uma instituição educacional série, idônea, cujo prestígio é abalado por publicações irresponsáveis!
As pessoas que produzem semelhantes atos, mesmo menores, deveriam ser penalizadas por seus atos irresponsáveis. Constituir um grupo para falar mal da escola deveria ter prévia punição, porque a escola deveria merecer respeito sagrado pela natureza e missão.
Quando se fala hoje em dia que os tempos mudaram para pior, retirando tempo precioso da direção para se ocupar com questões de natureza leviana, é preciso dar atenção a isso, a fim de que reflitamos sobre procedimentos que são responsáveis pela desconstrução da plataforma educacional que levou muito tempo para ser construída e que está sendo detonada pela irresponsabilidade, senão pela maldade.
Está na hora de retomar princípios elementares para não implodir a escola, intimidando os responsáveis pela gestão, cuja palavra não vale mais nada, se não tiverem respaldo de detalhados registros de suas decisões.