Edição do dia 19/07/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

Domingo tem Brique da Praça
GERAL
Unisc forma 16ª turma de Medicina
GERAL
Stock: Nelsinho Piquet corre pela primeira vez em Santa Cruz do Sul
ESPORTES - Piloto da equipe Texaco Full Time Sports terá experiência inédita neste fim de semana na pista gaúcha
Edição de inverno do curso Escola de formação de professores tem início na Unisc
EDUCAÇÃO
Audiência pública debate alterações no Plano Diretor
GERAL
Quatro cidades gaúchas
VARIEDADES - Quarta temporada de 'O professor pelado' tem reestreia repaginada
Domingo tem etapa da 5ª Olimpíada Rural
GERAL - Esse será o primeiro compromisso oficial das 14 candidatas a soberanas da 35ª Oktoberfest
Copa Seu Verardi
ESPORTES - Uma semana de treinos no Avenida
Rodada desta sexta vai apontar os semifinalistas
ESPORTES
Em jogo duas vagas no mata-mata da Copa CFC Celso
ESPORTES
Assaf joga nesta sexta-feira em Santa Maria
ESPORTES - Jogo foi alterado em virtude do Grenal neste sábado
Stock Car: Quinta etapa é neste final de semana
ESPORTES - Serão dois dias de atividades sem a companhia da Stock Light
Renomada professora do Serviço Social estará em Santa Cruz
GERAL
Novo Cabrais: Escola lança livro de receitas saudáveis
EDUCAÇÃO
Novo Cabrais: Pimenta visita obras e reafirma apoio ao município
GERAL - Deputado federal participou de almoço e conferiu de perto a pavimentação da Avenida Rodolfo Buss
Ascor e Prefeitura planejam nova exposição
GERAL
Colégio Mauá assume gestão da Escola Criança & Cia
EDUCAÇÃO
Prefeitura anuncia restauração do prédio
GERAL - Marcando a decisão, muda de árvore também foi plantada por alunos da rede de ensino municipal

O preço da exposição

Olhar Parcial - Edison Rabuske - 28/06/2019

Em tempos antanhos era muito mais fácil manter ocultas práticas de dominação coletiva dos aparelhos estatais sobre a coletividades, eis que se impunha a ferro e fogo o silêncio sobre a imprensa, e as instituições então existentes, muitas vezes faziam ouvidos moucos em relação as muitas atrocidades que aconteciam nos porões da ditatura. Os fatos são incontestáveis, e se agora vivemos tempos estranhos, mas alguma esperança ainda existe, pois o Estado Democrático de Direito nos permite, ou melhor, nos impõe o direito ao contraditório e a ampla informação.
Quando é noticiado o fato de que um servidor estatal que é flagrado no exterior com 39 Kg de cocaína transportados por uma aeronave do Exército Brasileiro, ou então, um Ministro da Justiça que é flagrado mentindo, temos que reconhecer que tais situações, por pior que pareçam, são sinais de novos tempos. Fosse no passado, tais fatos sequer viram à tona. Exemplo disso é o fato que de pouco tempo para cá tivemos acesso a informações da CIA sobre ordens de homicídios determinadas por Presidentes da República durante o regime de exceção aqui no Brasil.
É bem verdade que as reações institucionais não são as mais republicanas, pois ao invés da haver uma total abertura para a sociedade dos fatos ocorridos, eis que os fatos são de natureza gravíssima, pois não pode as Forças Armadas ser suspeita de tráfico internacional de drogas e muitos menos a Justiça ser comprometida por um Ministro que tem problema com a verdade. 
Mas o preço da exposição é exatamente este, ou seja, por mais danosas que as atitudes acima mencionadas pareçam ao País em primeiro momento, elas tem papel propedêutico de dizer em alto e bom tom, é claro, para aqueles que ainda querem ouvir, que é necessário a vigilância permanente sobre todos os agentes que detêm muito poder, eis que não estão imunes aos desvios de conduta, e quando são agentes estatais, os limites devem ser mais rigorosos ainda, pois sua atribuição é a defesa da coletividade, e não seus interesses individuais ou de grupos que pretende proteger.