Edição do dia 20/09/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Havan é inaugurada em Santa Cruz
GERAL - Filial santa-cruzense abriu pela primeira vez na manhã de hoje
Feriado em Santa Cruz do Sul
GERAL - Saiba como funcionarão os principais serviços nesta sexta-feira, 20
Livro Dois meninos será lançado em Santa Cruz
VARIEDADES
JTI promove a língua inglesa entre colaboradores
GERAL
Equipes da Afubra realizam avaliações nas lavouras atingidas
GERAL
100 anos Sicredi VRP: Solenidade marca os 100 anos
ESPECIAIS
100 anos Sicredi VRP: Programação intensa durante todo o ano
ESPECIAIS
Dia do Contador: A saúde financeira do seu negócio depende dele
ESPECIAIS - Conheça um pouco mais sobre a profissão do contador e sua data comemorativa
Mensagem pelo Dia do Contador
ESPECIAIS - Rugard Kanitz - presidente do Sincotec VARP
Dia do Contador: Conheça os vencedores da 6ª edição do Concurso de Redação Tributação e Cidadania
ESPECIAIS
Preservação da cultura alemã no traje oficial
VARIEDADES
As donas das flores
GERAL - O trabalho delas é cultivar a natureza que enfeita a cidade
Shopping Santa Cruz recebe convidadas para bate-papo
GERAL - Quatro mulheres estarão à frente do evento de troca de experiências
Irmãos de Axé visitam Terreiro de Candomblé na Bahia
GERAL
Galo tem jogos importantes no final de semana
ESPORTES
Copa CFC Celso abre decisão em Linha Santa Cruz
ESPORTES
Assaf encara a Assoeva no Ginásio da Unisc neste sábado
ESPORTES
SCS Skate Contest: um incentivo ao esporte
ESPORTES

Centelha de vida

Osvino Toillier - 31/05/2019

Notável palestrante do Fronteiras do Pensamento deste ano – que tem como tema geral Sentido de Vida – Graça Machel inaugurou a edição deste ano na UFRGS, no dia 20 de maio, com uma palestra memorável, trazendo para o público abordagem profundamente humana, sendo aplaudida de pé pelo auditório lotado. Apesar de o Fronteiras trazer profissionais de alto gabarito, poucos conseguem o reconhecimento da líder africana.
Ela começou dizendo que todos nascemos com a centelha da vida, absolutamente iguais, mas, no decorrer do tempo, buscamos nos impor através do poder, forjando espaços para dominar os outros. Ela fez uma referência a sua pele como negra, afirmando que um corte na mão revelaria que temos sangue igual. Por que então precisamos nos impor perante os outros por conta de nossa condição social e oprimir o semelhante? Só mesmo o egoísmo e a ganância explicam isto.
Um legado de comovente humanidade sensibilizou a todos, sem uso de recursos tecnológicos, numa fala simples que conquistou mentes e corações com fala mansa e comovente. Ela foi Secretária de Educação por 15 anos de Moçambique, casada com Samora Machel. Depois da morte dele, casou-se com de Nelson Mandela e continuou sua obra na África do Sul.
Sua luta tem sido contra o preconceito, a segregação, o machismo, a violência e a invisibilidade. No entender da conferencista, a África não tem a pujança dos órgãos de comunicação do primeiro mundo, por isso as questões vitais ficam invisíveis para o resto do mundo.
Na opinião dela, não há falta de líderes, mas falta de clareza sobre quem são os inimigos. No tempo do colonialismo, era o Apartheid, mas hoje em dia esta realidade se modificou e tudo está mais difuso.