Edição do dia 13/09/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Solidariedade declara apoio a Telmo
POLÍTICA
Saiba como ter desconto especial no IPTU do ano que vem
GERAL
A Hipnose pode auxiliar no autodesenvolvimento de forma eficaz
EMPRESARIAL - Especialista desmistificou tema e apontou benefícios da técnica no Café Empresarial
Reforma Tributária é tema da apresentação de Rigotto em Santa Cruz
GERAL
Dada a largada para a Semana Farroupilha
GERAL - Abertura aconteceu no Parque de Eventos na manhã desta sexta-feira
Fórum atrai dois secretários de Estado a Santa Cruz do Sul
GERAL - Representantes de todas as 28 regiões estiveram na Unisc nessa quinta-feira
Lino e Laila serão tema do Novo Cemai
GERAL
Aulas de autoescola com ou sem simulador de direção?
GERAL
Sessão especial para o ensino médio
VARIEDADES
Estudante de Santa Cruz conquista certificado de excelência internacional
EDUCAÇÃO
RGE instala aquecedores solares nas residências de 150 famílias
GERAL
Embarques devem superar os US$ 2 bilhões
GERAL
Depressão deve ser tratada no início, afirma especialista
ESPECIAIS - Mulheres sofrem de depressão duas vezes mais do que os homens
Tributo a Herb Alpert é hoje
VARIEDADES - Teatro do Mauá recebe apresentação às 20h
Sociedade Ginástica: Jantar Baile marca comemoração dos 126 anos
EMPRESARIAL
Farmácia Municipal reabre na segunda no novo prédio
SAÚDE
Grupo Tholl traz Casinha de Chocolate
VARIEDADES
18,2 mil exemplares foram vendidos
VARIEDADES - Além do sucesso em vendas, o público também compareceu e lotou a Praça Getúlio Vargas

O preço da exposição

Olhar Parcial - Edison Rabuske - 28/06/2019

Em tempos antanhos era muito mais fácil manter ocultas práticas de dominação coletiva dos aparelhos estatais sobre a coletividades, eis que se impunha a ferro e fogo o silêncio sobre a imprensa, e as instituições então existentes, muitas vezes faziam ouvidos moucos em relação as muitas atrocidades que aconteciam nos porões da ditatura. Os fatos são incontestáveis, e se agora vivemos tempos estranhos, mas alguma esperança ainda existe, pois o Estado Democrático de Direito nos permite, ou melhor, nos impõe o direito ao contraditório e a ampla informação.
Quando é noticiado o fato de que um servidor estatal que é flagrado no exterior com 39 Kg de cocaína transportados por uma aeronave do Exército Brasileiro, ou então, um Ministro da Justiça que é flagrado mentindo, temos que reconhecer que tais situações, por pior que pareçam, são sinais de novos tempos. Fosse no passado, tais fatos sequer viram à tona. Exemplo disso é o fato que de pouco tempo para cá tivemos acesso a informações da CIA sobre ordens de homicídios determinadas por Presidentes da República durante o regime de exceção aqui no Brasil.
É bem verdade que as reações institucionais não são as mais republicanas, pois ao invés da haver uma total abertura para a sociedade dos fatos ocorridos, eis que os fatos são de natureza gravíssima, pois não pode as Forças Armadas ser suspeita de tráfico internacional de drogas e muitos menos a Justiça ser comprometida por um Ministro que tem problema com a verdade. 
Mas o preço da exposição é exatamente este, ou seja, por mais danosas que as atitudes acima mencionadas pareçam ao País em primeiro momento, elas tem papel propedêutico de dizer em alto e bom tom, é claro, para aqueles que ainda querem ouvir, que é necessário a vigilância permanente sobre todos os agentes que detêm muito poder, eis que não estão imunes aos desvios de conduta, e quando são agentes estatais, os limites devem ser mais rigorosos ainda, pois sua atribuição é a defesa da coletividade, e não seus interesses individuais ou de grupos que pretende proteger.