Edição do dia 21/06/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Série Ouro de Futsal: Assaf perde primeira como mandante
ESPORTES - Tricolor jogou em Vale Verde e foi derrotado por 5x3
Copa Cidade Miller define os playoffs
ESPORTES - Competição encerrou a fase classificatória
Aliança goleia São José e cresce na Copa CFC Celso
ESPORTES - Mobilização é pela realização da primeira etapa da Olimpíada Rural, no próximo domingo
Troca de mensagens: Sergio Moro adia ida à Câmara
POLÍTICA - Ministro viajou para os Estados Unidos no último fim de semana e não comparecerá à audiência pública
Seleção feminina cai na prorrogação diante da França
ESPORTES - Brasil foi eliminado nas oitavas de final da Copa do Mundo
Avenida perde nos pênaltis e está fora da Série D
ESPORTES - Caxias classificou-se dentro dos Eucaliptos com vitória nas penalidades por 6 a 5
Brasil goleia Peru e jogará quartas de final na Arena do Grêmio
ESPORTES - Time brasileiro ficou com o primeiro lugar do Grupo A da Copa América
Copa Cidade tem três jogos no final de semana
ESPORTES - Rodada conta com os últimos confrontos da fase classificatória
Patinação: Copa XLise e Festival 25 anos movimentam Poliesportivo
ESPORTES - Evento ocorre neste sábado e movimenta patinadores de todo o Estado
Mais de 10 mil peças para aquecer os cabraisenses
GERAL - Distribuição das roupas arrecadadas ocorreu nesta terça-feira (18) para centenas de famílias moradoras de Novo Cabrais
Lixo eletrônico será recolhido na terça
GERAL - Mutirão da prefeitura vai passar por todas as localidades para coletar os materiais e dar o destino correto aos mesmos
Ipiranga leva a livre e Associação conquista o veterano
ESPORTES - Novo Cabrais conheceu os campeões do municipal de futebol sete, na última sexta-feira, no Centro Desportivo Municipal
Bela Vista e Flamengo jogam nesta sexta
ESPORTES
Copa Feminina: Brasil pega a França
ESPORTES
Série Ouro: Assaf faz parceria e vai jogar em Vale Verde
ESPORTES
Copa América: Diante do Peru, tentativa de reação
ESPORTES - Seleção Brasileira passa por fase de incertezas. Em 1989, time superou dificuldades
São Martinho é campeão em Monte Alverne
ESPORTES
Série D do Brasileiro: Avenida precisa de vitória simples
ESPORTES - Torcida deverá lotar o Estádio dos Eucaliptos, domingo, às 16h, contra o Caxias, valendo classificação

A lei do menor esforço

Olhar Parcial - Edison Rabuske - 17/05/2019

Somos conduzidos e estimulados diariamente a aderir a “lei de menor esforço”, que em resumo significa todas as facilidades que a tecnologia nos oferece para nossa comodidade, para não dizer acomodação, desde o inocente controle remoto da tv, ao mais ultra, hiper modelo de smartphone. 
Dizem todos os especialistas que o mundo tecnológico veio para ficar, o que parece inexorável, e seus efeitos sobre todos não tardaram a chegar, já estão entre nós seja para bem como para o mal.
É inegável admitir que o mundo tecnológico trouxe avanços fantásticos para a vida humana nas últimas décadas, e como diz o historiador  Leandro Karnal, a tecnologia não é problema, mas seu uso inadequado, este sim, tem sido um problema cada vez mais presente, seja com a futilização e a idealização das relações virtuais, a volatilidade dos ídolos virtuais, a necessidade imperativa de estar nas redes sociais, o acesso indiscriminado de um volume gigantesco de informações sem qualquer critério, dão a impressão que estamos sendo criados e alimentados em uma bolha artificial, que é retroalimentada pela nossa ansiedade insaciável e quase irracional.
Neste contexto, especulo que a “lei do menor esforço”, aproveita a nossa embriaguez tecnológica e se impõe, pois estamos deixando de estudar música, pois tudo está ao alcance das mãos e ouvidos, deixamos de ler, pois ler é entediante, frente ao volume de imagens que são ofertadas, cultivar amizades não é mais prioridade, pois tenho mais de mil amigos nas redes sociais.   
Acho que também, no fundo sabemos que a facilidade vendida é artificial, mas não estamos tendo capacidade de renunciá-la ou então, fazer seu uso racional, o que ao mesmo tempo frustra, nos torna menos capazes de enfrentar este novo mundo descortinado pela tecnologia. Vamos ter com certeza, logo ai adiante manuais que deverão ser adotados nas salas de aula para tentar regular este uso inadvertido do mundo do tecnológico. 
Não podemos perder habilidades que levamos milhares de anos para desenvolver com muita precisão, como por exemplo escrever com as mãos, compreender equações complexadas das ciências exatas, desenhar, tocar instrumentos musicais, ter amizades sinceras e duradouras, e isto tudo exige muito esforço e dedicação, sendo que tal esforço é eminentemente humano, fora do alcance de qualquer tecnologia.