Edição do dia 13/09/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Expoagro Afubra 20 anos define tema
GERAL
Solidariedade declara apoio a Telmo
POLÍTICA
Saiba como ter desconto especial no IPTU do ano que vem
GERAL
A Hipnose pode auxiliar no autodesenvolvimento de forma eficaz
EMPRESARIAL - Especialista desmistificou tema e apontou benefícios da técnica no Café Empresarial
Reforma Tributária é tema da apresentação de Rigotto em Santa Cruz
GERAL
Dada a largada para a Semana Farroupilha
GERAL - Abertura aconteceu no Parque de Eventos na manhã desta sexta-feira
Fórum atrai dois secretários de Estado a Santa Cruz do Sul
GERAL - Representantes de todas as 28 regiões estiveram na Unisc nessa quinta-feira
Lino e Laila serão tema do Novo Cemai
GERAL
Aulas de autoescola com ou sem simulador de direção?
GERAL
Sessão especial para o ensino médio
VARIEDADES
Estudante de Santa Cruz conquista certificado de excelência internacional
EDUCAÇÃO
RGE instala aquecedores solares nas residências de 150 famílias
GERAL
Embarques devem superar os US$ 2 bilhões
GERAL
Depressão deve ser tratada no início, afirma especialista
ESPECIAIS - Mulheres sofrem de depressão duas vezes mais do que os homens
Tributo a Herb Alpert é hoje
VARIEDADES - Teatro do Mauá recebe apresentação às 20h
Sociedade Ginástica: Jantar Baile marca comemoração dos 126 anos
EMPRESARIAL
Farmácia Municipal reabre na segunda no novo prédio
SAÚDE
Grupo Tholl traz Casinha de Chocolate
VARIEDADES

Falar mal da escola

Osvino Toillier - 10/05/2019

Tenho lido algumas manifestações preocupantes em relação à escola, no sentido de tentar atingi-la naquilo que é mais sagrado: a sua honra.
As publicações nas mídias sociais dão uma ideia da facilidade com que algumas pessoas se reúnem, formam um grupo de WatsApp para falar mal da escola, como se fosse uma instituição qualquer, tentando atingir a honra de quem lá trabalha, destruindo a imagem construída ao longo de décadas, acolhido não poucas vezes por autoridades, para depois enviar uma comunicação à instituição, um e-mail com a seguinte mensagem: “Processo arquivado”.
Fácil assim não? Mas o sofrimento enfrentado por quem responde pela gestão da escola é simplesmente incalculável! Não tem como descrever o dano emocional para enfrentar a inverdade e a calúnia, produzido não poucas vezes por menores, atingindo a honra e a imagem de uma instituição educacional série, idônea, cujo prestígio é abalado por publicações irresponsáveis!
As pessoas que produzem semelhantes atos, mesmo menores, deveriam ser penalizadas por seus atos irresponsáveis. Constituir um grupo para falar mal da escola deveria ter prévia punição, porque a escola deveria merecer respeito sagrado pela natureza e missão.
Quando se fala hoje em dia que os tempos mudaram para pior, retirando tempo precioso da direção para se ocupar com questões de natureza leviana, é preciso dar atenção a isso, a fim de que reflitamos sobre procedimentos que são responsáveis pela desconstrução da plataforma educacional que levou muito tempo para ser construída e que está sendo detonada pela irresponsabilidade, senão pela maldade.
Está na hora de retomar princípios elementares para não implodir a escola, intimidando os responsáveis pela gestão, cuja palavra não vale mais nada, se não tiverem respaldo de detalhados registros de suas decisões.