Edição do dia 15/11/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

CTG Lanceiros evidencia os direitos da Mulher
VARIEDADES
Inicia mais um Enart
GERAL - A 34ª edição do evento reúne em Santa Cruz do Sul os apaixonados pela cultura gaúcha
ACI: Gabriel Borba é aclamado presidente
GERAL - Ele estará à frente da entidade junto com o vice, César Cechinato, para o biênio 2020-2021
Copa Lisaruth 20 anos tem segunda rodada
ESPORTES
Cestinha Sesi/Unisc disputa o 2º turno das semifinais
ESPORTES
O Avenida ainda não confirmou a sua participação na Divisão de Acesso
ESPORTES
Dia de confirmar classificação
ESPORTES
Regional 2019: Fim de semana tem clássico em Vale do Sol
ESPORTES
Solled Energia ganha o principal prêmio brasileiro do setor
EMPRESARIAL
Secult abre novo prazo para cadastro de entes culturais
VARIEDADES
Marista São Luís é destaque e traz prêmios a Santa Cruz Do Sul
ESPORTES - Somente no Maristão, realizado em Porto Alegre, Colégio conquistou sete premiações
Excelsior: Casa do Cliente foi inaugurada
EMPRESARIAL
Por mês, operação do Rapidinho gera 94 mil advertências
GERAL - Valores ficam pendentes no sistema e precisam ser regularizados pelos usuários
Disputa das finais inicia neste sábado
ESPORTES - Campeões serão conhecidos após jogos de ida e volta nas categorias veterano, feminino e livre
Saúde recebe R$ 150 mil da Câmara
SAÚDE
Mostra do Cerest tem trabalho desenvolvido em Novo Cabrais
GERAL
Palestra debate o Direito sucessório do cônjuge e da união estável
GERAL
Persuasão interna é o caminho para a alta performance
GERAL

Ampliando acessos

Osvino Toillier - 05/07/2019

Existe relação entre o aumento da expectativa da vida e as descobertas na área da saúde, como a vacina da gripe. Essas foram conquistas alcançadas aos poucos permitindo que o país mais que dobrasse, no último século, a expectativa de vida de 1910, que não ultrapassava 35 anos. Porém esse aumento não veio de forma repentina e nem chegou a todas as classes sociais. 
No início do século XX, as condições de saúde no Brasil ainda eram precárias para a maior parte da população, especialmente para quem morava no campo. Estudo de 1916 apontava que 15% da população rural tinha doença de Chagas, 40% foram diagnosticados com malária e 70% estavam infectados com ancilostomíase (amarelão).
Em meados de 1920, a urbanização sofreu um impulso devido ao aumento da escolarização e industrialização. Isso fez o governo da época tomar algumas medidas para evitar epidemias. Uma delas foi a extensão das áreas de saneamento. 
Desde o início do século XX, algumas medidas estavam sendo tomadas para combater epidemias e doenças na cidade e no campo. Porém apenas entre 1953 e 1956, ações foram realizadas com o intuito de beneficiar milhões de pessoas por todo o país. Foi inaugurado o Ministério da Saúde e o Departamento Nacional de Endemias Rurais, ambos com o propósito de melhorar a vida dos habitantes do campo e cidade.
Agora, se pararmos para pensar, todas essas mudanças na área da saúde no Brasil não foram em vão. Mesmo as mudanças que julgamos serem pequenas ajudaram a melhorar a expectativa de vida, por isso necessários investimentos em saúde preventiva e saneamento básico diminuindo as diferenças entre grupos sociais e regiões.  

Vitor André Schmidt
Estudante do 9º ano da Escola Educar-se
*Redação escrita a partir de proposta interdisciplinar de Ciências, História e Língua Portuguesa.