Edição do dia 15/11/2019

EDIÇÕES ANTERIORES FOTOS VIDEOS FALE CONOSCO HISTÓRICO - Primeira Edição SANTA CRUZ EM NÚMEROS TELEFONE ÚTEIS

Últimas Notícias

CTG Tiarayu é o grande campeão do Enart
VARIEDADES - Candeeiro da Amizade, de Vera Cruz, venceu a força B
CTG Lanceiros evidencia os direitos da Mulher
VARIEDADES
Inicia mais um Enart
GERAL - A 34ª edição do evento reúne em Santa Cruz do Sul os apaixonados pela cultura gaúcha
ACI: Gabriel Borba é aclamado presidente
GERAL - Ele estará à frente da entidade junto com o vice, César Cechinato, para o biênio 2020-2021
Copa Lisaruth 20 anos tem segunda rodada
ESPORTES
Cestinha Sesi/Unisc disputa o 2º turno das semifinais
ESPORTES
O Avenida ainda não confirmou a sua participação na Divisão de Acesso
ESPORTES
Dia de confirmar classificação
ESPORTES
Regional 2019: Fim de semana tem clássico em Vale do Sol
ESPORTES
Solled Energia ganha o principal prêmio brasileiro do setor
EMPRESARIAL
Secult abre novo prazo para cadastro de entes culturais
VARIEDADES
Marista São Luís é destaque e traz prêmios a Santa Cruz Do Sul
ESPORTES - Somente no Maristão, realizado em Porto Alegre, Colégio conquistou sete premiações
Excelsior: Casa do Cliente foi inaugurada
EMPRESARIAL
Por mês, operação do Rapidinho gera 94 mil advertências
GERAL - Valores ficam pendentes no sistema e precisam ser regularizados pelos usuários
Disputa das finais inicia neste sábado
ESPORTES - Campeões serão conhecidos após jogos de ida e volta nas categorias veterano, feminino e livre
Saúde recebe R$ 150 mil da Câmara
SAÚDE
Mostra do Cerest tem trabalho desenvolvido em Novo Cabrais
GERAL
Palestra debate o Direito sucessório do cônjuge e da união estável
GERAL

O medo atávico do comunismo

Olhar Parcial - Edison Rabuske - 19/07/2019

O momento histórico vivido em nosso País tem nos dado exemplos de que apatia nem sempre é silenciosa, como em primeiro momento se supõe, pois há na atmosfera um claro sentimento de desilusão de uma grande parcela de cidadãos com o destino da política nacional, mas ao mesmo tempo, tal sentimento é objeto de infindáveis teorias sobre a origem da crise e possíveis saídas da mesma, sendo as redes sociais o espaço onde brotam as mais variadas posições.
Mas o que chama atenção é o fato que mesmo com a queda do muro, o fim da guerra fria, e a decadência do comunismo no mundo, ainda está muito presente no debate, a ideia que o Brasil necessita tomar medidas contra o risco do comunismo ser implantado, sendo que na campanha eleitoral do ano passado foram muitos os candidatos que vocalizaram esse temor.
Historicamente a luta contra o comunismo em nosso País justificou vários golpes, em especial os patrocinados por Getúlio Vargas e próprio golpe militar de 64. Mas, usar a justificativa do comunismo em nossa época não cabe mais, pois o comunismo não é ameaça para o mundo, pois suas limitações político sociais conduziram vários países ao autoritarismo, não havendo qualquer condição de temperatura e pressão para que avance no mundo. 
Ao contrário, há no mundo um claro indicativo para o autoritarismo neoliberal, sendo o exemplo da eleição de Donald Trump nos Estados Unidos o mais claro. Aqui em nossa paragem temos um indicativo muito evidente, pois a eleição de Bolsonaro, confirmou tal tendência, sendo que o Presidente eleito disse em várias oportunidades que iria salvar o Brasil do socialismo/comunismo.
Assim, o momento atual indica um evidente reflorescer autoritário de extrema direita, cujas as experiências passadas conduzem para a restrição de direitos individuais, traduzidas por prisões arbitrárias e com fundamentação questionável, limitação do direito à informação, onde os órgãos de imprensa não oficiais (do governo) são perseguidos, ataque as minorias, concentração de renda e demais efeitos colaterais que já são conhecidos no mundo.
Mas o interessante é que a adesão ruidosa de setores sociais a lógica do autoritarismo é algo real, e que talvez encontre sua justificação mais elementar na necessidade inconsciente de um protetor contra um inimigo, que por incrível que pareça, novamente é o velho comunismo, o que aliás tem sido o seu maior papel, justificar os golpes de direita. Mesmo com todo este barulho, espero que 2019 seja um ano um pouco mais lúcido.